Publicidade

Humberto vê ações negativas do governo interino de Temer

Parlamentar relatou que alguns jornais estrangeiros repudiam a saída de Dilma (Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado)

Para o senador Humberto Costa (PT), os fatos negativos envolvendo o governo do presidente interino Michel Temer (PMDB) têm prejudicado ainda mais a imagem do País no mundo. O parlamentar destacou reportagens de alguns dos jornais mais influentes do mundo, como o The Guardian, o Financial Times e o New York Times, que relataram as conversas gravadas entre o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá (PMDB) e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

No áudio, Jucá propõe um pacto para afastar a então presidente Dilma Rousseff (PT) e com isso barrar o avanço das investigações da Operação Lava Jato.

“O que a gente vê é uma tentativa de transformar o País, que é a nona economia do mundo, em uma grande republiqueta de bananas. O mundo inteiro tem se chocado com as arbitrariedades que vem ocorrendo no Brasil. Deram um duro golpe na democracia e agora mais do que nunca ficam claros os motivos para que isso acontecesse”, disse o senador.

Humberto, que na última segunda-feira (23) esteve no Uruguai, na reunião do Parlasul, que reúne parlamentares de todos os países do Mercosul para denunciar o que chama de “golpe”, disse ainda que há uma “grande movimentação internacional” contra o que ocorreu no Brasil.

“São incontáveis as ações ilegítimas deste governo sem voto. O governo interino reuniu o que há de pior na política e o mundo inteiro acompanha assustado os desdobramento desse golpe que abalam ainda mais a imagem do País em todo o mundo”, afirmou Humberto.

Após as revelações de Jucá em gravação, o The Guardian classificou as ações que culminaram com a saída da presidente Dilma como uma “trama maquiavélica” e lembra que Temer incluiu em seu governo “sete ministros implicados na Lava Jato”.

O New York Times, por sua vez diz, que a gravação levantar “mais questões sobre os motivos por trás do ímpeto de promover o impeachment de Dilma”. Outro jornal que deu destaque ao assunto foi o Financial Times, para o qual as novas revelações podem “prejudicar o governo Temer”.


TRE-PE promove encontro com representantes de partidos

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) realiza, entre os dias 02 e 03 de junho, um encontro com representantes partidários com intuito de esclarecer temas relacionados às eleições 2016. O evento, que será realizado no auditório do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, das 08 às 18h, é voltado para os profissionais da área jurídicas dos partidos. No entanto, o encontro será aberto para alunos dos cursos de Direito, pretensos candidatos, jornalistas e interessados no tema. Para participar do evento, é necessário fazer a inscrição no site do TRE.

O evento tem o objetivo de promover esclarecimentos a respeito de temas como prestação de contas, propaganda eleitoral, registro de candidaturas, filiação partidária e biometria. As palestras serão proferidas pelos servidores Henrique Melo, Cibele Figueiredo, Rodrigo Morais e Orson Lemos.

O encontro é realizado pelo TRE através da Escola Judiciária Eleitoral de Pernambuco – EJE-PE em parceria com a Comissão de Direito Eleitoral da OAB-PE e do Instituto de Direito Eleitoral e Público de Pernambuco (Ideppe).

As inscrições podem ser feitas através do link: http://www.tre-pe.jus.br/institucional/escola-judiciaria-eleitoral/encontro-com-represententes-partidarios .


Frente de partidos lançam a Caravana 18 em Paudalho

Neste sábado (28) será lançada em Paudalho a Caravana 18, conjunto de reuniões para formar o Plano de Governo do pré-candidato à prefeito do Partido Rede Sustentabilidade, Dr. Maicon Nunes. A candidatura já conseguiu agregar, além da Rede, PEN, PSOL, PDT e a militância do MPMM (Movimento Paudalho Merece Mais).

Segundo o porta-voz da Rede Sustentabilidade em Paudalho, o advogado Marcelo Batista, este será o caminho e o método para tomar as diretrizes que posteriormente servirão para a formulação do Plano de Governo.

“Todos já sabem que a REDE18 em Paudalho tem pré-candidato a prefeito e que ele será Dr. Maicon Nunes, portanto, estaremos dando início às movimentações coordenadas para ouvirmos os anseios da nossa população e que esses anseios façam parte desse projeto e futuro para nossa cidade”, relatou o advogado.

A primeira Caravana 18 será na sede da Banda 22 de Novembro, às 19h, neste sábado, no centro de Paudalho, próximo ao Clube Lenhadores.

Estarão presentes o pré-candidato a prefeito Maicon Nunes, pré-candidatos a vereadores de todos os partidos da coligação, lideranças, militantes e população em geral.

Perfil

Filho de empregada doméstica e pequeno agricultor, Dr. Maicon Nunes é médico, 34 anos, e trabalha com medicina popular desde 2011. Foi militante do movimento estudantil secundarista, do movimento negro e ex-presidente da Casa do Estudante do Nordeste.


‘Relação continua tranquila’

Por Carol Brito
Da Folha de Pernambuco

O governador Paulo Câmara (PSB) vem procurando resgatar os laços com o PSDB e DEM, desde que decidiu retirar as siglas do Palácio do Campo das Princesas. Durante a posse do novo secretariado, sem a presença dos antigos aliados, o gestor demonstrou a disponibilidade de se unir com os tucanos nas eleições municipais, onde for possível.

Na sexta-feira (28), foi a vez do gestor convidar o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), para participar da inauguração da Escola Técnica Estadual Governador Eduardo Campos, em São Lourenço da Mata.

“A relação com os democratas continua tranquila. Não contamos com quadros do DEM no governo, mas temos muitas alianças políticas no Estado e temos o dever como pernambucanos de buscar as parcerias necessárias e conversar”, afirmou o governador. Por sua vez, Mendonça Filho garantiu a manutenção da parceria com o governo.

Confronto

Na saída do governador, estudantes de uma escola fizeram um protesto. Eles cobravam melhorias nas condições da escola de referência e entraram em confronto com a Polícia Militar, que usou spray de pimenta. Na ocasião, uma policial chegou a chutar uma aluna.

Em nota, o comando da PM disse que a policial prestará esclarecimentos.


Elias ouvido segunda. Evandro, na quinta

Por Renata Bezerra de Melo
Da coluna Folha Política

Após a solenidade, na quinta, que marcou a posse dos seus novos secretários, o governador Paulo Câmara teve uma conversa, à tarde, com o ex-secretário Evandro Avelar (PSDB). Três dias antes, na segunda-feira, o socialista fora à mesa com outro tucano, o prefeito de Jaboatão, Elias Gomes. O gestor tucano quis saber se a posição de rompimento adotada, no Recife, pelo PSB, em relação ao PSDB, seria replicada em outras cidades da RMR. Em outras palavras, se haveria, dali em diante, uma separação amigável ou litigiosa. Ouviu de Paulo que o episódio do Recife foi “pontual” e que não seria interesse dele estender isso para outros municípios. “Ele foi claro nisso”, relatou Elias, à coluna, ao ser questionado. Escutou ainda elogios a Evandro Avelar, que figura na lista dos possíveis candidatos a sua sucessão. Nas palavras do governador, segundo Elias, Evandro fora “leal com os companheiros e passou à condição de amigo, a quem, hoje, Paulo, escuta”. Elias concordou com características do ex-auxiliar, traçadas pelo governador. E quis saber sobre Jaboatão, especificamente. Paulo informou que teria ainda que conversar com o comando do PSB local e com o PSB do Estado. Ficaram de voltar à mesa. Elias entendeu, pelas palavras de Paulo, que “se o PSB não tiver candidato, o aliado preferencial, naquela cidade, seria o PSDB”. E conclui: “Senti dele muito boa vontade”.

Elias foi ouvir também na condição de futuro presidente do PSDB no Estado

Perfil do pré-candidato
Elias Gomes saiu “satisfeito” da conversa que teve com Paulo. E concordou com ele sobre o perfil de Evandro, a quem também dispensou elogios. “Evandro tem essa qualidade. Ele não entra nos extremos. Não é um cara que fica nessa picuinha politica, é qualificado com experiência, muito equilíbrio e muita sensatez”, enalteceu o prefeito.

Também acho > Evandro pode vir a ser o senso comum para reatar as relações entre PSB e PSDB, rompidas recentemente, em função do cenário na capital. Pouco depois de o governador formalizar a “demissão” do DEM e do PSDB da administração, Elias Gomes avaliara que o socialista “derrubou as pontes e construiu muralhas”, como registrado na Folha.

Paciência > Agora que voltaram a conversar, o prefeito aguarda as consultas serem realizadas, pelo governador, para saber se haverá ou não aliança em Jaboatão. Só depois anunciará o nome de seu candidato.

Parceria > O deputado estadual Romário Dias e o prefeito das Correntes, Edimilson da Bahia, irão marchar juntos. O parlamentar recebeu o gestor, que é candidato à reeleição em seu gabinete.

Prévia 1 > O PSDB-PE reúne, hoje, o presidente do partido, Antônio Moraes, do Instituto Teotonio Vilela, Joaquim Francisco, do PSDB Mulher, Terezinha Nunes, e da Juventude, Rodrigo Barros, além de lideranças locais, no encontro regional da Zona Mata.

Prévia 2 > O município de Lagoa do Carro, onde o partido disputará a prefeitura com Judite Botafogo, será a sede da reunião, prevista para ocorrer das 14h às 17h, no Clube Nacional da cidade.

Pauta > Nesta semana, a coluna digital No Cafezinho aborda gravações do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, e as movimentações do PT com foco na reversão do impeachment e também no pleito municipal.


Diretório Estadual do PT se reúne neste sábado

Encaminhamentos sobre candidatos a prefeitos tam bém podem ser realizados no evento(Foto: Divulgação)

Com o objetivo de discutir sobre as eleições municipais deste ano, o Diretório Estadual do PT irá se reunir neste sábado (28). O partido irá debater a resolução da Executiva Nacional que tem como prioridade a aliança com partidos que foram contrários ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).

No entanto, a particularidade de cada Estado deverá prevalecer. O partido possui alianças com várias legendas que foram a favor do impeachment em algumas cidades do País.

Encaminhamentos sobre candidatos a prefeitos também podem ser realizados no encontro tendo como prioridade os municípios de Olinda e Recife. Na primeira cidade o nome pode ser o da deputada Teresa Leitão, já na segunda o ex-prefeito João Paulo surge como o quadro mais forte.


Ao lado de Betinho, moradores do Cabo protestam contra violência

(Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco)

Atualizada às 18h30

Moradores do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, partiram em caminhada do Marco Zero, no Bairro do Recife, ao Palácio do Campo das Princesas, nesta sexta-feira (27), para protestar contra a falta de segurança no município. O grupo se reuniu em frente à sede do Executivo estadual. Alguns membros portam cartazes pedindo o fim da violência e mais educação.

Os manifestantes estavam acompanhados do deputado federal Betinho Gomes (PSDB). O tucano, que é pré-candidato a prefeito do município nas eleições deste ano, foi recebido junto a uma Comissão de moradores e lideranças políticas locais, como do PMDB e PSD, pelo secretário-executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto.

(Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco)

Depois da reunião, Betinho Gomes informou que uma audiência pública, na Câmara Municipal do Cabo, será realizada para discutir encaminhamentos que o Estado irá fazer para combater a violência local.

“A reunião contará com a representação da SDS, da própria Casa Civil. São questões que estão sendo implementadas, e outras que estão sendo desenvolvidas e, evidentemente, irão ajudar nas pautas que trouxemos para cá”, relatou o tucano.

O deputado também negou qualquer tentativa de politizar o ato. “É um tema muito sério para você estar vinculando ele com a disputa eleitoral, mas o PSDB, apesar de ter saído do Governo do Estado, não estamos rompidos com o governador”, explicou.

Betinho Gomes também informou que é a terceira vez que representantes do município tentam conversar com o Governo do Estado.

“Nesta semana já tivemos com o secretario Alessandro Carvalho, com grupo menor de vereadores, e já estamos tratando esse assunto com outras autoridade do Cabo. Mas era simbólico vir aqui no Palácio do Governo, para que a população do Cabo se manifestasse”, disse o parlamentar.

Outro lado

Em nota, o secretário-executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto, que recebeu a comitiva liderada pelo deputado Betinho Gomes, informou que elencou algumas ações já em execução pela Secretaria de Defesa Social, como as rondas motorizadas, câmaras de segurança instaladas em pontos de grande movimento, mapeamento dos pontos de venda e distribuição de drogas, agilização dos mandados de busca e apreensão, operações conjuntas com Guarda Municipal, Detran, polícias de trânsito e outros programas.

Canuto confirmou a presença do secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, participará da audiência pública que ocorrerá na Câmara Municipal do Cabo para discutir o tema.


FBC cumpre agendas com foco na educação

(Foto: Divulgação)

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) cumpriu duas agendas voltadas para a educação nesta sexta-feira (27), em Petrolina, no Sertão, acompanhado do deputado estadual e pré-candidato à prefeitura local Miguel Coelho (PSB).

No início da manhã, ele conversou com professores e gestores do Instituto Federal do Sertão. Em seguida, recebeu representantes do Centro de Recuperação de Áreas Degradadas da Universidade do Valo do São Francisco (Crad/Univasf).

Durante a conversa, o senador pediu à reitora do Instituto, Leopoldina Veras, um levantamento detalhado das atividades e planejamento da instituição para o segundo semestre e para 2017. Em junho o senador irá participar de uma reunião entre os representantes do Instituto Federal e o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), e quer aproveitar a oportunidade para garantir mais recursos para o IF.

Em seguida o senador dialogou com coordenador do Crad, professor José Alves Filho, que relatou as dificuldades enfrentadas pelo centro para manter as atividades. O socialista assegurou que irá levar o tema ao conhecimento do ministro para que o Crad permaneça promovendo os estudos necessários no Vale do São Francisco.


João Lyra e Jarbas discutem política nacional

Encontro ocorreu no escritório do peemedebista, nesta sexta-feira (27) (Foto: Roberto Pereira Jr./Divulgação)

O desembarque do PSDB da Frente Popular de Pernambuco acabou não afastando algumas lideranças políticas do Estado. Antigos aliados, o ex-governador João Lyra Neto (PSDB) e o deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) estiveram reunidos nesta sexta-feira (27). A iniciativa partiu do tucano, que foi até o escritório político do peemedebista.

Os dois conversaram por cerca de 1h para discutir o novo cenário da política nacional e as primeiras medidas tomadas pelo presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), para retomada do crescimento econômico e da moralidade pública.

“É sempre bom ouvir a opinião do meu amigo Jarbas Vasconcelos para saber dos novos rumos do Brasil. Considero o deputado e ex-governador um dos políticos mais competentes e atuantes do atual cenário político brasileiro”, comentou Lyra.

O PSDB, de João Lyra Neto, rompeu com a Frente Popular por conta da candidatura do partido à Prefeitura do Recife, através do deputado federal Daniel Coelho.

O ex-governador deixou recentemente o PSB para se filiar ao partido tucano devido a escolha do governador Paulo Câmara (PSB) em não apoiar a sua filha, deputada Raquel Lyra, para concorrer à Prefeitura de Caruaru nas eleições deste ano. A parlamentar seguiu o caminho do pai e também ingressou no PSDB.


Partidos teriam financiado MBL em atos pró-impeachment

Um dos defensores do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), o Movimento Brasil Livre (MBL) recebeu apoio financeiro de partidos políticos, a exemplo do PMDB e Solidariedade, segundo informa reportagem do site de notícias UOL. Os apoios ocorreram na forma de, por exemplo, impressão de panfletos e uso de carros de som.

Segundo a publicação, o MBL negociou também com a Juventude do PSDB ajuda financeira e teria tido apoio da “máquina partidária” do DEM.

O movimento negociou e pediu ajuda a legendas pelo menos a partir de 2016. À época de sua criação, o MBL se definia como apartidário e sem ligações financeiras com siglas. Agora, se define como “suprapartidário”.

PMDB
O PMDB teria custeado a impressão de panfletos para o MBL divulgar as manifestações pró-impeachment do dia 13 de março. Ao UOL, o presidente da Juventude do PMDB, Bruno Júlio, informou que solicitou ao presidente da Fundação Ulysses Guimarães e atual secretário-executivo do PPI do governo interino, Moreira Franco, que custeasse 20 mil panfletos de divulgação dos atos. A assessoria nega.

Júlio, entretanto, afirma que o material foi pago pelo partido e entregue ao MBL, que distribuiu para suas sedes regionais e espalhou por todo o País.

Questionado sobre o apoio, o MBL não confirmou o custeio dos panfletos e disse apenas que o PMDB fazia parte da comissão pró-impeachment.

SD e DEM
A publicação teve acesso a uma gravação em fevereiro deste ano em que um dos três coordenadores do movimento, Renan Antônio Ferreira dos Santos, diz em mensagem a um colega do MBL que tinha fechado com partidos para divulgar os protestos de 13 de março, usando as “máquinas deles também”. A autenticidade foi confirmada por Santos. Ele ainda informou que o comitê do impeachment contava com lideranças de vários partidos, entre eles, PSDB, DEM, SD e PMDB.

Por meio de assessoria, o SD confirmou a parceria. O DEM, por sua vez, informou que atuou em conjunto com o MBL, mas negou qualquer tipo de ajuda financeira ou apoio material ao movimento.

PSDB
Também em gravação, feita em 5 de maio, o secretário de Mobilização da Juventude do PSDB do Rio de Janeiro, Ygor Oliveira, detalha a colegas de partido “uma parceria com o MBL” para financiar uma manifestação que ocorreu mais tarde, dia 11, em Brasília, durante a votação no Senado.

Oliveira confirmou a autenticidade da mensagem, mas afirmou que a “parceria” acabou por não se concretizar. Segundo ele, “isso foi um rascunho de uma parceria, que acabou não dando certo”. Ainda segundo o tucano, essa foi a primeira iniciativa conjunta entre a Juventude do PSDB e o MBL, e que não pretende realizar outras.

O MBL confirmou a “aproximação ao PSDB”, mas não informou se a parceria com a legenda para pagar o lanche e o transporte de manifestantes no dia 11 de maio efetivamente se concretizou. Confira, aqui, a íntegra da matéria.


“No Cafezinho” analisa gravações de Sérgio Machado

A coluna digital “No Cafezinho” desta sexta-feira (27) faz uma análise sobre as gravações registradas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado de conversas com os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR) e com o ex-presidente José Sarney. No vídeo, os jornalistas Daniel Leite, Marcelo Montanini e Renata Bezerra de Melo também abordam as mudanças no secretariado do governador Paulo Câmara (PSB). Confira:


Movimentos protestam contra medidas de Bruno Araújo

O ato pede, ainda, a saída de Michel Temer da Presidência (Foto: Tatiana Notaro/Folha de Pernambuco)

Membros de movimentos sociais e urbanos de moradia, capitaneados pelas frentes Brasil Popular e Povo sem Medo realizam protesto, na manhã desta sexta-feira (27), contra as primeiras medidas tomadas pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), desde que assumiu a pasta. O grupo se concentra na avenida Agamenon Magalhães, em frente ao escritório político do tucano, e reivindica a saída do presidente interino Michel Temer (PMDB).

“A gente veio aqui protestar contra as primeiras medidas tomadas por ele que revoga o Minha Casa, Minha Vida. São 11 mil casas que iam beneficiar o povo de Pernambuco e, especificamente, o povo do Recife. Tinham vários projetos em andamento que estavam dentro dessas 11 mil casas em Pernambuco, especificamente. Por conta disso, nosso protesto”, afirmou Felipe Cury, da Frente Brasil Popular.

Segundo Cury, o ato é, também, um pedido de saída de Temer. “Não só pela questão da moradia especificamente, mas principalmente porque não reconhecemos o governo Temer. A nossa pauta hoje é fora Temer, fora Bruno Araújo e fica Minha Casa, Minha Vida”, disse.

O grupo, que engloba movimentos como o Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e o de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas, chegou a bloquear a via e ateou fogo nos pneus, mas protesta de forma pacífica. O Corpo de Bombeiros foi acionado e a avenida foi liberada para a passagem dos carros.

No ato, os manifestantes chegaram a receber ameaças de um homem de dentro do empresarial, que fazia  provocações aos presentes.

Com informações de Tatiana Notaro, da Folha de Pernambuco.


Vem Pra Rua realiza encontro com pré-candidatos

Nesta sexta-feira (27/5), o Vem Pra Rua Recife dará início a uma série de encontros com os pré-candidatos à Prefeitura do Recife. O primeiro pré-candidato a participar será Daniel Coelho, do PSDB. O encontro será no Shopping Rio Mar (Restaurante Rui Paula), a partir das 19h. A entrada é franca.

A agenda do movimento ainda conta com atividades no próximo sábado (28). O grupo vai realizar “ato em apoio ao povo venezuelano”, em frente ao Consulado da Venezuela, no Recife. O encontro está marcado para às 11h.


Na crise, meta ambiciosa e foco na Educação

Por Renata Bezerra de Melo
Da Coluna Folha Política

Independente das  turbulências pelas quais passa o País na política e da crise econômica, a meta da gestão Paulo Câmara para a área de Educação é ambiciosa: chegar ao fim do governo, apresentando a melhor educação pública do Brasil. Se há contingenciamento em várias áreas, a Educação é a pasta que contabiliza, hoje, mais obras no Estado. Para o mês de junho, está previsto lançamento de novo projeto que deve representar um passo a mais na caminhada rumo ao primeiro lugar no ranking do Ideb, referente ao Ensino Médio. Hoje, o Estado ocupa a quarta colocação. O governo está montando times para fazer um piloto com algumas prefeituras, visando a uma expansão posterior. A lógica da iniciativa é ajudar municípios a incrementar o resultado da Educação nas redes municipais para melhorar, consequentemente, os índices no Estado. “Os municípios já foram selecionados”, adianta Paulo Câmara à coluna. E detalha: “A gente está com trabalho forte agora, buscando uma integração maior com os municípios. Essa integração ensino fundamental/ensino médio é adequada, porque os alunos têm que chegar cada vez melhores no ensino fundamental para que o ensino médio possa crescer da forma como a gente quer que cresça”. Em 2007, Pernambuco figurava na 21ª posição no ranking do Ideb, chegou à 4ª e tem, até, 2018, para subir ao primeiro lugar das 27 unidades da federação. Em razão disso, na mudança recente, realizada, em seu primeiro escalão, o governador não cogitou trocar de função o secretário da Educação, Fred Amâncio.

Municípios já foram selecionados para piloto

(Foto: Aluisio Moreira/Divulgação)

Negócios à parte
A despeito de o Democratas, partido do ministro da Educação, Mendonça Filho, ter saído, recentemente, da gestão estadual por iniciativa do governador Paulo Câmara, ele mesmo aconselhou seu secretário, Fred Amâncio, a comparecer à posse de Mendonça. “Fui à cerimônia de posse. Inclusive, o governador recomendou: `Vá Fred!`”, registra o auxiliar.

Certeza > O secretário ainda não teve audiência com o ministro. Conversaram um pouco na solenidade, em Brasília. “Mas não tenho nenhuma dúvida de que a gente vai sempre ter bom acesso ao Ministério da Educação”, observa Fred, definindo Mendonça Filho como uma “pessoa séria”.

Recursos 1 > Fred, entretanto, registra que mais “estratégico” para o Estado do que o Ministério é o nome que comandará o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Como funciona? “Todo recurso circula pelo FNDE, que tem um conjunto de regras técnicas e uma série de burocracia interna. Funciona até em outro prédio, é quase que autônomo em relação ao ministério”, explica o secretário.

Recursos 2 > Ainda não ficou decidido quem comandará o fundo, que é responsável por liberar recursos das escolas técnicas, por exemplo. Do ano passado para cá, Paulo Câmara inaugurou sete escolas técnicas. Hoje, inaugura mais uma, em São Lourenço da Mata.

Sinais > Secretário de Agricultura, Nilton Mota foi mantido, por Paulo Câmara, em seu primeiro escalão, a despeito da reformulação formalizada ontem. Já Ana Célia Farias, outro nome que figura como pré-candidata a prefeita de Surubim, deixou o comando da Secretaria de Assistência Social – executiva da pasta de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude – já faz alguns dias.

Páreo > Além de Nilton Mota e Ana Célia Farias, figuram como pré-candidatos na cidade ainda: Fabrício Brito, atual presidente da Câmara de Vereadores, Fábio Barbosa, vice-prefeito e o próprio prefeito, Túlio Vieira, que concorre à reeleição.

Bastidor > Antes da posse dos secretários, Paulo Câmara recebeu o deputado Romário Dias com quem conversou, por mais de uma hora, sobre a política dos municípios pernambucanos. Também levou demandas de Correntes, João Alfredo, Lagoa do Ouro, Paudalho e Serrita.


Humberto: Gravações revelam a montagem de um verdadeiro complô

O senador Humberto Costa (PT) era líder do governo Dilma Rousseff, até o afastamento temporário da petista, no último dia 12 de maio. Hoje, faz oposição ferrenha ao governo interino de Michel Temer (PMDB) que, na sua visão, tem se mostrado “um desastre”. Em entrevista à Folha de Pernambuco, o petista fala sobre a divulgação das conversas entre o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, o ministro afastado Romero Jucá (Planejamento), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e o ex-presidente José Sarney.

Na sua visão, as novas revelações podem mudar a correlação de forças da política nacional e favorecer a reversão do processo de impeachment no Senado. Da mesma forma, Humberto faz uma defesa da candidatura de João Paulo (PT) para prefeito do Recife, neste ano, e critica de forma contundente os correligionários que pensam de forma contrária.

Como o PT recebeu o conteúdo das gravações de Sérgio Machado com José Sarney, Renan Calheiros e Romero Jucá? Foi o suficiente para redirecionar a estratégia do partido com relação ao impeachment de Dilma?

Acho que a gente precisa fazer uma diferenciação. As gravações que envolvem Romero Jucá, elas revelam, com muita clareza, a montagem de um complô. De uma conspiração política para tirar a presidenta Dilma, não pelas razões que foram colocadas pelos movimentos, como o combate à corrupção. Ao contrário, foi para evitar que as investigações sobre corrupção no Brasil continuassem. É muito grave também porque há citações de participação direta ou indireta de membros do Supremo Tribunal Federal.

Precisamos saber quem são esses membros que participaram destas discussões. Falam inclusive de consultas a comandantes militares sobre o que aconteceria na eventualidade do impeachment. Então é uma coisa muito grave. Mais importante do que julgar o próprio Jucá, nesta situação, é investigar se esses fatos são reais ou não. Eles apontam para que de fato tenha sido um golpe esse afastamento da presidente.

Com relação a Renan e Sarney, as gravações em si não têm uma clara identificação do cometimento de crimes, de acobertamento de pessoas ou de obstrução à Justiça. Mas a gente tem que investigar urgente. Isso não é a delação em si. A delação é uma coisa muito mais ampla do que meramente uma gravação. Então temos que dar o benefício da dúvida a todas as pessoas e cobrar que haja uma investigação sobre todos esses fatos.

Leia Mais