Pernambuco

Governador teceu elogios a nova ministra do STF (Foto: Humberto Pradera/Divulgação)

O governador Paulo Câmara (PSB) participou, nesta terça-feira (13), em Brasília, de encontro com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e outros 24 governadores. Na pauta, a guerra fiscal entre os Estados, a judicialização da saúde, segurança pública e dívidas de precatórios.

“A ministra Cármen se colocou à disposição dos governadores e eu considero a reunião positiva diante dos avanços e desdobramentos que ela pode gerar. E isso pode ser bom para as relações federativas”, avaliou Câmara.

Câmara destacou como uma “sinalização muito positiva da ministra” o fato de ela ter escolhido como seu primeiro compromisso público, após a posse no Supremo, no dia anterior, este encontro com os governadores. A reunião durou cerca de cinco horas no gabinete da Presidência do STF. Os governos de Rondônia e Sergipe enviaram representantes.

“É uma agenda inicial, na qual os Estados destacaram a importância desse gesto da Presidência do STF para que haja segurança jurídica em vários temas que atualmente estão judicializados”, frisou.

Atendendo ao pleito dos gestores, Cármen Lúcia pautou três ações sobre o assunto para a sessão do plenário do STF na próxima quinta (15). “O que esperamos é que se possa ter uma agenda realmente de muita transparência e colaboração nos assuntos federativos, como demonstrou, neste início, a ministra Cármen”, registrou o gestor.

Guerra fiscal

Sobre a questão da guerra fiscal, a presidente do STF mostrou-se disposta a fazer do Supremo um palco de mediação entre os governantes. A pedido dela, todos os governadores voltarão a se reunir em 60 dias, em Brasília, apresentando um “princípio de entendimento” entre os diferentes Estados a respeito do tema.


Barragem de Serro Azul terá nome de Eduardo Campos

Publicado em 30.08.2016 às 18:56

Aprovação foi feita pela Comissão de Constituição e Justiça da Alepe (Foto: Maurício Ferry/Divulgação)

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou uma homenagem ao ex-governador Eduardo Campos, em Palmares, na Mata Sul do Estado. Nesta terça-feira (30), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou, por unanimidade, o parecer do deputado estadual Romário Dias (PSD) favorável a que a Barragem de Serro Azul passe a se chamar Governador Eduardo Henrique de Accioly Campos.

“Essa barragem é importantíssima e vem para melhorar o abastecimento de água em parte da Região Metropolitana, como no Recife e Cabo de Santo Agostinho. Eduardo Campos deu muita ênfase, em seu governo, para que o reservatório fosse construído e chegasse à sua conclusão. É mais que justa essa homenagem”, explicou Dias.

Após a aprovação na CCJ, o Projeto de Lei Nº 962/2016, que determina a denominação da Barragem de Serro Azul, segue para a análise em mais duas comissões da Alepe: Administração Pública e Educação e Cultura. A proposta é de autoria do deputado estadual Lucas Ramos (PSB).


Projeto vai levar cinema gratuito para o Interior

Publicado em 26.08.2016 às 10:25

Buscando a valorização do cinema pernambucano e nacional, foi criado o projeto Cinema na Estrada. A iniciativa tem como foco a interiorização da produção cinematográfica em várias cidades do Estado e as exibições dos filmes acontecerão sempre às 19h, em espaços a céu aberto.

“O Cinema na Estrada é uma ação estratégica para promover a difusão das obras audiovisuais pernambucanas em todo o Estado, possibilitando a inclusão de novos públicos e contribuindo para diminuir os gargalos da distribuição”, explica o deputado estadual Aluísio Lessa (PSB), autor da emenda responsável pela criação da proposta.

O projeto será executado nos seguintes municípios: Goiana, Paudalho, Vicência, Itambé, Nazaré da Mata, Condado; Salgueiro; Bom Jardim, Limoeiro; Saloá, Garanhuns (comunidades quilombolas); Sertão do Pajeú: Afogados da Ingazeira, Tacaratu; Belo Jardim, Bezerros, São Bento do Una, Lagoa dos Gatos; Palmares, Primavera, Ribeirão, Jaqueira, Catende; além de Camaragibe e Itamaracá.


Por Carol Brito
Da Folha de Pernambuco

O líder do Governo, Waldemar Borges (PSB), se reuniu com representantes dos gestores governamentais, nesta quarta-feira (24), para receber as propostas do grupo sobre o Projeto de Lei Complementar 945/2016, que retira os limites de cessão dos servidores a outros entes federativos. A matéria foi alvo de polêmica e intenso debate entre a categoria e o Palácio das Princesas nos últimos dias, mas a expectativa é que a abertura do diálogo possibilite um consenso.

Caberá ao deputado estadual fazer a interlocução do debate e levar os pleitos dos servidores para os secretários estaduais. Segundo o parlamentar, é preciso avaliar as propostas para “não mutilar” projeto do Executivo estadual.

“Fomos procurados por eles e vamos analisar. O governo quer garantir que os profissionais sejam cedidos para áreas onde há necessidade de fortalecimento da gestão. Queremos ver se a proposta não ficará prejudicada”, avaliou Waldemar Borges.

Atualmente, a legislação estabelece limite de cessão de servidores de 38% da Secretaria de Administração, 10% dos quadros da Secretaria de Planejamento e 5% da Controladoria do Estado. Com o projeto atual, não haveria limites.

“Há muita sensibilidade e ânimos exaltados de lado a lado, mas entramos em uma nova fase tentando acalmar os ânimos e buscar um entendimento. A gente percebe que houve uma sinalização concreta por parte do governo de ontem para hoje de buscar o entendimento. Precisamos ter serenidade para não colocar a perder o que foi construído”, avaliou Inês Morais, servidora da Controladoria.


Encontro ocorreu nesta terça-feira (23) (Foto: Ennio Benning/SEI)

O governador Paulo Câmara teve nesta terça-feira (23) a primeira reunião de trabalho com o novo presidente da Petrobras, Pedro Parente. Na pauta da conversa, os investimentos da empresa em Pernambuco, especialmente a Refinaria Abreu e Lima e a PetroquímicaSuape (PQS). “Foi uma conversa inicial, mas o presidente se mostrou muito sensível e receptivo às nossas preocupações, especialmente no que toca a geração de emprego e renda”.

Com relação à PetroquímicaSuape, foram confirmadas as negociações com o grupo mexicano Alpek, que tem unidades semelhantes à de Pernambuco. Além de Câmara e de Parente, também participaram da reunião o diretor Financeiro da Petrobras, Ivan Monteiro, o secretário estadual da Fazenda, Marcelo Barros, e o procurador-geral do Estado, César Caúla.

Paulo Câmara aproveitou para convidar o presidente da Petrobras para voltar a Suape. Parente ainda não conhece a Refinaria Abreu e Lima.

Governadores

Pela manhã, Paulo Câmara esteve em Brasília para uma reunião com os governadores Wellington Dias (Piauí) e Rui Costa (Bahia). Na pauta, o andamento das negociações com o Governo Federal para adotar compensações aos Estados que não foram beneficiados pelo acordo da renegociação das dívidas.


A Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco (PRE-PE) emitiu pareceres defendendo a condenação de seis pré-candidatos a prefeito no interior do estado pela realização de propaganda eleitoral antecipada. Os casos ocorreram nos municípios de Belo Jardim, Camocim de São Félix, Carpina, Paudalho, Primavera e Tracunhaém.

Em Primavera, a PRE-PE pede ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) a condenação do pré-candidato Eudo Magalhães Júnior (PR), após sua absolvição pelo juiz eleitoral. Nos demais municípios, Berlarmino Vasquez (PR), Francisco Hélio Santos (PTB), Joaquim Pinto Lapa Filho (PTB), Marcello Gouveia (PSD) e Uilson de Moura França (PTB) já foram condenados em primeira instância e a PRE-PE entende que a sentença deve ser mantida.

A propaganda eleitoral só pode ser veiculada a partir do dia 16 de agosto (até a eleição passada, a campanha tinha início no dia 6 de julho). Embora a minirreforma eleitoral, implementada pela Lei nº 13.165, de 29/09/2015, tenha flexibilizado bastante o conceito de propaganda eleitoral antecipada – permitindo a divulgação de atos de pré-campanha que não contenham pedido explícito de votos –, a PRE-PE ressalta que certas condutas ainda são irregulares.

“Toda a legislação eleitoral deve ser interpretada de modo a assegurar a legitimidade das eleições e a isonomia dos candidatos, coibindo o abuso do poder econômico e político”, declarou o procurador regional eleitoral em Pernambuco, Antônio Carlos Barreto Campello.


A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e o Instituto Federal de Pernambuco Sertão serão contemplados com recursos do Ministério da Educação para obras e aquisição de equipamentos. O ministro Mendonça Filho estará em Petrolina, nesta segunda-feira (15), para assinar a liberação de R$ 9,75 milhões para a Univasf e R$ 7 milhões para o IF Sertão para obras e equipamentos nos campus de Petrolina, Serra Talhada, Salgueiro, Floresta, Ouricuri e de Santa Maria da Boa Vista.

“Desde maio, quando assumimos o MEC, já foram liberados mais de R$ 130 milhões para as universidades e institutos federais de Pernambuco. E um total de mais de R$ 2,5 bilhões para as federais em todo o País”, afirmou Mendonça Filho, ressaltando que, após colocar em dia o repasse para custeio, o foco agora é retomar as obras paralisadas.

Dos R$ 9,75 milhões liberados para a Univasf, R$ 8,25 milhões serão para que a universidade inicie as licitações para a construção do Hospital Veterinário do campus Petrolina (focado no tratamento de grandes animais), para obras do prédio administrativo e de salas de aula no campus Paulo Afonso, além da aquisição de equipamentos acadêmicos, administrativos e ar-condicionado. E R$ 1,5 milhão será para a conclusão da Policlínica-Escola do campus Petrolina, que contará com laboratórios, salas de exames, consultórios e um auditório.

“Esse hospital vai atender às comunidades local e acadêmica, possibilitando ações interconectadas entre pesquisa, ensino e extensão, o que vai beneficiar um grande número de estudantes, após a sua conclusão”, explicou Mendonça Filho. O ministro também participará da inauguração do Container Data Center (CDC) do Hospital Universitário Dr. Washington Antônio de Barros.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano, que atende a 8,5 mil estudantes, em sete unidades no estado de Pernambuco e receberá R$ 7 milhões. Parte dos recursos, R$ 2 milhões, será destinada à conclusão de obras nos campi de Serra Talhada e de Santa Maria da Boa Vista. Atualmente, o campus de Serra Talhada possui 670 estudantes nos cursos de Logística e de Refrigeração e Climatização. Já o campus Santa Maria da Boa Vista atende 460 alunos nos cursos de Agropecuária e de Edificações.

De acordo com o ministro, os demais R$ 5 milhões serão investidos na aquisição de equipamentos para os laboratórios dos campi Petrolina, Petrolina Zona Rural, Floresta, Salgueiro, Ouricuri, Serra Talhada e Santa Maria da Boa Vista. Os recursos são para compra de mobiliário, computadores e investimento na infraestrutura de tecnologia da informação, distribuição de sinal wifi e cabeamento estruturado nas unidades do instituto.


Sistema contempla 15 equipamentos de Prazeres (Foto: Edmar Melo/Sei)

O Governo do Estado e a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes firmaram uma parceria com o objetivo de aumentar a vigilância nas ruas da cidade. A partir da assinatura de um protocolo de intenções com a administração local, nesta sexta-feira (12), o governador Paulo Câmara (PSB) garantiu a integração das câmeras de segurança do município da Região Metropolitana do Recife (RMR) ao Centro Integrado de Operações de Defesa Social (CIODS). A medida foi anunciada durante a entrega de um sistema municipal de videomonitoramento, que contempla 15 equipamentos em Prazeres.

“Com a instalação de novas câmeras de videomonitoramento, Jaboatão dá uma contribuição decisiva para melhorar a segurança na Região Metropolitana. O Pacto pela Vida é uma política que, por dez anos, fez os índices de violência despencarem no Estado. E que busca, por meio de parcerias, melhorar a segurança em todas as regiões e termos um Pernambuco com mais paz”, frisou Paulo Câmara.

O governador também lembrou de outros investimentos feitos na segurança do município, como a implantação do 25º Batalhão da Polícia Militar e de outras duas delegacias da Polícia Civil. Essa estrutura foi viabilizada devido à uma doação de três prédios pela administração municipal.

“É uma integração que nós queremos repetir em outras regiões do Estado “, afirmou Paulo.

A criação do novo batalhão já foi autorizada por Lei. Após esse processo de criação da sede, basta um decreto do Executivo estadual para a nomeação dos oficiais, que será feito tão logo seja possível realizar novas contratações.

O documento assinado nesta sexta assegura a ativação de um canal entre as estações de monitoramento do Estado e as da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, dentro de seis meses. A medida visa agilizar a chegada das viaturas no local das ocorrências, elevando a qualidade do policiamento na região.

O secretário estadual de Defesa Social, Alessandro Carvalho, listou outros investimentos feitos pelo Estado na localidade.

“Dos mil PMs nomeados ano passado, 320 foram lotados no Jaboatão. Além disso, o município também recebeu mais viaturas da PM do que outro localizado na RMR, porque entendemos a urgência”, pontuou Carvalho.

Para o prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes, a entrega de novos equipamentos de videomonitoramento é um avanço para a administração.

“Nós conseguimos agregar tecnologia ao serviço de segurança. Desta forma, vamos ter mais qualidade no combate à criminalidade”, frisou, assegurando que, até dezembro deste ano, o município terá 37 câmeras integradas ao CIODS.

A implantação do sistema de monitoramento do Centro de Jaboatão já contribuiu para a redução dos índices de violência no bairro.


Miguel Coelho quer atrair mais voos para Petrolina

Publicado em 10.08.2016 às 16:00

(Foto: Divulgação)

O deputado estadual e candidato à Prefeitura de Petrolina Miguel Coelho (PSB) participou, nesta quarta-feira (10), de reunião entre representantes da empresa de aviação Avianca e o secretário executivo estadual da Fazenda, Bernardo D’Almeida, com o objetivo de discutir a criação de novas rotas diretas de Petrolina, no Sertão, para São Paulo e Brasília.

De acordo Miguel Coelho, a empresa tem interesse na ampliação do serviço, mas depende de um incentivo no tributo sobre o combustível de avião. O benefício já havia sido concedido a outra empresa aérea, mas ainda não estendido à Avianca.

“Aprovamos ano passado essa redução no imposto sobre o querosene de avião, mas a Avianca não conseguiu se enquadrar nos critérios do benefício. Nosso encontro de hoje foi justamente para definir uma forma de estender esse benefício e permitir que novas rotas sejam criadas entre Petrolina e cidades importantes como São Paulo e Brasília”, explicou Miguel.

Ainda segundo o parlamentar, a medida pode fortalecer a economia da cidade. “Petrolina é uma cidade com muitos negócios principalmente na fruticultura e comércio. Então, a criação dessas rotas auxilia também na logística e na atração de novas oportunidades para a cidade”, ressaltou.


Grupo não realizou vistoria por proibição da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. (Foto: Divulgação)

Entidades de Direitos Humanos em Pernambuco foram barradas de realizar inspeção, marcada para esta quarta-feira (27), na penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, no Agreste do Estado. Os grupos tinham o objetivo de vistoriar as condições humanas, de segurança e infraestrutura dos detentos e agentes penitenciários, principalmente após os episódios de violência registrados no local.

De acordo com a comitiva, composta pelo deputado Edilson Silva, presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, e membros da Defensoria Pública, Pastoral Carcerária, Mecanismo de Combate à Tortura e Conselho Estadual de Direitos Humanos, o diretor da penitenciária teria sido orientado a não permitir a entrada do grupo por questões de segurança. A comissão entrou em contato com secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, que afirmou que a inspeção no local só será feita nesta quinta, pela própria pasta.

“É inadmissível que o secretário Pedro Eurico e o governo Paulo Câmara procedam dessa maneira. Tal postura é uma prática, não exceção. No ano passado, eu e outros deputados estaduais da oposição fomos barrados de entrar no presídio de Itaquitinga, que está com as obras paralisadas e sem nenhum detento dentro. Então não se trata de questão de segurança, mas de manter no escuro uma situação absurda de completa indignidade dos detentos e agentes”, protestou o presidente da Comissão de Cidadania da Assembleia.

“As entidades e o Legislativo foram desrespeitados. Nem mesmo a Defensoria Pública, que tem a prerrogativa funcional de adentrar nas unidades a qualquer momento, foi considerada. Foram seis mortos numa rebelião previsível, já que há 1,9 mil homens estão num local cuja capacidade é de 380″, completou Edilson.

O Blog da Folha entrou em contato com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, mas não recebeu posicionamento da pasta sobre o assunto.


Unidade abriga 1,9 mil detentos, número cinco vezes maior que o indicado. (Foto: Clemilson Campos/Folha de Pernambuco)

A Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco passará por inspeção na manhã desta quarta-feira (27). A ação, motivada após os trágicos episódios registrados na unidade, será promovida pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, o Mecanismo Estadual de Combate à Tortura e o Comitê Estadual de Direitos Humanos.

As entidades têm o objetivo de cobrar ao Governo do Estado, por meio das Secretarias de Justiça e Direitos Humanos e Executiva de Ressocialização (Seres), um cronograma de ações que promovam a melhoria das condições dos detentos, mais segurança e infraestrutura nas unidades prisionais.

Hoje, a penitenciária de Caruaru, que tem capacidade para 380 pessoas, comporta 1,9 mil detentos, número cinco vezes maior que o indicado. Situação que comprova a constatação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de que o Estado possui o sistema prisional mais lotado do Brasil.


Comissão fará visitas para averiguar a situação dos locais. (Foto: Clemilson Campos/Folha de Pernambuco)

Por Daniele Monteiro
do portal FolhaPE

Após os recentes casos de barbárie registrados na Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, e na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Abreu e Lima, a Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Assembleia Legislativa emitiu uma nota condenando a falta de controle, o despreparo e a falta de infraestrutura nos sistemas prisional e socioeducativo em Pernambuco.

No documento, assinado pelo presidente Edilson Silva, o colegiado afirma que “o decreto de estado de emergência assinado pelo governador Paulo Câmara, no ano passado, não provocou mudanças significativas” e que a superlotação ainda é um problema crônico nas unidades.

A comissão assegura ainda que fará visitas para averiguar a situação dos locais e que continuará cobrando a lista das vítimas, para que os familiares dos detentos saiam da situação “vexatória de aflição”. Confira, na íntegra, a nota:

Diante dos últimos fatos envolvendo os sistemas prisional e socioeducativo de Pernambuco, a Presidência da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Assembleia Legislativa vem a público cobrar do governo do Estado a apresentação de um cronograma para a melhoria das condições humanas e de infraestrutura da Penitenciária Juiz Plácido de Sousa, em Caruaru, no Agreste.

Com 1.922 detentos onde caberiam 380, unidade foi palco de uma das mais violentas rebeliões registradas no sistema prisional de Pernambuco, com seis detentos mortos e outros 11 feridos, o que deixa evidente que o decreto de estado de emergência assinado pelo governador Paulo Câmara, no ano passado, não provocou mudanças significativas no sistema prisional do Estado, considerado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como o pior e mais superlotado do Brasil.

Para a Comissão de Cidadania da Assembleia, apenas a transferência de detentos para o Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho, não garante o respeito aos direitos humanos dos demais detentos e dos agentes penitenciários que trabalham na unidade em condições de insegurança e em contingente bem menor do que o indicado.

A Comissão de Cidadania e o Conselho Estadual de Direitos Humanos farão uma visita à penitenciária, quando irão vistoriar a unidade. Até agora, a Secretaria de Ressocialização (Seres) não divulgou a lista das vítimas, colocando os familiares de todos os detentos em situação vexatória de aflição.

Funase de Abreu e Lima – O presidente da Comissão de Cidadania, deputado Edilson Silva, visitou, na tarde de segunda-feira (25) o Centro de Atendimento Socioeducativo da Funase de Abreu e Lima, no Grande Recife, onde ocorreu pela manhã outra rebelião, que registrou um adolescente morto e dois feridos.

Em conversa com a direção da unidade, ao presidente da Comissão de Cidadania foi relatado que o adolescente havia dado entrada por tráfico de drogas. Aproximadamente dez adolescentes foram identificados como autores do homicídio e serão encaminhados à Delegacia de Paulista. Três câmeras de segurança estão posicionadas no pátio onde o corpo foi deixado e podem ter registrado o tumulto.

A unidade está superlotada, com 230 adolescentes para uma capacidade de 96. A unidade também não tem agentes socioeducativos suficientes. São apenas entre dez e 15 por plantão, quando a necessidade é de 40, segundo a administração. A situação ficará ainda mais difícil porque 20 deles deixarão a função em breve por motivos diversos.

Edilson Silva, presidente da Comissão de Cidadania da Alepe


O prefeito de Catende, Octacílio Alves Cordeiro (PSB), teve a prisão domiciliar revogada após descumprir regras do benefício.

De acordo com a titular da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp), Patrícia Domingos, que acompanha o caso, o gestor teria deixado a tornozeleira desligada, descuido que inviabiliza sua localização.

“O prefeito não manteve o equipamento carregado. A Central de Justiça foi acionada e, por isso, sua prisão preventiva será mantida”, explicou.

Octacílio segue, na noite desta quarta-feira (13), para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), Abreu e Lima.

O prefeito já esteve preso no Cotel, mas desde o dia 21 de junho, por decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), utilizava a tornozeleira eletrônica em prisão domiciliar.

Dentre as regras que estava submetido, além de manter o equipamento carregado, o gestor foi proibido, com exceção da sua residência, de acessar e frequentar os lugares onde foram realizadas, no decurso do procedimento de investigação, buscas e apreensões, bem como manter contato com outros investigados do processo, até a sua conclusão.

O prefeito foi preso no início de junho, durante a operação Tsunami, acusado de integrar um grupo que praticava o emprego irregular de verbas públicas, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro da prefeitura do município, na Mata Sul do Estado. Na residência do socialista, a polícia Civil apreendeu R$ 758.437, uma barra de ouro avaliada em R$ 40 mil e diversas armas.

 


Reunião ocorreu nessa quarta-feira (Foto: Divulgação)

O prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB), apresentou em Brasília, nessa quarta-feira (6), o projeto do Anel Viário do município ao secretário encarregado das Parcerias Público-Privadas (PPPs) do Governo Federal, Eduardo Parente. O gestor esteve acompanhado do vereador Ednaldo Lima (PMDB).

A proposta diz respeito à implantação de um anel viário interligando as cidades de Petrolina, em Pernambuco, e Juazeiro, na Bahia.

A ideia é que o equipamento seja composto por vias com acessibilidade e pontos sobre o Rio São Francisco. As duas passagens permitirão a implantação de um sistema de transporte público intermunicipal de passageiros, utilizando o Eixo de Integração Centro, e ligando as áreas periféricas das duas cidades. Com esse projeto, cerca de 400 mil pessoas seriam beneficiadas.


Ninho solicita agilidade em obras no Litoral Norte

Publicado em 6.07.2016 às 17:30

Entre os pontos discutidos, a recuperação da BR-101 Norte (Foto: Divulgação)

O deputado federal Severino Ninho (PSB-PE) se reuniu com o secretário da Casa Civil, Antônio Carlos Figueira (PSB), para solicitar agilidade na execução de ações em benefício do Litoral Norte do Estado. No encontro, foi discutida a recuperação da BR-101 Norte e da Estrada do Tabuleiro, além da inauguração da UPAE de Abreu e Lima.

O parlamentar ainda pediu medidas que resolvam os alagamentos em decorrência das chuvas nos bairros de Ouro Preto e Tabajara, ambos na cidade de Olinda.

Devido aos buracos da BR-101 Norte, o parlamentar avalia que o custo com a manutenção de veículos aumenta e encarece o escoamento da produção das fábricas existentes na área, como a Ambev e a Petrópolis, em Itapissuma, Ondunorte e a Brasil Kirin, em Igarassu, e a Fiat, em Goiana.

“Estamos atentos às necessidades da população do Litoral Norte. Tenho certeza que o secretário vai fazer o possível para atender nossos pleitos, que são relevantes para a vida da sociedade”, disse Severino Ninho.