Eleições 2014

Armando evita polêmica com Paulo Câmara

Publicado por Alex Ribeiro, em 18.09.2014 às 23:04

Candidato realizou caminhada no bairro de Casa Amarela nesta quinta (18) (Maurício Ferry/Folha de Pernambuco)

O candidato ao Governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe, Armando Monteiro Neto (PTB), preferiu não comentar as declarações do seu principal adversário no pleito, o postulante Paulo Câmara (PSB).  O socialista tinha declarado, durante entrevista à Rádio Folha 96,7, nesta quinta-feira (18), que o petebista era “arrogante” e “marcado pela contradição”.

“Não tem nenhuma avaliação (sobre as declarações). Avaliação quem faz são as pessoas que viram o debate”, resumiu Armando, referindo-se ao debate que ocorreu na TV Jornal, na última terça-feira (16).

Mais cedo, Armando esteve reunido com diversas entidades para discutir as questões dos direitos dos animais. No encontro, o petebista se comprometeu com o Pacto pela Vida Animal para implantar, caso for eleito, uma política pública estadual para os animais. 

Ele firmou compromissos com sete ações que deverão ser implantadas por intermédio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), que vão da conscientização da população via campanhas educativas até a elaboração de diretrizes para grupos animais mais vulneráveis.







Candidato do PV reclama de ‘discriminação’ da Frente Popular

Publicado por Alex Ribeiro, em 18.09.2014 às 22:23

Roberto Leandro disse que partido não tem espaço nos guias da aliança (Foto: Nathália Bormann)

O candidato a deputado federal pelo partido verde, Roberto Leandro, teceu críticas sobre o guia dos proporcionais da Frente Popular, coligação na qual a sigla faz parte. Em nota, o postulante afirmou que o PV não está tendo espaço nas propagandas eleitorais da aliança.

Segundo Roberto Leandro, a coordenação da Frente Popular e o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, estão cientes da posição do PV.  Ele afirmou que o seu partido não “abrirá mão” do espaço na propaganda eleitoral.

Leia a nota na íntegra:

Partido Verde  e a Rede Sustentabilidade vem recebendo tratamento discriminatório em relação aos outros partidos que compõem a coligação Frente Popular de Pernambuco para Deputado Federal. Enquanto a propaganda eleitoral dos candidatos dos demais partidos tem sido veiculada em várias inserções e nos programas da tarde e da noite do guia eleitoral, os dois candidatos do PV tem aparecido alternadamente, chegando ao absurdo de não  terem sua propaganda veiculada na grade de inserções e no tempo destinado ao PV, como ocorreu hoje, mais uma vez, no guia da tarde.

A falta de transparência na veiculação da propaganda dos candidatos proporcionais do PV já foi levada ao conhecimento da coordenação da campanha da Frente Popular, pois, em mais de uma oportunidade, foi solicitado a grade dos programas e das inserções  ao presidente do PSB, Sileno Guedes, responsável por essa área da campanha, e até hoje não nos foi fornecida.

É necessário ressaltar que não é nenhum privilégio, mas sim um direito, que os candidatos do Partido Verde apareçam na propaganda eleitoral no tempo destinado à legenda, como ocorre com os candidatos dos outros partidos integrantes da coligação. É inadmissível que essa postura venha a prejudicar candidatos comprometidos com o projetos de Marina Silva, presidente e Paulo Câmara, governador.

Enquanto muitas legendas são providas de grandes estruturas para seus candidatos, as candidaturas do PV e da Rede possuem apenas o espaço da propaganda eleitoral para levarem suas propostas aos eleitores e disso não abriremos mão.

Recife, 18 de setembro de 2014.

Roberto Leandro
Candidato a Deputado Federal pelo PV e
Porta Voz da Rede Sustentabilidade em Pernambuco
F: 9969-2414

 







Eduardo Jorge defende mais investimentos na saúde

Publicado por Alex Ribeiro, em 18.09.2014 às 21:49

Agência Brasil (São Paulo) – O candidato do PV à Presidência da República, Eduardo Jorge, defendeu hoje (18) o aumento do repasse de recursos federais para a área de saúde.

Segundo o candidato, é preciso aumentar recursos federais para socorrer os municípios, o mais rápido possível. “A fila nos municípios brasileiros é gigantesca e a situação da saúde municipal, insustentável, Por isso, queremos uma reorientação da gestão como um todo”, disse Eduardo Jorge, ao participar de uma caminhada em Itapecerica da Serra, São Saulo.

De acordo com o presidenciável, nos últimos anos, houve uma redução do valor repassado aos municípios para a saúde. “O governo federal tinha uma participação de 50% de financiamento do SUS [Sistema Único de Saúde] e agora tem apenas 45%. Empurrou para os municípios. Os municípios estão sobrecarregados”, afirmou.

Para Eduardo Jorge, o atendimento básico personalizado deve ser prioridade na gestão da área. “O Programa Saúde da Família, com médico, enfermeira, deve ser o polo de gestão do sistema”, defendeu. “Isso não é para áreas carentes. Toda a população brasileira, seja mais pobre, classe média, ou setores mais ricos, precisa ter um médico ou enfermeira que conheça a saúde da pessoa. Hoje, ninguém tem um médico ou enfermeira que conheça a sua história de saúde”, acrescentou.

Esse tipo de ação é importante ainda para prevenir doenças, disse o candidato, que é médico sanitarista. “Esses médicos, enfermeiras e agentes comunitários dão conta de 70% da demanda. Além de serem elementos de educação para a saúde, para que as pessoas não fiquem doentes”, ressaltou.

Na opinião de Eduardo Jorge, um dos problemas para desenvolvimento do Saúde da Família é a falta de um plano de carreira para os profissionais. “A falta de uma carreira nacional para o programa é um dos elementos que fazem com que não se consiga manter a qualidade do sistema.”







Luciana Genro participará de sabatina na Unicap

Publicado por Alex Ribeiro, em 18.09.2014 às 21:12

Candidata apresentará suas propostas de governo no Estado (Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

A candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, participará de uma sabatina no dia 24 de setembro, às 19h, na Universidade Católica de Pernambuco. Ela terá 15 minutos para apresentar as suas propostas de governo e, depois, responderá a perguntas do público presente.

O evento terá a mediação do cientista político e assessor de Relações Internacionais e Interinstitucionais da Unicap, Prof. Dr. Thales Castro, e do presidente do DCE, Arison Fernandes.







PT quer investigação contra pichações apócrifas

Publicado por Alex Ribeiro, em 18.09.2014 às 20:37

A presidente estadual do PT de Pernambuco, Teresa Leitão, vai dar entrada, nesta sexta-feira, 19, a uma notícia-crime por difamação ao partido no Ministério Público Eleitoral do Estado. Ela quer investigação policial para apurar pichações que apontam o PT como responsável pela queda do avião que matou o ex-governador e ex-candidato a presidente da República, Eduardo Campos (PSB), em acidente no dia 13 de Agosto em Santos (SP). A frase “O PT matou Eduardo Campos” está, segundo ela, em muros de sete cidades pernambucanas, incluindo o Recife.

“Não vamos deixar o PT exposto”, reagiu. “O PT não matou Eduardo Campos”. Leitão estima que as pichações começaram a surgir há cerca de três semanas e eram entendidas como expressões espontâneas, pessoais, tendo se propagado depois por muros dos municípios metropolitanos de Paulista e Moreno e de cidades da zona da mata (Escada, Palmares e Lagoa do Carro) e do agreste (Gravatá).

“Todas as pichações têm a mesma letra e a mesma frase”, observou a dirigente partidária, ao descartar ligação da ação com o acirramento da campanha estadual depois que o candidato do PSB, Paulo Câmara, empatou e ultrapassou o candidato do PTB, Armando Monteiro Neto, de acordo com as pesquisas. Monteiro Neto tem o apoio do PT e aparecia em franca vantagem sobre o adversário, indicado por Campos e então desconhecido do eleitorado. Com o novo quadro, os ataques passaram a ser constantes, lado a lado, assim como acusações mútuas de depredação de material de campanha.

“As pichações têm conexão com as próximas eleições”, avalia Leitão, que quer identificação e punição dos responsáveis. “O partido está em campanha e Campos morreu na campanha”.

Ela estima que existem mais de 10 pichações no Recife e informou que independente da ação do PT pernambucano, no município de Palmares, o partido procurou a delegacia local para prestar queixa sobre os muros pichados na cidade.

fonte: Estadão Conteudo







TSE volta atrás e libera site com propaganda de Dilma

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 19:57

Agência Brasil (Brasília) – O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reconsiderou nesta quinta-feira (18) sua decisão e determinou a liberação do site mudamais.com, da coligação Com a Força do Povo, da candidata à reeleição Dilma Rousseff. Na terça-feira (16), o ministro determinou que página fosse retirada do ar, por considerá-la como propaganda eleitoral irregular.

Benjamin reviu a decisão após recurso apresentado pelo PT, que alegou ser o proprietário do site. “Por se tratar de irregularidades de natureza estritamente formal, autorizo, desde logo, a retomada do sítio eletrônico”, decidiu o ministro.

A reclamação originária foi encaminhada ao TSE pela coligação Unidos pelo Brasil, da candidata Marina Silva (PSB). Na primeira decisão, o ministro entendeu que a página deveria ser retirada ao ar por não ter sido identificada como site oficial da campanha eleitoral de Dilma.







Câmara diz que Brasil passou por apagão de médicos

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 18:35

Candidato foi sabatinado na Rádio Folha FM 96,7 (Foto: Clemilson Campos/Folha de Pernambuco)

Em sabatina promovida pela Rádio Folha FM 96,7, o candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), apresentou suas propostas para a área da saúde, como o Hospital Geral do Sertão, além da contratação de 5 mil profissionais de saúde e mais 1.500 médicos, via concurso. Além disso, o socialista não poupou críticas ao Governo Federal e disse que o Brasil passou por um apagão na questão dos planejamentos de cursos médicos. “Na década de 80, nós tínhamos 470 vagas nas faculdades em Pernambuco, em 2008 esse número passou para 290 vagas, precisou da intervenção do então ex-governador Eduardo Campos para que fossem abertos novos cursos”, afirmou. Na entrevista, o postulante ainda tratou de temas como transporte público, saneamento e campanha. Confira, abaixo, trechos da entrevista:

INCÊNDIO EM COMITÊ ADVERSÁRIO
“Cabe a investigação, a investigação foi pedida. Os nossos adversários são marcados pelas contradições, ao longo dessa campanha, uma hora dizem uma coisa, outra hora dizem outra coisa. Falaram e divulgaram que iam fazer uma campanha limpa, que iam tirar os cavaletes, e voltaram já os cavaletes e as bandeiras. Uma hora falam bem de Eduardo (Campos), outra hora falam mal. É muita contradição, nossos adversários estão desesperados pelos resultados das últimas pesquisas e a cada ponto que eles perdem parece que perdem também um pouco de razão, um pouco de serenidade na condução desse processo”.

CAMPANHA
“As propostas vão continuar estando presentes em todos os nossos atos, nos nossos programas eleitorais. Agora, Pernambuco vai precisar saber também quem são os candidatos, quais são as propostas desses candidatos, é preciso fazer comparação na hora de escolher o destino de quem vai governar Pernambuco. É preciso saber quem tem experiência na gestão pública e quem não tem, quem tem um time, quem tem pessoas comprometidas com esse caminho que Pernambuco está trilhando, o caminho do desenvolvimento e da geração de emprego. De nossa parte vai ser uma campanha limpa como sempre nos propusemos a fazer, uma campanha onde se discute o futuro de Pernambuco”.

ÁGUA E SANEAMENTO
“Obras estruturadoras estão sendo feitas em parceria com o Governo Federal, como a adutora do Agreste. Agora tem obras que precisam ser retomadas no ritmo certo, como é a transposição do rio São Francisco, que vai fazer com que o abastecimento de água do Sertão uma maior periodicidade, uma maior qualidade. Temos que tirar do papel o canal do Sertão, para que o Sertão do Araripe e o Sertão do São Francisco tenham também condições de resolver o problema de abastecimento de água. Em relação ao saneamento, já está sendo feita uma parceria público privada na Região Metropolitana, para a gente ter 100% de saneamento na região nos próximos dez anos. Eu vou continuar investindo como governador para sanear o Interior do Estado, chegando a patamares compatíveis, entre 80% a 100%, se for possível”.

PPP
“É uma possibilidade de investimento no nosso Estado, vamos analisar os projetos, as intenções dos parceiros privados e se for bom pro Estado, se for bom para a população, vamos dar prosseguimento sim a fazer PPPs, e que elas possam surtir o efeito necessário. No caso de Itaquitinga (construção do presídio) tivemos problemas com o parceiro privado, que não teve a capacidade do investimento necessário, não executou, isso resultou na paralisação das obras, o Governo do Estado já está tomando as providências que o contrato já prevê para a resolução da questão. A gente espera que já tenham encaminhamentos esse ano, se não tiver, como governador de Pernambuco eu vou tratar como uma questão prioritária. Vamos buscar aperfeiçoar o modelo, é um modelo que vem dando certo no Brasil e em Pernambuco”.

PROMESSA
“No caso da educação, especificamente, o professor ganhava em janeiro de 2007 R$ 739, hoje ganha em média R$ 2 mil reais, ou seja, nós quase triplicamos o valor do salário do professor. Então, eu sei que é possível dobrar agora nos próximos quatro anos. Eu conheço a máquina pública, eu sei como economizar o gasto ruim e transformar em despesa boa. A educação avançou muito em Pernambuco, os dados do IDEB mostram isso, eu vou ter a oportunidade agora de fazer com que todo aluno da rede estadual de ensino tenha sua vaga garantida na escola de tempo integral. Eu vou fazer parcerias com os municípios, para que cada município tenha também escolas de tempo integral municipal, para cuidar desde a primeira infância”.

SAÚDE
“Precisamos ter um hospital geral do Sertão, para termos um hospital de referência naquela região. Precisamos ter uma rede de hospitais da mulher, porque o parto de risco ainda é muito constante em todas as regiões do Estado, a gente precisa ter unidades mais próximas dos municípios para esse tipo de parto. Então vamos ter o Hospital da Mulher de Petrolina, vamos reformular o Hospital Agamenon Magalhães de Serra Talhada, para que ele seja um hospital da mulher. Vamos continuar o Hospital Mestre Dominguinhos, que já foi anunciado por Eduardo Campos e que João Lyra (Neto) já está tomando providências para a licitação. É fundamental também ter um hospital de referência na região Agreste meridional, em Garanhuns. E vamos fazer na Região Metropolitana o Hospital Geral de Cirurgia, porque as nossas emergências e urgências estão abarrotadas de pessoas com acidentes do trauma, acidentes de moto, acidentes de carro. O nosso governo prevê também a contratação de 5 mil profissionais de saúde e mais 1.500 médicos, via concurso, para complementar também o número de médicos das novas unidades. O Brasil passou por um apagão na questão dos planejamentos de cursos médicos. Na década de 80 nós tínhamos 470 vagas nas faculdades em Pernambuco, em 2008 esse número passou para 290 vagas, precisou da intervenção do então ex-governador Eduardo Campos para que fossem abertos novos cursos. E foi aberto curso em Serra Talhada, em Garanhuns, a Universidade Federal de Petrolina, e hoje nós temos mais de 700 estudantes formados ou estudando em cursos de medicina”.

SEGURANÇA PÚBLICA
“O Pacto pela Vida é uma política que, conceitualmente adequada, vai continuar no nosso governo, agora sabemos que vamos precisar ter mais policiais, mais equipamentos, investir mais na inteligência policial, o uso de vídeos de câmeras de monitoramento. Os salários vão ser pactuados dentro dos processos de negociação que sempre envolveu as categorias”.

TRANSPORTE PÚBLICO
“O BRT, os corredores exclusivos, é uma clara opção para uma melhoria de transporte público de passageiros, vamos continuar investindo nesse veículo, dentro de novas linhas como na BR-101. Mas o VLT vai estar presente também, em opções que já estamos estudando, como na Avenida Norte. Outros projetos estão sendo vistos em outras regiões, para que a gente possa também ter essa possibilidade de ter BRT e VLT. Nós estamos inserindo também dentro desse formato o bilhete único, que busca justamente as pessoas não precisarem ir pros terminais, os terminais são necessários para dar mais opções e para a operação dos ônibus, mas as pessoas vão poder pagar uma passagem com o bilhete único e pegar quantos ônibus quiser, em qualquer parada de ônibus. Vamos investir também na navegabilidade do rio Capibaribe, vamos precisar investir em alternativas de ciclovias”.

RECURSOS
“Vamos buscar apoio do Governo Federal, vamos buscar apoio dos organismos internacionais e fazer o que a gente sempre fez, economizar, transformar o gasto ruim em despesa boa que é o investimento. Nós fizemos isso durante oito anos e fizemos com competência. Nós não priorizamos nada e não deixamos de fazer por falta de dinheiro, não. O que é priorizado é porque a gente sabe onde buscar o dinheiro, onde vai estar o dinheiro e como vai ser feito. Isso é a forma de governar moderna, da nova política, com gestão e com experiência”.







Comissão determina retirada de material por causa da Parada da Diversidade

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 17:30

Por medida de segurança, a Comissão de Propaganda do Recife determinou, nesta quinta-feira (18), a retirada do material de campanha dos candidatos que concorrem nas eleições deste ano da avenida Boa Viagem e do Pina, na Zona Sul do Recife, a partir das 22h desta sexta-feira (19) até às 6h da segunda-feira (22). É que no próximo domingo (21) será realizada mais uma edição da Parada da Diversidade do Recife.

No ofício, que foi produzido mas que ainda não chegou até as coordenações, a comissão pede que os comandos das campanhas retirem os cavaletes, as bandeiras e as pedras que são utilizadas para fincar as bandeiras.

A determinação foi motivada por um ofício da Polícia Militar que solicitou ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) a retirada do material, por medida de segurança. O órgão teme que o material possa ser utilizado para ferir os participantes.

Com informações de Tauan Saturnino, da Folha de Pernambuco.







Candidatos denunciam possíveis atos de vandalismo

Publicado por Alex Ribeiro, em 18.09.2014 às 16:58

Comitê de Jorge Côrte Real teria sofrido depredações na madrugada desta quinta (18) (Divulgação/Assessoria)

Atualizada às 18h15

Mozart Sales (PT) e Jorge Côrte Real (PTB), candidatos à Câmara Federal pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe, declaram que seus materiais de campanha foram alvos de depredações. Enquanto o petista afirmou que banners e placas foram destruídos, o petebista disse que seu comitê, localizado no bairro da Madalena, teve sua estrutura danificada.

Segundo Côrte Real, foram quebradas estruturas metálicas e rasgadas bandeiras e banners mantidos no espaço na madrugada desta quinta-feira (18). O caso de vandalismo foi registrado na Delegacia de Polícia da 5ª Circunscrição/Casa Amarela para investigação.

Já Mozart Sales relatou que seu material de campanha foi depredado em várias cidades. Em Surubim, foram destruídos cerca de 20 banners e placas, além de um balão de propaganda. As peças estavam distribuídas em vários pontos da cidade.

“Estamos fazendo uma campanha baseada no debate de ideias. É inadmissível esta intolerância e agressividade que verificamos. Estas atitudes não condizem com as últimas campanhas em Pernambuco, nunca houve nada parecido”, declarou Mozart Sales.

No último dia 10 de setembro, três balões de propaganda instalados no Recife também foram danificados por objetos perfurantes e tiros de espingarda de pressão (chumbinhos). Os materiais de campanha de Mozart Sales estavam instalados na Avenida Norte, Avenida Dezessete de Agosto e próximo ao Viaduto Capitão Temudo. Em Tupanatinga, um banner do candidato fixado na praça principal da cidade também foi totalmente rasgado.

O prefeito de Surubim, Túlio Vieira, registrou denúncia junto à Polícia Civil e Justiça Eleitoral. “Os vândalos também picharam os muros da cidade com dizeres contra o PT”, afirmou o chefe do executivo municipal. As ocorrências do Recife também foram denunciadas pela equipe do candidato. O caso de Tupanatinga ainda será levado à polícia.

A coligação Pernambuco Vai Mais Longe já tinha recorrido ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-PE) com um pedido de apuração sobre os atos de depredação. A ação foi protocolada pelo candidato a vice-governador na chapa, Paulo Rubem (PDT).







Feldman: dado do IBGE aponta falha do governo Dilma

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 14:00

A coordenação da campanha de Marina Silva (PSB) avalia que o dado divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE sobre desigualdade social é mais um que corrobora o entendimento de que o governo de Dilma Rousseff (PT) tem falhado tanto na frente econômica como na social. “Se não se mantêm os parâmetros econômicos, os sociais sentem. Uma coisa puxa a outra, não tem jeito”, disse o coordenador geral da campanha Walter Feldman ao Broadcast Político.

Segundo Feldman, Marina já tem feito a análise, assim como fazia Eduardo Campos, de que o governo Dilma paralisou os avanços sociais que vinham sendo alcançados ao longo do governo do ex-presidente Lula. “Há uma tendência de retrocesso que é dramática. Falta estrutura política também para dar continuidade aos avanços econômicos e sociais”, afirmou.

Feldman disse que a presidente Dilma deixou, em seus quatro anos de mandato, um quadro muito deteriorado. “Ela é a primeira presidente que produz um retrocesso do que a sociedade vinha conquistando em anos anteriores”, completou.

Embora a renda do trabalho tenha crescimento acima da inflação pelo nono ano consecutivo em 2013, a desigualdade parou de cair no País, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada IBGE. O índice de Gini, que mede a concentração de renda, piorou de 0,496 para 0,498 (quanto mais perto de zero, menor a desigualdade), voltando ao patamar de 2011 e interrompendo uma trajetória de melhora no indicador que vinha desde 2001. O IBGE considerou que o quadro de desigualdade no País é de estagnação de 2011 para cá.

(Fonte: Estadão Conteudo)







Resultado do Ibope reacende militância tucana em PE

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 13:30

Militância ganhou a avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife (Foto: Divulgação)

O desempenho do candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves, reacendeu a militância tucana de Pernambuco, que comemorou o resultado da pesquisa Ibope, na qual ele subiu de 15% para 19% das intenções de voto. Sob a coordenação do prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes (PSDB), e do presidente do PSDB do Recife, vereador André Régis, os militantes ganharam a avenida Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana.

Para Elias Gomes, o crescimento de Aécio nas intenções de voto reflete a compreensão do eleitorado de que sua postura “combina liderança política com gestão qualificada”.

“Aécio é um gestor qualificado e se apresenta como o candidato ideal para tirar esta disputa do antagonismo estéril e contraproducente de uma disputa que de mentira em mentira, de agressão em agressão, está remetendo o eleitor a estender o seu olhar a uma candidatura mais consistente e equilibrada, com história política e sucesso como gestor”, avaliou o prefeito, um dos coordenadores da campanha de Aécio Neves em Pernambuco.







Janot é contra dar direito de resposta para Marina

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 13:00

O procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, encaminhou ontem ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um parecer no qual se posiciona contra a concessão de um direito de resposta para que a campanha de Marina Silva responda às informações apresentadas pelo programa de televisão da adversária Dilma Rousseff sobre a proposta do pré-sal. A coligação de Marina quer ter direito a um minuto no programa de Dilma para responder o que considera como distorção maliciosa e evidente do seu programa de governo veiculada no sábado (13).

Os advogados da candidata do PSB entraram com uma ação no TSE para rebater a afirmação de que Marina é contra a exploração de petróleo do pré-sal e que eliminaria os recursos provenientes dessa fonte que seriam aplicados na saúde e na educação. O tribunal pode apreciar a ação, que não teve pedido de liminar, ainda nesta quinta-feira. Em defesa, Dilma e sua coligação defendem que a peça respeita os princípios que regem a propaganda eleitoral e que a campanha de Marina pretende transferir uma discussão absolutamente política, que deve ser tratada no âmbito dos debates políticos, para o âmbito jurídico.

Em sua manifestação, Rodrigo Janot afirma que, para se obter um direito de resposta, é preciso haver uma ofensa, ainda que indireta, a algum candidato, partido ou coligação partidária. “Na espécie, não se verifica que a afirmação ‘Marina tem dito que, se eleita, vai reduzir a prioridade do pré-sal ()’ e que ‘isso significaria que a educação e a saúde poderiam perder 1 trilhão e 300 bilhões de reais’ ‘E que milhões de empregos estariam ameaçados em todo país’ tenha aptidão de ofender a candidato, partido político ou coligação”, afirma o procurador-geral Eleitoral no parecer.

Anteriormente, Rodrigo Janot já havia se posicionado em três ações contra outro pedido de direito de resposta para Marina no programa de Dilma, sobre as peças que continham críticas à proposta de Marina de conceder autonomia operacional ao Banco Central. O TSE, que ainda não julgou o mérito das ações, negou um dos três pedidos de concessão de liminar para retirá-las do ar.

(Fonte: Estadão Conteudo)







“Nossos adversários são marcados pela contradição”

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 12:20

Ao comentar sobre a representação junto ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) solicitando mais atenção da Justiça no caso das depredações de comitês da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, o candidato da Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), defendeu que cabe investigação. No entanto, o socialista não poupou críticas aos seus adversários e disse que eles “são marcados pela contradição”.

“Os nossos adversários são marcados pela contradição ao longo de toda campanha. Falaram que iam fazer uma campanha limpa. Uma hora falam bem de Eduardo (Campos), outra hora falam mal de Eduardo. A cada ponto que eles perdem, parece que perdem um pouco de razão”, alfinetou o socialista.

Ainda segundo o candidato, existe uma orientação por parte de seu grupo para que a militância não entre na provocação, “no jogo baixo, na política que não faz bem para Pernambuco”.

O socialista disse que presenciou “cenas muito tristes” no debate promovido pela TV Jornal na terça-feira (15). “Fui recebido com uma laranja por parte adversária. Nossa militância está nos acompanhando com muita alegria. A orientação é não entrar nas provocações”, disse.

Durante a entrevista, Paulo Câmara disse também que as propostas vão continuar presentes em todos os atos de campanha do socialista e defendeu campanha limpa na qual se discute o futuro de Pernambuco.







Câmara diz que vai assumir correções na BR-232

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 12:00

Candidato participou de sabatina promovida pela Rádio Folha FM 96,7 (Foto: Clemilson Campos/Folha de Pernambuco)

Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, o candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), afirmou que, se eleito, vai assumir o projeto de correção da BR-232 para que ela esteja segura para os motoristas. De acordo com o socialista, a rodovia federal nunca foi oficialmente entregue para o Estado de Pernambuco porque há falhas construtivas.

O candidato explicou que o Estado está brigando judicialmente com as empresas responsáveis pela obra. “Está demorando e as condições da estrada pioraram. Mas como governador vou atuar, vou fazer o projeto e fazer as correções necessárias para que ela esteja segura”, disse o socialista.

A BR-232, apesar de ser uma intervenção federal, foi feita com dinheiro azul e branco, do Estado. De acordo com Câmara, se eleito, ele vai procurar ter os ressarcimentos ao Estado do que foi investido na rodovia, além daquilo que a administração estadual pode vir a gastar com possíveis intervenções na estrada.

O entrevistado desta quinta-feira (18) é o último dos seis convidados da série de entrevistas promovida pela emissora com os postulantes ao Palácio do Campo das Princesas.







Paulo Câmara participa de sabatina na Rádio Folha FM

Publicado por Branca Alves, em 18.09.2014 às 10:25

Candidato do PSB é o último a participar da série de entrevistas promovida pela Rádio Folha FM 96,7 (Foto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco)

O candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), é o entrevistado desta quinta-feira (18), da Rádio Folha FM 96,7. Ele é o último dos seis convidados da série de entrevistas promovida pela emissora com os postulantes ao Palácio do Campo das Princesas.

Das 11h às 11h55, ele será sabatinado pelo âncora do programa Folha Política, Jota Batista, pelo editor de Política da Folha de Pernambuco, Ricardo Dantas Barreto, e pelo editor do Blog da Folha, Márcio Didier, além de representantes de emissoras do Interior.

Serão trabalhados os seguintes temas: infraestrutura (mobilidade/saneamento), saúde, educação e cultura, ação social, desenvolvimento econômico/turismo. Os últimos 15 minutos das entrevistas serão reservados para a parte de política partidária.