Da Folha de Pernambuco

Um projeto formulado pela Sociedade Pernambucana de Planejamento Empresarial (SPPE) vislumbra tornar a orla da praia de Boa Viagem em uma vitrine para estimular o turismo de lazer no Recife e em Pernambuco. Os atuais 64 quiosques ganhariam reforço de novos espaços para apresentar os atrativos pernambucanos, incluindo Zona da Mata, Agreste e Sertão. O projeto Orla Cultural sugere a implantação de novos quiosques que apresentem aos visitantes os municípios de forte potencial turístico.

“O turismo não acompanhou o crescimento econômico dos demais setores. Temos um segmento de negócio consolidado, mas perdemos o potencial de lazer todos os verões”, comentou o presidente da SPPE, o economista Marcio Borba. O projeto foi sugerido à Prefeitura do Recife.

O presidente explica que o Estado tem todos os atrativos para se consolidar como destino no Brasil, mas precisa organizar roteiros e divulgá-los aos visitantes de forma mais prática e direta. Além disso, defende que a exploração da orla e a divulgação dos destinos do Estado são mínimas. “É uma forma de democratizar ganhos e socializar benefícios”, diz.

A ideia é que prefeituras do Interior tenham nesses espaços na orla de Boa Viagem a oportunidade de mostrar o que têm a oferecer aos turistas. A proposta, diz Borba, inclui apresentar também todo o Recife ao visitante, como passeios de catamarã. A partir dessa mostra, o turista teria ainda a possibilidade de conhecer os municípios de perto. Segundo Borba, o projeto inclui um “Circular Pernambuco”, ônibus para essa finalidade, com horários determinados para saída e retorno. “É necessário também aproveitar o turista de negócios, privilegiar segmentos que foquem gastronomia, cultura, artes”.