Declaração magoada de Zé Teodoro tira mérito de Neco no Prêmio Lance Final (André Nery)

Na semana que antecedeu a primeira partida do Santa com o Salgueiro, no Sertão, Zé Teodoro anunciou a necessidade de realizar treinos fechados sob a alegação de que “Neco tem muitos amigos por aqui”. Ninguém questionou a declaração por motivos óbvios: Neco jogou e treina clubes em Pernambuco, nada mais natural que ele realmente tenha amigos no Recife.

Na véspera da partida de volta, na última quarta-feira, Zé voltou a falar sobre treinos secretos com a mesma justificativa. Desta vez, porém, o técnico coral revelou a razão. “Neco tem muitos amigos por aqui, tanto que elegeram ele como melhor treinador do Pernambucano”, destilou a birra o magoado Zé Teodoro.

Além de a declaração ser mesquinha e raivosa (o que vai de encontro à imagem que o técnico passa desde que chegou ao Arruda), ele foi bastante indelicado com o próprio Neco.

Quer dizer que o treinador do Salgueiro só poderia ser escolhido como melhor se houvesse um lobby dos jornalistas que votaram na eleição do Prêmio Lance Final? Neco não teve mérito algum para receber o prêmio?

(Em tempo: o blogueiro que vos escreve votou em Zé Teodoro como melhor técnico do Pernambucano 2012)

Embora menospreze a premiação dada a Neco, o treinador do Santa não conseguiu sequer uma vantagem mínima nos confrontos diretos com o comandante do Carcará na temporada: duas vitórias para cada lado e dois empates.

Para não falar que, na última quinta, Neco armou uma retranca que fez com que o Santa chutasse apenas duas vezes ao gol em toda a partida (ambas de fora da área) e ainda criasse várias chances claras de fazer o seu (três delas na cara de Fred).

Teodoro falou uma besteira do tamanho do Arruda.