Foram encontrados 14 resultados para "Setembro 2016":

Procuradoria Geral do Estado do Amazonas (PGE-AM)
Procuradoria Geral do Estado do Amazonas (PGE-AM)Foto: Divulgação

A Procuradoria Geral do Estado do Amazonas (PGE-AM) abriu as inscrições de concurso público para o cargo de procurador. São oferecidas oito vagas, cujo salário é de R$ 20.322,30.

Uma das oportunidades será reservada a pessoas com deficiência. A seleção dos candidatos será feita por meio de prova objetiva, cuja aplicação está prevista para o dia 27 de novembro.

As inscrições seguem até o dia 26 deste mês, no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo CespeUnB. A taxa de participação custa R$ 250. Os inscritos no CadÚnico e membros de família de baixa renda podem solicitar a isenção do valor.

Podem se candidatar os interessados com formação em direito em faculdade reconhecida pelo Ministério da Educação e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O concurso não exige tempo mínimo de prática jurídica.

Os 216 melhores classificados na ampla concorrência e os 24 melhores entre os candidatos com deficiência serão convocados para a realização da prova discursiva e elaboração de uma peça jurídica.

Instituto Federal de Pernambuco (IFPE)
Instituto Federal de Pernambuco (IFPE)Foto: Jedson Nobre/Folha de Pernambuco

O Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) abre nesta segunda-feira (19) as inscrições para o concurso público que oferece 57 vagas para o cargo de professor. Todas as oportunidades serão para lotação em qualquer um dos 17 campi da instituição ou reitoria. Os salários variam de R$ 2.294,21 a R$ 4.234,77. A remuneração pode chegar a R$ 9.114,67, no caso de professores com doutorado e dedicação exclusiva.

A seleção será feita por meio de provas objetivas. Os exames estão com aplicação prevista para o dia 11 de dezembro. Os candidatos ainda serão avaliados por meio de prova de conhecimentos práticos e prova de títulos.

O edital prevê vagas para professor de matemática, química, filosofia, sociologia, história, geografia, língua portuguesa, espanhol, inglês, história da arte, informática, eletricidade, refrigeração, administração, logística, desenho, agroecologia, turismo, gastronomia, entre outros.

Os futuros servidores terão direito a benefícios como auxílios alimentação, transporte e saúde. O servidor ainda tem a oportunidade de aumentar seu rendimento através do Plano de Carreira, que prevê, além de progressão funcional, o acréscimo no salário-base mediante cursos de qualificação e pós-graduação.

Inscrições

Quem quiser tentar uma vaga como professor tem até o dia 18 de outubro para se inscrever, no site da organizadora. A taxa de inscrição para o cargo de professor custa R$ 120. Os interessados que estão inscritos no CadÚnico e são membros de família de baixa renda poderão solicitar a isenção dos valores até a próxima quinta-feira (22).

Técnico-administrativo

As inscrições para as 18 vagas de técnicos-administrativos têm prazo de inscrição que vai de 3 de outubro a 8 de novembro. As taxas de participação são de R$ 80 (níveis médio/intermediário) e R$ 100 (nível superior). A isenção pode ser solicitada entre 3 e 5 de outubro no site da organizadora. As provas para esses cargos estão marcadas para o dia 8 de janeiro de 2017.

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) publicou edital de concurso público com 189 vagas em todos os níveis de formação para o cargo de técnico-administrativo em educação. São 64 oportunidades reservadas a candidatos negros e 15 para pessoas com deficiência. Os salários vão de R$ 1.834,69 a R$ 5.028,67.

As vagas de nível fundamental são para os cargos de assistente de laboratório, auxiliar em administração e operador de máquinas agrícolas. Para esses cargos, os salários são de R$ 1.834,69. Já as ofertas de nível médio são para tradutor e intérprete de linguagem de sinais e assistente em administração, cujo salário é de R$ 2.294,81.

As oportunidades de nível técnico são para cargos de técnico de tecnologia da informação, técnico em agropecuária, técnico em audiovisual, técnico em eletrotécnica, técnico em enfermagem e técnico de laboratório na áreas de alimentos, aquicultura, biologia, ciência da natureza, edificações, educação física, eletrotécnica, ensaio de equipamentos de irrigação, eventos, física e gastronomia. Também são oferecidas vagas para técnico de laboratório nas seguintes especialidades: indústria elétrica, indústria-mecânica, informática, materiais de construção civil, mecânica automotiva, meio ambiente, petroquímica, navegação/construção naval e química. Para os cargos de nível médio/técnico, as iniciais são de R$ 2.294,81.

Quem possui nível superior pode concorrer aos postos de administrador, bibliotecário-documentalista, fisioterapeuta, veterinário, psiquiatra, nutricionista, revisor de textos, técnico em assuntos educacionais e tecnólogo nas áreas de gestão financeira, gestão de RH, turismo e telemática. Os salários para essas funçoes vão de R$ 3.868,21 a R$ 5.028,67.

As inscrições serão realizadas entre os dias 17 a 28 de outubro, no site do IFCE. As taxas de participação vão de R$ 60 a R$ 100.

A Secretaria Executiva de Administração e Recursos Humanos da Prefeitura Municipal do Cabo de Santo Agostinho publicou na edição desta quarta-feira (14) do Diário Oficial dos Municípios do Estado de Pernambuco a convocação dos candidatos classificados na seleção pública SMS 01/2015 para o cargo de agente comunitário de saúde (ACS).

Os convocados devem se apresentar na gerência de Recursos Humanos, que fica Centro Administrativo Municipal do Cabo de Santo Agostinho, para a entrega dos documentos exigidos no edital na próxima sexta-feira (16), das 8h às 12h.

Centro
Daniel Virginio da Silva Junior

São Francisco
Silvaneide Maria da Silva
Wilziane Patrícia Bento dos Santos
Elayne Alves dos Santos Kaline
Andreza de Oliveira

Cohab
Antônio José dos Santos Filho (pcd)
Lenilson Alves da Silva Rosário
Carolina Gleice das Neves Silva

Ponte dos Carvalhos
Jorge Cavalcanti da Silveira
Arundo Nunes da Silva Irmão
Livaneide Perpetua Bispo de Andrade
Adriane Amanda Araújo Silva
Izabelle Mariane Renovato da Fonseca Bezerra

Engenho Ilha
Natan da Rocha Lourenço
Thiago Felipe Silva de Jesus
Maria José Barbosa

Bom Conselho
Cinthia Patrícia de Moura Leite

Pontezinha
Maria da Conceição Monte Silva

Charneca
Edvan de Lima Silva
José Adeildo de Araújo
Edvane Severina da Silva

Sala de monitoramento do data center da Dataprev no Rio de Janeiro
Sala de monitoramento do data center da Dataprev no Rio de JaneiroFoto: Mirian Fichtner/Divulgação

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) abriu concurso público para preencher 1.703 vagas em cadastro reserva para cargos de níveis médio/técnico e superior. Do total, 180 oportunidades serão reservadas para pessoas com deficiência e 340 a candidatos negros.

Os salários vão de R$ 2.510,03 a R$ 5.915,09, mais auxílio alimentação no valor de R$ 852,24 e adicional de atividade que varia de acordo com o nível. As vagas serão distribuídas entre as cidades do Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa e Natal.

As oportunidades de nível médio/técnico são para os cargos de auxiliar de enfermagem do trabalho e técnico de segurança do trabalho. Os salários oferecidos são de R$ 2.510,03, além de adicional de atividade no valor de R$ 337,05.

Quem possui nível superior pode concorrer aos cargos de analista de processamento, analista de tecnologia da informação (várias especialidades), advogado, engenheiro civil, engenheiro elétrica, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho. As iniciais para essas funções variam de R$ 5.255,47 a R$ 5.915,09, além de adicional de atividade de R$ 792,27 e auxílio-alimentação.

A seleção será feita por meio de prova objetiva e discursiva, cuja aplicação está marcada para o dia 20 de novembro, em todas as capitais. Os candidatos aos cargos de nível superior passarão ainda por avaliação de títulos. O concurso terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período.

As inscrições, que foram abertas no último dia 8, seguem até o dia 7 de outubro, por meio do site da organizadora Cetro Concursos. As taxas de participação são de R$ 80 (médio/técnico) e R$ 100 (superior). A solicitação de isenção deve ser feita até esta segunda (12).

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo (TRE-SP) abre, nesta segunda-feira (13) as inscrições do concurso público que visa o preenchimento de 14 vagas para cargos de técnico e analista judiciário, além de cadastro reserva. As iniciais oferecidas são de R$ 5.934,15 e R$ 9.736,27, respectivamente. 

As vagas para analista são nas áreas judiciária, administrativa, análise de sistemas, assistência social, contabilidade, medicina (clínica médica), psicologia e relações públicas. Já os postos de técnico são para as áreas administrativa, artes gráficas, enfermagem, programação de sistemas e operação de computadores.

As inscrições seguem até o dia 11 de novembro, no site da organizadora FCC. A taxa de participação é de R$ 70 para nível médio e de R$ 85 para nível superior. Segundo o edital, a isenção dos valores pode ser solicitada até a próxima sexta-feira (16), no site da organizadora. 

Psicóloga e terapeuta cognitivo comportamental Juliana Amaral
Psicóloga e terapeuta cognitivo comportamental Juliana AmaralFoto: Úrsula Freire/Folha de Pernambuco

Com a economia em crise e o crescente desemprego, a busca pela estabilidade que emprego público oferece tende a ser maior, assim como a concorrência. A forma como o concurseiro absorve essa pressão social eleva os níveis de tensão e estresse. Isso faz com que a ansiedade acabe desconcentrando o estudante. 

Há quem busque um momento de descontração nas redes sociais. “Navegar o dia inteiro sem que isso esteja previsto no seu cronograma pode se tornar um grande vilão, já que o cérebro demora um período para entrar em estado de concentração intenso”, esclarece a psicóloga e terapeuta cognitivo comportamental Juliana Amaral.  Isso não quer dizer que o concurseiro não possa navegar na web. “Ele pode, desde que tenha horários definidos para isso”, acrescenta. 

Segundo a profissional, que também é mestre em Educação, uma forma de driblar a ansiedade é aprendendo a organizar a gestão do tempo.  “A internet pode ser uma aliada nessa tarefa.

Para quem tiver dificuldades para gerir o tempo, uma dica é a utilização de aplicativos. O app Pomodoro Time, por exemplo, ajuda a cronometrar o tempo de estudo e o tempo livre. Depois que a mente cria esse hábito de diferenciar o foco da pausa, ele vai conseguindo seguir seus estudos mesmo sem precisar mais utilizar o aplicativo”, comenta a especialista. 

Quando o assunto é organização do tempo, outras dicas são importantes, como salvar seus arquivos em lugares seguros na nuvem como Dropbox ou Google drive. “Isso facilita na gestão de tempo, já que o concurseiro não vai ter que ficar procurando vários pen drives quando for assistir a suas videoaulas ou precisar imprimir material. Criar pastas específicas para cada matéria também facilita o estudo”.

É importante destacar que os aplicativos apenas ajudam quem quer organizar as tarefas do dia a dia. Quem busca tratamento para a ansiedade deve procurar a ajuda de um terapeuta. Depois, digam nos comentários o que acharam das dicas e, caso já usem aplicativos semelhantes, outras sugestões. 

Apps que ajudam na organização:   

Evernote – possui textos e grupos de estudos, permitindo a interação com outros estudantes. 

Aprovado – ajuda a organizar as atividades por matérias, conteúdos, além de mostrar como está o andamento dos estudos através do calendário e do gráfico. 

Pomodoro Time - baseado na técnica de estudo Pomodoro, esse app ajuda a gerenciar o tempo. Dá pra cronometrar tanto o tempo de estudo quanto o tempo de pausa. 

A Secretaria Executiva de Trabalho e Qualificação publicou, na edição do Diário Oficial do último sábado (10), a renovação do contrato de trabalho de 42 profissionais por mais 12 meses. Os contratos são referentes à seleção pública simplificada regida pela portaria conjunta SAD/STQE nº 046 de 15 de maio de 2013, cuja homologação se deu em 18 de agosto de 2013.

O Instituto Rio Branco, vinculado ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), desclassificou 47 candidatos que se autodeclararam negros no concurso de admissão à carreira de diplomata. Os candidatos cotistas foram aprovados na 1ª etapa do concurso – composta por uma prova objetiva. Para continuar nas etapas seguintes, os que se inscreveram como negros tiveram que passar por procedimento administrativo de verificação da autodeclaração. A comissão de verificação confirmou a autodeclaração de 53 candidatos.

Para a verificação, os candidatos precisaram confirmar a opção por concorrer às vagas reservadas pela Lei nº 12.990/2014, por meio de entrega do formulário de autodeclaração, e se apresentar à comissão de verificação designada pelo Comitê Gestor de Gênero e Raça do MRE para entrevista. A comissão foi integrada por sete diplomatas indicados pelo comitê.

Durante a entrevista, como previa o edital do concurso, os integrantes da comissão fizeram perguntas com base em questões previamente estabelecidas, aplicadas a todos os candidatos que se autodeclararam negros.

De acordo com o edital, o candidato seria eliminado se não confirmasse a autodeclaração por meio da assinatura do formulário na presença da comissão de verificação; se não comparecesse à entrevista; e se não tivesse confirmada a condição de pessoa negra pela comissão. Doze candidatos não compareceram à entrevista. Após as entrevistas, a comissão de verificação encaminhou ao Instituto Rio Branco parecer sobre a autodeclaração de cada candidato, com base primordialmente no fenótipo e, “subsidiariamente, em quaisquer outras informações que auxiliem na avaliação”.

“O parecer da Comissão de Verificação quanto ao enquadramento, ou não, do candidato na condição de pessoa negra terá validade apenas para este concurso e não se configura ato discriminatório de qualquer natureza”, informa o edital.

comece o dia bem informado: