Tiago Costa é um dos remanescentes da final de 2015
Tiago Costa é um dos remanescentes da final de 2015Foto: Anderson Stevens

Seria natural acreditar em um clima tranquilo pelas bandas do Arruda um dia depois da vitória por 1x0 sobre o Salgueiro, na primeira semifinal do Pernambucano. Mas os minutos que antecederam o treinamento desta segunda-feira se transformaram em mais de uma hora de atraso. O motivo para isso foram algumas reuniões que aconteceram no vestiário tricolor, antes da movimentação de reapresentação. Após os trabalhos, o mesmo aconteceu. Todos, querendo informações sobre o atraso de salários. O clube deve um mês aos atletas. O presidente Alírio Moraes e o vice Constantino Júnior também estiveram presentes nas conversas com o elenco.

O assunto, naturalmente, foi levantado nas entrevistas coletivas. O lateral-esquerdo Tiago Costa, inclusive, foi o responsável por informar o período de atraso, e a promessa da diretoria, em quitar a dívida, antes do segundo jogo contra o Salgueiro, que será realizado no sábado. “Temos um mês de salário atrasado. Mas o presidente (Alírio Moraes) passou para a gente que vai acertar tudo essa semana. Por enquanto, temos tentado deixar isso um pouco de lado para não atrapalhar o nosso foco. Vamos para uma decisão contra o Salgueiro e isso não pode nos atrapalhar”, garantiu o jogador.

Este filme parece bastante com o vivido pela equipe no final da Série A do ano passado. O clube terminou a temporada 2016 com recorrentes atrasos salariais. O Santa Cruz, inclusive, chegou a ser denunciado pela Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf). Caso tivesse sido condenado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o time entraria na Série B do Campeonato Brasileiro, este ano, com três pontos a menos na competição. No julgamento, no entanto, houve empate na votação, e este fato favoreceu o denunciado.

A situação, este ano, é a seguinte: ao ter pago janeiro e fevereiro, o clube deixou acumular a folha de março e partes de premiações desta temporada. As folhas de 2016 ainda estão em aberto, e jogadores remanescentes da campanha na Série A permanecem insatisfeitos. A reportagem tentou entrar em contato com a diretoria coral, mas não teve sucesso.

veja também

comentários

colabore com a folha

comece o dia bem informado: