Governador se reuniu com 22 prefeitos que integram o comando da Amupe
Governador se reuniu com 22 prefeitos que integram o comando da AmupeFoto: Aluísio Moreira/SEI

A nova direção da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) foi recebida nesta quinta-feira (22), no Palácio do Campo das Princesas, pelo governador Paulo Câmara. O prefeito de Afogados da Ingazeira e eleito novo presidente da entidade, José Patriota, comandou o grupo que contou com 22, dos 37 que compõem a cúpula da entidade.

No encontro, os gestores apresentaram a Paulo as demandas municipais, como a questão da segurança, da crise hídrica e de obras do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM).

"A Amupe tem um trabalho fundamental na articulação e organização dos municípios, sendo um elo entre eles, os poderes governamentais e a sociedade. Nós entendemos a importância da atuação desse conjunto, escutamos com atenção tudo o que foi levantado pelos prefeitos e vamos ajudar naquilo que for possível para construir, cada vez mais, um desenvolvimento sólido em todas as áreas prioritárias", destacou Paulo Câmara.

O presidente eleito da Amupe, o prefeito José Patriota, disse ter gostado do encontro e afirmou que atos como esse facilitam discussões democráticas importantes em prol da população.

“O governador já nos garantiu o apoio necessário em relação aos recursos do FEM e, agora, vai depender da gestão de cada prefeito fazer as escolhas de tirar os projetos do papel, concluir o que está em obra e fazer a prestação de contas. Então, é uma responsabilidade compartilhada e que contribui diretamente para o bem-estar da sociedade”, salientou. Patriota e toda a diretoria tomam posse no dia 28 de março.

Senador discursou no plenário do Senado, nesta quarta-feira (22)
Senador discursou no plenário do Senado, nesta quarta-feira (22)Foto: Ana Luiza Souza/Divulgação

No plenário do Senado, o petebista Armando Monteiro Neto acusou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), de terceirizar a culpa pelo assalto à empresa de transporte de valores Brinks, ocorrido na madrugada da última terça-feira (21), na Zona Oeste do Recife. Durante o discurso, proferido nesta quarta-feira (22), o parlamentar ainda propôs uma união suprapartidária da classe política pernambucana para ajudar a superar a crise na segurança pública local. Em sua fala, o petebista ainda atribuiu o episódio à omissão do Governo do Estado na gestão da segurança, o que, segundo ele, incentiva ações criminosas como a ocorrida na Brinks.

“Há uma sensação de descontrole ou de ausência de um comando central ao se alegar uma terceirização de responsabilidades, atribuindo-se à empresa de transporte de valores e à fiscalização da Polícia Federal e relativizando as responsabilidades do Estado. Esse cenário somente contribui para o aumento da criminalidade e está deixando o cidadão pernambucano atemorizado e acuado”, afirmou o parlamentar pernambucano.

No discurso, o petebista disse que o roubo da Brinks engrossa estatísticas de criminalidade e violência que crescem “de forma assustadora” em Pernambuco. Para ele, “a reação do governo estadual tem sido tímida e débil”. O parlamentar afirmou que, no último mês de janeiro, ocorreram 479 homicídios no Estado, com um crescimento de 35% sobre o mesmo mês de 2016. Ele acrescentou terem sido registrados, também em janeiro, quase 200 assaltos a ônibus, o dobro de janeiro do ano passado.

Ainda de acordo com o senador petebista, em termos absolutos, os assassinatos em Pernambuco já superam os de São Paulo, que tem uma população cinco vezes maior. Ele declarou que, em termos relativos, Pernambuco registra uma taxa de homicídios quase 60% maior do que a média nacional.

“O que o governo estadual não admite é haver uma enorme disparidade das taxas de homicídios entre os estados e que a gestão direta dos governantes no encaminhamento das soluções pode produzir bons resultados, como está ocorrendo, por exemplo, em Alagoas, Mato Grosso e São Paulo, que têm obtido avanços na redução das taxas de criminalidade nos últimos anos”, enfatizou.

Secretária municipal, prefeito e secretário estadual se encontraram nesta quarta-feira (22)
Secretária municipal, prefeito e secretário estadual se encontraram nesta quarta-feira (22)Foto: Divulgação

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), reuniu-se com o secretário estadual de Cultura, Marcelino Granja, para discutir os detalhes finais dos festejos de Carnaval no município do Sertão pernambucano. O encontro ocorreu na sede do Executivo e contou com a presença da secretária municipal de Cultura, Turismo e Esportes, Maria Elena Alencar.

No encontro, foi confirmada a presença, no polo principal, na Orla, do cantor Maciel Melo, atração extra. Além do cantor, o palco à beira do rio São Francisco receberá 16 atrações durante os dias 25 e 28 de fevereiro com apoio cultural do Governo do Estado. O evento ainda terá um palco montado na Praça 21 de Setembro com orquestras e bandas de frevo.

Na conversa com o prefeito, Granja garantiu fortalecer a parceria em Petrolina nos próximos anos. "Já foi uma conquista importante transformar nosso Carnaval num polo oficial do Governo de Pernambuco. Mas nosso objetivo é consolidar e ampliar o evento nos próximos anos, e o secretário nos assegurou que o Governo do Estado vai priorizar ainda mais nossa cidade a partir de agora", destacou Miguel Coelho após o encontro.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), desembarca em Olinda, às 10h desta quinta-feira (23) para fazer a entrega de 128 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) do governo federal. As moradias são destinadas às pessoas com renda familiar mensal de até R$ 1,8 mil, da Faixa 1 do MCMV. A estimativa é de que 512 pessoas sejam beneficiadas com a entrega das chaves.

Os apartamentos do conjunto habitacional Cuca Legal têm área de 40,04 metros quadrados. Os investimentos são de R$ 8,03 milhões e cada unidade está avaliada em aproximadamente R$ 63 mil.

Os residenciais são equipados com infraestrutura completa, pavimentação, rede de água, esgotamento sanitário, drenagem e energia elétrica, e conta com quadra de esporte. Ao todo, quatro unidades são adaptadas para pessoas com deficiência. O habitacional fica na Avenida Antônio da Costa Azevedo.

Paulo Rubem Santiago foi deputado federal e deixou o PDT no ano passado
Paulo Rubem Santiago foi deputado federal e deixou o PDT no ano passadoFoto: Felipe Ribeiro/Folha de Pernambuco

O PSOL fará um grande ato no próximo dia 13 de março, na Câmara Municipal do Recife, para a filiação à sigla do ex-deputado federal Paulo Rubem Santiago, que estava sem partido há um ano, desde que deixou o PDT em março passado.

A cerimônia de filiação tem as presenças confirmadas dos principais nomes nacionais da sigla, como os deputados federais Chico Alencar (RJ), Jean Willys (RJ), Ivan Valente (SP), o presidente nacional da legenda, Luiz Araújo, e o candidato a Prefeitura de Belém/PA nas últimas eleições, Edmilson Rodrigues. O Deputado Estadual, Edilson Silva, e o vereador do Recife, Ivan Moraes, e a presidente do PSOL em Pernambuco, Albanise Pires, comandarão o evento.

Paulo Rubem Santiago é formado e leciona no curso de Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco. Em 1976, começou a militar no movimento estudantil. Na área sindical foi um dos fundadores da CUT e sempre teve um trabalho voltado para a área de educação.

Em 1979, Paulo Rubem foi eleito presidente da Associação dos Professores do Ensino Oficial de Pernambuco (Apenope), atual Sintepe. Foi diretor da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe).

É um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), que trocou pelo PDT em 2007, por não concordar com os caminhos que a legenda começava a traçar.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa
O líder do PT no Senado, Humberto CostaFoto: Alessandro Dantas /Divulgação

O líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT), colocou seu gabinete à disposição do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras sem Teto (MTST) para prestar a ajuda necessária e tentar viabilizar assistência adequada aos feridos e o fim das prisões. Nessa terça-feira (21), nove manifestantes do movimento foram presos após confronto com a polícia na sede da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), no bairro de Campo Grande.

Depois de ouvir do líder do MTST, Guilherme Boulos, que uma caminhada feita pelo movimento, na terça, acabou com repressão policial na Cehab, o senador afirmou que o episódio é um “lamentável caso que entristece e diminui Pernambuco ante o Brasil”.

Leia também:
Grupo protesta por prisão de manifestantes em frente a Fórum no Recife

Além disso, Humberto Costa defendeu o direito constitucional de livre manifestação e considerou como grave a ação da Polícia Militar (PM) na repressão armada aos manifestantes. “Desse confronto desproporcional entre policiais armados e civis no exercício da sua liberdade constitucional de manifestação, saíram prisões arbitrárias e feridos somente de um lado: o do MTST. Entre os dez presos, está, inclusive, um advogado ligado aos movimentos sociais”, ressaltou.

O senador petista lembrou os episódios violentos ocorridos em Pernambuco. “Num momento em que Pernambuco vive uma grave explosão da violência e a maior onda de insegurança da última década, que aterrorizam sua população, é inaceitável que o efetivo policial do Estado, em vez de resguardar os cidadãos da criminalidade, seja usado para impedir o direito à liberdade de manifestação e suprimir garantias individuais e coletivas, exercidas legitimamente em favor do direito à moradia digna”, avaliou Humberto Costa.

Para o parlamentar, esse o episódio ocorreu no mesmo dia em que moradores da Zona Oeste do Recife se viram diante de um assalto de grandes proporções à empresa de transporte de valores Brinks. O líder da Oposição no Senado ainda disse esperar que o governador Paulo Câmara (PSB) priorize a questão da segurança.

No Senado, Humberto Costa articula com a oposição na Casa Alta uma ação para reprovar o fato ocorrido em Pernambuco.

Alexandre de Moraes
Alexandre de MoraesFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (22) a nomeação de Alexandre de Moraes para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Por 55 votos favoráveis e 13 contra, a maioria absoluta dos senadores confirmou a vitória do indicado por Michel Temer para ocupar a vaga do aberta com a morte do ministro Teori Zavaski, em um acidente aéreo no início do ano.

Para ser aprovado pelo Senado, um indicado ao Supremo deve ter pelo menos 41 votos, ou maioria absoluta, dos votos. Como a votação de processo de escolha de autoridades é secreta, não houve encaminhamento nem declaração de votos pelos líderes das bancadas.

Apenas a senadora Gleisi Hoffman (PT-SC) apresentou questão de ordem para se manifestar contra a indicação de Moraes e se declarar impedida para votar no processo. A senadora não explicou o motivo do impedimento.

Durante a votação, houve uma breve discussão sobre a forma de escolha de ministros que compõem o STF. Alguns senadores defenderam que as propostas de mudança que tramitam no Senado sejam apreciadas pelo plenário.

Antes de iniciar a sessão, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, elogiou o desempenho de Alexandre de Moraes na sabatina de ontem, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania e adiantou que ele seria aprovado com facilidade."Ele ontem demonstrou tranquilidade, paciência, capacidade técnica e acho que não terá nenhuma dificuldade de aprovação aqui no plenário."

A decisão do plenário do Senado será encaminhada hoje à Casa Civil da Presidência da República.

Confira a relação de indicados e nomeados para o STF após a redemocratização:

Indicados e nomeados para o STF após a redemocratização by Folha de Pernambuco on Scribd

Tony Gel apresentou indicação ao plenário da Alepe nesta terça-feira (21)
Tony Gel apresentou indicação ao plenário da Alepe nesta terça-feira (21)Foto: Divulgação

O deputado estadual Tony Gel (PMDB) apresentou indicação ao plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), nessa terça-feira (21), solicitando que seja formulado um apelo ao governador Paulo Câmara (PSB), ao secretário de Defesa Social, Ângelo Fernandes Gioia, e ao comandante geral da Polícia Militar do Estado de Pernambuco (PMPE), Cel. Vanildo Maranhão, no sentido de unirem esforços visando à implantação de um Batalhão de Polícia Especializada em Caruaru, no Agreste, com atuação estendida para as cidades circunvizinhas.

“A violência está tomando conta da capital do Agreste e das cidades circunvizinhas, e tem assustado as pessoas que ali trabalham e residem, as quais, diuturnamente, sentem-se inseguras. No caso de Caruaru, a situação é mais grave, já que muitos postos ostensivos, a exemplo dos postos da Feira de Artesanato e Alto do Moura estão fechados. É necessário, portanto, que Caruaru possa contar com um batalhão especializado para fazer frente aos casos de violência que já são do conhecimento público”, enfatizou o parlamentar.

Na indicação, o deputado também reconheceu os esforços realizados pelo governo em prol da segurança. “Reconheço que Sua Excelência, o governador Paulo Câmara, não tem medido esforços para oferecer ao povo caruaruense um sistema de segurança de acordo com a importância do nosso município e que a sugestão que ora encaminho vai, com certeza, ao encontro das estratégias planejadas pelo Governo de Pernambuco”, concluiu.

O peemedebista ainda sugeriu que o batalhão poderia funcionar nas dependências da TV Pernambuco, sediada em Caruaru e que é de propriedade do Governo do Estado, e que conta com espaço disponível, o que dispensaria despesa com aluguel de imóvel.

O referido batalhão seria composto por equipes da Rádio Patrulha (BPRP), Batalhão de Choque (BPCHOQUE), Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE), Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIPCães), Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (CIPOMA), Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTRAN), Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), Companhia Independente de Policiamento com Motocicleta (CIPMoto), Companhia Independente de Apoio ao Turista (CIATur). O Regimento da Polícia Montada (RPMON), o Grupo de Ações Táticas Itinerante (GATI) e o BEPI seriam incorporados à unidade.

Governador Paulo Câmara promoveu uma homenagem aos policiais que atuaram no assalto à empresa Brinks
Governador Paulo Câmara promoveu uma homenagem aos policiais que atuaram no assalto à empresa BrinksFoto: Reprodução/Instagram

Um dia após o assalto de grandes proporções à empresa de transporte de valores Brinks, na Zona Oeste do Recife, que deixou três policiais militares baleados, na madrugada dessa terça-feira (21), o governador Paulo Câmara (PSB) foi ao Quartel do Derby, na área central da Capital. O gestor promoveu homenagem a todos os PMs que participaram da ação policial.

Na ocasião, Paulo Câmara também solicitou que seja aberto procedimento pelo Comando da Polícia Militar de Pernambuco para que os policiais sejam promovidos por bravura, segundo informações publicadas no perfil do Instagram do secretário de Imprensa do Governo do Estado, Ennio Benning.

Na noite dessa terça-feira, o governador concedeu coletiva para a Imprensa e descartou solicitar o envio de Forças Armadas para Pernambuco, no intuito de ajudar a combater a violência no Estado. De acordo com o gestor, as polícias pernambucanas já estão empenhadas em prender os bandidos.

Encontro tratou de programa para Caruaru
Encontro tratou de programa para CaruaruFoto: Divulgação

A prefeita de Caruaru, no Agreste, Raquel Lyra (PSDB), se reuniu, na noite dessa terça-feira (21), com o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), para confirmar a adesão da cidade ao Programa Brasil Alfabetizado (PBA), que é voltado para a alfabetização de jovens, adultos e idosos. No encontro, a tucana também pediu a colaboração da pasta na compra de transportes escolares, construção de novas creches e cobertura de quadras esportivas.

O programa é desenvolvido em todo o território nacional, com o atendimento prioritário a municípios que apresentam alta taxa de analfabetismo, sendo que 90% destes localizam-se na região Nordeste. Esses municípios recebem apoio técnico na implementação das ações do programa, visando garantir a continuidade dos estudos aos alfabetizandos.

“Nosso compromisso com a educação não é apenas com as crianças de Caruaru. Temos o dever de abaixar o índice de analfabetismo de nossa cidade e esse programa será essencial para isso. Vamos começar, em breve, com 50 turmas de alfabetização para jovens e adultos”, adiantou a prefeita.

Em resposta aos pedidos, Mendonça Filho disse que não medirá esforços para atender aos pedidos da prefeita Raquel Lyra. “Essas são medidas importantes para melhoria da educação em Caruaru, importante cidade do Agreste pernambucano. Não mediremos esforços para atender essas demandas”, ressaltou.

comece o dia bem informado: