Portaria foi assinada pelo secretário Ângelo Gioia
Portaria foi assinada pelo secretário Ângelo GioiaFoto: Divulgação

O presidente e o vice-presidente da Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados (ACS), Albérisson Carlos e Nadelson Leite, além do presidente da Associação dos Militares Estaduais (AME), Vlademir José de Assis, foram afastados de suas funções por 120 dias. A portaria, assinada na última sexta-feira (17) pelo secretário Ângelo Gioia, foi publicada no Boletim Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS), no último sábado (18).

No documento, o secretário considera que os três dirigentes são "acusados de praticarem, em tese, fatos incompatíveis com a função pública, os quais afetam a ética, como também, a honra pessoal, o pundonor policial militar e o decoro da classe". Na ementa, o secretário afirma que é necessário o afastamento cautelar dos policiais, na forma prevista no art. 14 da Lei 11.929/01.
O secretário considera que “o Ministério Público de Pernambuco, naquela denúncia, representou, de forma reiterada, pela decretação da prisão preventiva de Albérisson e Nadelson, considerando que o necessário e premente afastamento cautelar deles é indelével à garantia da ordem pública, à instrução regular dos processos administrativos disciplinares militares aos quais estão submetidos e à viabilização da correta aplicação da eventual sanção disciplinar.

O afastamento pode ser renovado, automaticamente, por igual período, caso o Processo Administrativo Disciplinar Militar não seja concluído nos 120 dias. No documento, fica estabelecido que recolha a identificação funcional dos policiais, além das armas e utensílios funcionais.

Procurado pela reportagem, o vice-presidente da ACS, Nadelson Leite, disse que a medida foi uma forma de coibir o trabalho deles dentro do impasse entre a PM e o Governo. "Isso não vai mudar em nada a atuação da associação. Pelo contrário. Isso acabou causando revolta na tropa", comentou Nadelson, que informou que eles pensam em entrar com ação contra o secretário Ângelo Gioia. Nadelson também garantiu que a Operação Padrão vai continuar durante o Carnaval.

Ministro Fernando Filho entrega trator em Tabira
Ministro Fernando Filho entrega trator em TabiraFoto: Divulgação

O ministro das Minas e Energia, Fernando Filho (PSB), fez uma visita Sertão do Pajeú. Ele discutiu projetos hídricos, entregou um trator e anunciou a instalação de seis poços artesianos. A região é umas de suas principais bases eleitorais do politico.

Na sexta-feira (17), o ministro foi a Tabira, e visitou Associação de Moradores do Sítio Boa Vista e entregou trator agrícola, que vai beneficiar 86 famílias que vivem na comunidade.

Já no sábado, o ministro foi Afogados da Ingazeira, onde se reuniu com o prefeito da cidade, José Patriota (PSB), e discutiu projetos hídricos para cidade.

“Os técnicos da Companhia de Pesquisa em Recursos Minerais (CRPM) me apresentaram um estudo sobre o subsolo do semiárido que identificou tanto os lençóis freáticos quanto as necessidades de recuperação de poços já existentes”, comentou o ministro.

Em Solidão, Fernando anunciou a instalação de seis poços artesianos. O prefeito da cidade, Djalma Alves de Souza (PSB) destacou o trabalho do ministro.

“Ele tem sido um grande parceiro nosso, especialmente nesse momento de grave seca que todo o Nordeste enfrenta”, declarou. E por fim, a parada foi em Serra Talhada, onde conversou com aliados.

Deputado federal Silvio Costa (PTdoB-PE)
Deputado federal Silvio Costa (PTdoB-PE)Foto: Rogério França/Folha de Pernambuco

O deputado federal e vice-líder da oposição na Câmara, Silvio Costa (PTdoB), defendeu o fim do “foro privilegiado” para políticos e ministro de tribunais superiores que estejam sob investigação da justiça. Para o deputado, o foro protela as punições aos futuros condenados.

Silvio defendeu e revelou que vai propor eleição direta interna para escolhas ministros do STF, STJ, TCU e outros cargos do judiciário.

Para ele, os próprios membros dos órgãos deveriam votar nos seus futuros membros. O “processo mais democrático” de escolha. O mais votado pelos pares seria o escolhido, explica Silvio. No caso do STF e STJ, a idade mínima para concorrer seria 60 anos. “Isso seria uma forma de oxigenar essas instituições”, ponderou.

O deputado Sílvio Costa, voltou a dizer que a presidente Dilma Rousseff foi vítima de um golpe. “Dilma caiu por dignidade. Ela não flexibilizava com malfeitos. Eles tentaram fazer com que a presidente barrasse a Lava Jato, mas ela não cedeu” sustentou. Defensor da ex-presidente Dilma, atualmente vice-líder da oposição ao governo Michel Temer.

Governador reunião a equipe para falar sobre o que foi feitos nos primeiros anos do mandato
Governador reunião a equipe para falar sobre o que foi feitos nos primeiros anos do mandatoFoto: Aluisio Moreira/SEI

O Governo do Estado garantiu que os policias militares estarão nas ruas durante o Carnaval, que os ausentes nas escalas serão punidos e que as mudanças que ocorreram no comando das duas polícias não vão influenciar em nada o que estava previsto para a segurança da festa.

“As forças militares que atuam em Pernambuco não apenas há uma semana. São instituições bicentenárias. Então, o que há é um planejamento de equipe, e não apenas dois homens. Embora sejam muito valorosos, não são apenas dois homens que garantem a segurança do Estado”, afirmou o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, responsável por fazer um balanço da reunião do governador Paulo Câmara com os seus secretários, neste sábado (18).

Sobre as garantias que o Governo poderia dar de que os policiais militares, que atualmente estão em operação, atuarão no Carnaval, Stefanni apontou a valorização das categorias como principal fator.

“As categorias foram deveras valorizadas nos últimos tempos. Foram R$ 303 milhões apenas para a Polícia Militar. Houve valorização do Programa de Jornada Extra, que passou de R$ 120 para R$ 200. Lembremos que o PjEs eram jornadas de oito horas. Para se ganhar R$ 960 era necessário sair oito vezes de casa. Agora, para ganhar R$ 1 mil é preciso sair cinco vezes”, pontou Stefanni.

O secretário acrescentou que, ao contrário 87 mil pernambucanos que perderam o emprego no ano passado, os policiais militares e bombeiros vão ter de 25% a 40% de reajuste salarial.

Questionado sobre o que ocorrerá com os policiais que faltarem à escala de trabalho, Stefanni afirmou que a ausência se constituirá em uma infração.

“(Os policiais) serão punidos, assim como aqueles que sublevaram. Acreditamos que, dentre esses 21 mil homens da Polícia Militar e Bombeiros Militares de Pernambuco, em sua maioria esmagadora maioria, são homens de bem, cidadãos que se comprometeram com juramento em prestar segurança ao Estado de Pernambuco.

Em relação aos boatos disseminados perlo WhatsApp, de que a estratégia utilizada pelos PMs no Espírito Santo de colocar as famílias dos PMS na frente dos quartéis poderia ser reproduzida aqui, o secretário afirmou que o Governo colocará os militares nas ruas.

“A medida é colocar os homens na rua. Aquartelamento é cometimento de crime. Quem comete crime deverá ser levado às barras da Justiça. É importante lembrar, mais uma vez, que há um pedido de prisão preventiva formulado pelo Ministério Público contra as lideranças do movimento. Porque ele é ilegal”, afirmou o Márcio Stefanni.

Balanço 

Durante a reunião do secretariado, foi repassado que o Governo de Pernambuco investiu R$ 2,8 bilhões entre os anos de 2015 e 2016 e a maior parte desses recursos foi destinada para a construção de obras hídricas para o enfrentamento da seca no Estado: R$ 818 milhões, que representam 29% do total investido.

Pernambuco está enfrentando o sexto ano consecutivo de estiagem. Os números foram apresentados durante a primeira reunião conjunta do governador Paulo Câmara em 2017 com todos seus secretários.

“Estamos de pé porque tivemos muita responsabilidade. Em Pernambuco, conseguimos fazer mais com menos. Estamos trabalhando muito para isso. Para fazer o certo, fazer o bem”, discursou o governador.

“A determinação do Governo para atingir nossos objetivos continua intacta. Vamos fazer de Pernambuco um Estado melhor para os nosso filhos e netos”, disse Paulo Câmara aos auxiliares. Na sua fala inicial, Paulo Câmara destacou o cuidado que a sua gestão teve com o equilíbrio das contas estaduais, sem deixar de lado os investimentos.

Bruno Araújo conversa com o governador Paulo Câmara durante cerimônia em Paulista
Bruno Araújo conversa com o governador Paulo Câmara durante cerimônia em PaulistaFoto: Anderson Stevens/FolhaPE

Nome sempre colocado para um cargo majoritário nas eleições do próximo ano, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, afirmou, nesta sexta-feira (17), que o seu partido, o PSDB, vem sempre se preparando para as eleições, até pelo protagonismo que tem na política.

“Todo partido tem que estar se organizando todo instante e a todo momento para as eleições”, afirmou o ministro, ao chegar para a cerimônia de autorização do início das obras (AIO) de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Paulista, que também contou com a presença do governador Paulo Câmara.

Bruno Araújo, no entanto, afirmou “tá cedo” para se falar em 18. “As decisões, só no momento apropriado. O PSDB, desde a sua fundação, mas especialmente desde 1994, e nós estamos falando de 23 anos, é um dos partidos do maior protagonismo do País. Não podia ser diferente. O partido tem que estar preparado, conversando e dialogando para 2018”, afirmou o tucano, encerrando a entrevista.

O tucano Bruno Araújo é sempre colocado como possível candidato ao cotado o Governo do Estado, em determinados momentos, ou ao Senado em outros.

Em maio do ano passado o PSDB e o DEM foram retirados do Governo do Estado. As candidaturas dos deputados federal Daniel Coelho (PSDB)e estadual Priscila Krause (DEM) à Prefeitura do Recife, contra à reeleição de Geraldo Julio (PSB), motivaram a decisão do governador Paulo Câmara.

A obra autorizada nesta sexta tem prevista a implantação de duas estações elevatórias de esgoto, 81,97 quilômetros de redes coletoras de esgoto e ramal de calçada, além de 624,50 metros de emissário, 5.881 ligações prediais e intradomiciliares e a instalação de 239 kits sanitários.

Ministro das Minas e Energia, Fernando Filho se reuniu com técnicos do setor de recursos minerais
Ministro das Minas e Energia, Fernando Filho se reuniu com técnicos do setor de recursos mineraisFoto: Divulgação

Em reunião com técnicos da Companhia de Pesquisa em Recursos Minerais (CPRM), o ministro das Minas e Energia, Fernando Filho, conheceu os estudos sobre o subsolo do semiárido, que identificam tanto lençóis freáticos quanto necessidades de recuperação de poços já existentes.

Após a apresentação, o ministro discutiu com os técnicos a possibilidade de construção de poços e barragens subterrâneas no semiárido.

Fernando Coelho Filho pediu aos engenheiros dados sobre os locais mais indicados, do ponto de vista técnico, para as intervenções.

O ministro informou, também, que irá viajar nos próximos dias para o Canadá, onde participa de uma feira internacional de mineração.

"Também estamos discutindo com os parlamentares o aperfeiçoamento da legislação que regula o setor", disse o ministro.

Silvio Costa afirma que o Governo do Estado aposta na troca de comando das polícias
Silvio Costa afirma que o Governo do Estado aposta na troca de comando das políciasFoto: Divulgação

A bancada de Oposição na Assembleia Legislativa disse ter sido surpreendida, nesta sexta-feira (17), com a exoneração do coronel Carlos D’Albuquerque e do delegado Antônio Barros. Lembra que o Governo acaba de nomear seu terceiro comandante geral da Polícia Militar e o segundo chefe da Polícia Civil em dois anos de gestão. Para a oposição, o Governo do Estado perde o rumo na questão da segurança pública no Estado.

“Mais uma vez, o Governo do Estado aposta na troca de comando para tentar mudar o quadro da violência, como já fez nos últimos anos, com o comando da PM, com a coordenação das delegacias e com a chefia de alguns batalhões de polícia. Mas não é isso que vai mudar a realidade da segurança no Estado”, destaca o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da bancada de Oposição na Alepe.

O parlamentar sugere o diálogo franco com a categoria de policiais civis e militares, assim como o envolvimento de toda a sociedade na reformulação do Pacto pela Vida.

A Bancada de Oposição vai encaminhar, à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Alepe, um pedido para realização de audiência pública para discutir o futuro do Pacto pela Vida.

“O próprio professor José Luiz Ratton, um dos idealizadores do projeto, já declarou que o Pacto perdeu sua essência. Esperamos que o Governo do Estado aceite o debate e as contribuições para a mudança desse quadro”, afirmou Silvio.

Joel da Harpa e Alberison
Joel da Harpa e AlberisonFoto: Reprodução/WhatsApp

Um dia após a sanção do governador Paulo Câmara (PSB) sancionar a lei que altera a estrutura remuneratória das carreiras de praças e oficiais da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros, circula nas redes sociais uma crítica ao deputado estadual Joel da Harpa (PTN) e ao presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS-PE), Alberisson Carlos.

O banner contém as fotos dos policiais, que são chamados de "irresponsáveis" por utilizar "a Polícia Militar como massa de manobra, achando que a categoria é burra e não enxerga". De acordo com o texto, Joel da Harpa e Alberisson Carlos iludem os PMs e fingem defender a categoria.

"Eles não se dão bem. Na verdade eles disputam o mesmo espaço político, e ficam angustiados em ter de pedir o que sabem que é impossível para o Estado, porque assim imaginam que ganharão o prestígio da classe. Um não cede pro outro", afirma o material.

Eleito em 2014 após liderar uma greve em abril daquele ano, Joel da Harpa é policial militar aposentado. Alberisson Carlos também foi candidato no mesmo ano, sendo que para deputado federal pelo PTB. Em 2016, se candidatou a vereador pelo PSDB. Carlos, no entanto, não obteve sucesso em nenhuma das eleições.

Joanna Maranhão (D) mora em Belo Horizonte e se filiou à ala mineira do PSOL
Joanna Maranhão (D) mora em Belo Horizonte e se filiou à ala mineira do PSOLFoto: Divulgação

A nadadora pernambucana se filiou ao PSOL em Minas Gerais na quinta-feira (17), juntamente com a Esquerda marxista (organização política que se desligou do PT em 2015). Eles aproveitaram o lançamento da campanha #VemPraoPSOL para ingressar na sigla.

Morando em Belo Horizonte, onde treina, Joanna teve a ficha de filiação abonada por Sara Azevedo, presidente do PSOL em Minas, e por Sâmia Bonfim, vereadora de São Paulo, que prestigiou o evento.

A Esquerda Marxista é uma organização politica com presença no mundo sindical e na juventude.

Em Pernambuco, o PSOL também diz aguardar a filiação do ex-deputado federal Paulo Rubem Santiago, que deixou o PDT.

O senador destacou que, em Brasília, tem trabalhado para viabilizar mais recursos para o município
O senador destacou que, em Brasília, tem trabalhado para viabilizar mais recursos para o municípioFoto: Divulgação

O senador Armando Monteiro Neto (PTB) cumpriu agenda em Igarassu, nesta sexta-feira (17). Ao lado do prefeito Mário Ricardo (PTB) e do deputado federal Jorge Côrte Real (PTB), o parlamentar teve encontro com vereadores, reuniu-se com lideranças religiosas e políticas da região, visitou obras que receberam emendas parlamentares e participou da abertura do ano letivo da rede municipal.

O senador destacou que, em Brasília, tem trabalhado para viabilizar mais recursos para o município, articulando ações da Prefeitura com ministérios e órgãos federais. "No Senado, estamos batalhando para trazer sempre mais recursos para Igarassu, que têm sido aplicados com tanto zelo pela gestão. Em parceria com a Prefeitura, temos dado prioridade a obras de infraestrutura urbana porque há um grande patrimônio que precisa ser conservado e espaços que necessitam de urbanização", disse Armando Monteiro Neto.

Os compromissos do senador foram iniciados com uma visita à Prefeitura. De lá, a comitiva encaminhou-se para a Câmara Municipal, onde o petebista foi recepcionado pelo presidente da Casa, Elvis Henrique (PSDB), e vereadores. Em seguida, o parlamentar visitou o Convento de Santo Antônio, um dos mais antigos do Brasil, conheceu a Pinacoteca e reuniu-se com líderes religiosos. Na ocasião, o petebista enfatizou a necessidade de fortalecer o turismo na cidade, sobretudo o religioso, através de ações articuladas com o Ministério da Cultura e Iphan.

A agenda de Armando Monteiro Neto também contou com a cerimônia de entrega de certificados do Centro de Formação Profissional de Igarassu (Cefopi), onde turmas de Mecânica Leve e Auxiliar Administrativo concluíram as capacitações. O senador ainda visitou as obras do novo Cais de Nova Cruz, que recebeu emenda de R$ 600 mil. O local, que por quase um século foi palco da Buscada de São Gonçalo, está passando por um processo de requalificação do píer, construção de boxes e banheiros, pavimentação da via, entre outras ações.

À tarde, o senador encontrou-se com lideranças políticas do Litoral Norte, durante almoço no Aeródromo Coroa do Avião. Por fim, Armando Monteiro Neto prestigiou a abertura do ano letivo da rede municipal de ensino.

comece o dia bem informado: