Acontece

O presidente fez um pronunciamento no Palácio do Planalto, nesta quinta (18)
O presidente fez um pronunciamento no Palácio do Planalto, nesta quinta (18)Foto: Reprodução

O presidente Michel Temer disse, nesta quinta-feira (18), em seu pronunciamento sobre o vazamento da delação de Joesley Batista, um dos donos da JBS, no Palácio do Planalto, que não irá renunciar ao cargo. Segundo informações do jornal “O Globo”, Temer foi gravado dando aval para comprar o silêncio do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Temer negou sua participação na gravação, que foi feita em ação conjunta da Polícia Federal com a Procuradoria-Geral da República. "Repito e ressalto: em momento nenhum autorizei que pagassem a quem quer que seja para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém por uma razão singela: não temo nenhuma delação. Não preciso de cargo público nem de foro especial e nada tenho a esconder. Sempre honrei meu nome e nunca autorizei que utilizasse meu nome indevidamente".

comentários