Arte na Usina tem programação gratuita de shows, arte e oficina

Terceira edição do festival acontece em Água Preta, na Mata Sul, a partir desta sexta-feira (17)

Márcio Almeida, EremitérioMárcio Almeida, Eremitério - Foto: Andréa Rego Barros/ Divulgação

Há diversas maneiras de fazer da arte ferramenta de resistência. Um delas é quando a ação busca agregar o público que nunca está inserido no contexto artístico, como as comunidades interioranas, promovendo transformações sociais significativas. O pioneirismo do projeto que vem sendo desenvolvido na Usina Santa Terezinha, em Água Preta, na Mata Sul do Estado, se mostra também no encravar na terra, literalmente, a arte, ao ar livre, fazendo-a interagir com a natureza. É a chamada land art, como acontece em locais como Inhotim, em Minas Gerais. O Festival Arte na Usina, que chega à sua terceira edição, a Safra 2017, portanto, funciona apenas como uma celebração de um evento que foi plantado e, como tal, precisou de um tempo até que começasse a nascer, florescer e dar frutos.

De 17 a 25 de novembro, a usina recebe o evento gratuito embalado pelo tema "A arte resiste e transforma", sob a batuta dos curadores José Rufino (PB) e Fábio Delduque (SP). Na programação, uma extensa agenda de shows, 15 oficinas gratuitas, performances, mesas de diálogo, exibição de filmes, palestras e exposições. "Quando iniciamos o projeto, em 2015, parece que estávamos prevendo o momento pelo qual estamos passando, e da necessidade da arte como transformação. Possibilitamos acesso ao que não chega a lugares como Água Preta, como MPB e música erudita", declara Rufino, para quem esse ainda deveria ser um papel das instituições públicas.

Da primeira edição para cá, Rufino conta que o evento cresceu bastante. "Este ano as pessoas estão se mobilizando, alugando casas, restaurantes, lanchonetes... Nossa intenção não é tornar o festival algo gigante, mas ser apenas catalisador para a comunidade", avisa. Ano passado, quando a Folha de Pernambuco esteve na usina, as obras de arte estavam em processo. "Agora já estão prontos os trabalhos de Marcelo Silveira, Paulo Meira e Márcio Almeida. "São obras que estão além da escultura; possuem uma conotação de interação; são porosos; não existem somente no plano estético, têm que sofrer interferência da população", descreve o curador.

Leia também
Projeto Videoservice leva arte ao consultório médico
Exposição reflete sobre eterno processo de desmanche e construção
Oficina gratuita de tear se inspira na escola Bauhaus

Ele adianta ainda que o projeto entra em uma nova fase, com o início das obras de artistas como Daniel Santiago, Paulo Bruscky, Lais Myrra e Daniela Costa. Esta última está fazendo uma instalação-estufa com plantas epífitas (uma vive sobre a outra sem ser parasita), como orquídeas, cactos e bromélias. 


Na programação de palestras, imperdível a mesa de diálogo com o artista e designer gaúcho Hugo França. Ele cria esculturas e o que chama de esculturas mobiliárias, a partir de resíduos florestais. "Para a usina, usei muito as jaqueiras mortas, que são fáceis de encontrar por aqui", diz o artista, que espalhou 20 peças pela usina. Na conversa, a controversa motoserra entra em discussão: ora é predadora, ora serve como instrumento escultor.

Na oficina Pinhole: buraco de alfinete, a fotógrafa Vládia Lima leva as crianças ao passado da fotografia, quando havia tempo para observar o entorno em vez de somente o selfie, a mágica e surpresa da revelação, no tempo em que câmeras não tinham visor. Muito menos latas de leite em pó. Já Bruno Faria faz um panorama geral da arte em Pernambuco, dos nativos e dos de fora, de Albert Eckhout a Jonathas de Andrade. "Um olhar sobre a cidade, criativa por natureza", declara Bruno.

Serviço
:
Festival Arte na Usina – Safra 2017
Endereço: Rodovia PE 99, KM 10, Água Preta - Pernambuco
Contato: 3419.8070
E-mail: [email protected]

Programação Arte na Usina - Safra 2017

Sexta (17/11)
18h – Solenidade de abertura
19h – Mesa de diálogo: “Aproveitamento de resíduos lenhoso, florestas tropicais, arte, design e mercado” – Hugo França. Local: Pátio de Eventos
18h30 – Cinema: “Ave Rara” (Dir. Beto Brant). Local: Pátio de Eventos
21h – Show: Otto. Local: Pátio de Eventos

Sábado (18/11)
9h às 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9h às 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
9h às 11h30 – Passeios turísticos e circuitos culturais no Jardim Botânico
14h às 17h – Passeios turísticos e circuitos culturais no Jardim Botânico
16h – Aula show (José Miguel Wisnik). Local: Átrio de Marcelo Silveira
21h – Show: Maciel Melo. Local: Pátio de Eventos

Domingo (19/11)
9hàs 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9hàs 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
9h às 11h30 – Passeios turísticos e circuitos culturais no Jardim Botânico
14h às 17h – Passeios turísticos e circuitos culturais no Jardim Botânico
20h – Show: Bruno Lins. Local: Pátio de Eventos

Segunda (20/11)
9hàs 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9h às 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
8h às 12h – Oficina: Fotografia “Pinhole: Furo de Agulha” (Vládia Lima).
9h às 12h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
9h às 12h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
9h às 12h – Oficina: Música “O Ouvido Pensante” (Henrique Albino).
10h30 às 12h – Oficina: História das Artes/Artes Visuais “Eu vi o mundo... Ele começava” – Uma breve história da arte no Recife (Bruno Faria).
14h às 17h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
14h às 17h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
14 às 17h – Oficina: Ateliê Infantil “Mamam na Estrada” (Arte-educadores).
14h30 – Oficina: 17h30 – Quadrinhos “Quadrinizando o Nonsense” (João Lin).
19h – Mesa de diálogo: “Hermílio Borba Filho e a Cultura Popular” (Anco Márcio). Local: Pátio de Eventos
20h – "O Sal da Terra" (diretores: Wiim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado). Local: Pátio de Eventos.

Terça (21/11)
9h às 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9h às 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
8h às 12h –Oficina: Fotografia “Pinhole: Furo de Agulha” (Vládia Lima).
9h às 12h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
9h às 12h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
9h às 12h – Oficina: Música “O Ouvido Pensante” (Henrique Albino).
9h às 12h – Oficina: Ateliê Infantil “Mamam na Estrada” (Arte-educadores).
10h30 às 12h – Oficina: História das Artes/Artes Visuais “Eu vi o mundo... Ele começava” – Uma breve história da arte no Recife (Bruno Faria).
14h às 18h – Oficina: Cinema “Desenvolvimento de Argumento para documentário” (Tuca Siqueira).
14h às 17h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
14h às 17h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
14h às 18h – Oficina: Teatro “Mergulhando no Teatro” (Guilherme Leme).
14h30 – 17h30 – Oficina: Quadrinhos “Quadrinizando o Nonsense” (João Lin).
18h às 21h – Workshop “Visage - Paisagens Improváveis” (Márcio Almeida e Daniel Acosta). Local: Angar
19h – Mesa de diálogo: “Duas trajetórias na produção imagética brasileira” (João Farkas e Gal Oppido). Local: Pátio de Eventos.
20h – Cinema: “Música Pelos Poros” (Dir. Marcelo Machado). Local: Pátio de Eventos.

Quarta (22/11)
9hàs 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9h às 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
8h às 12h – Oficina: Fotografia “Pinhole: Furo de Agulha” (Vládia Lima).
9h às 12h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
9h às 12h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
10h30 às 12h – Oficina: História das Artes/Artes Visuais “Eu vi o mundo... Ele começava” – Uma breve história da arte no Recife (Bruno Faria).
14h às 17h – Oficina: Ateliê Infantil “Mamam na Estrada” (Arte-educadores).
14h às 18h – Oficina: Cinema “Desenvolvimento de Argumento para documentário” (Tuca Siqueira).
14h às 17h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
14h às 17h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
14h às 18h – Oficina: Teatro “Mergulhando no Teatro” (Guilherme Leme).
14h30 às 17h30 – Oficina: Quadrinhos “Quadrinizando o Nonsense” (João Lin).
18h às 21h – Workshop “Visage - Paisagens Improváveis” (Márcio Almeida e Daniel Acosta). Local: Hangar
20h – Cinema: “Cinema, Aspirinas e Urubus” (Dir. Marcelo Gomes). Local: Pátio de Eventos

Quinta (23/11)
9h às 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9h às 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
8h às 12h – Oficina: Fotografia “Pinhole: Furo de Agulha” (Vládia Lima). Local: Sala do Grupo João Vicente de Queiroz
9h às 12h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
9h às 12h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
9h às 12h – Oficina: Ateliê Infantil “Mamam na Estrada” (Arte-educadores).
10h30 às 12h – Oficina: História das Artes/Artes Visuais “Eu vi o mundo... Ele começava” – Uma breve história da arte no Recife (Bruno Faria).
14h às 18h – Oficina: Literatura “Narrativa Visual: Caminhos da Leitura” (Luciano Pontes).
14h às 18h – Oficina: Cinema “Desenvolvimento de Argumento para documentário” (Tuca Siqueira).
14h às 17h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
14h às 17h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
14h às 18h – Oficina: Teatro “Mergulhando no Teatro” (Guilherme Leme).
14h30 às 17h30 – Oficina: Quadrinhos “Quadrinizando o Nonsense” (João Lin).
18h às 21h – Workshop “Visage - Paisagens Improváveis” (Márcio Almeida e Daniel Acosta). Local: Hangar
21h – Show: Casas Populares da BR 232. Local: Pátio de Eventos

Sexta (24/11)
9h – 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9h – 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
8h às 12h – Oficina: Fotografia “Pinhole: Furo de Agulha” (Vládia Lima).
9h às 12h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
9h às 12h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
10h30 às 12h – Oficina: História das Artes/Artes Visuais “Eu vi o mundo... Ele começava” – Uma breve história da arte no Recife (Bruno Faria).
14h às 17h – Oficina: Ateliê Infantil “Mamam na Estrada” (Arte-educadores).
14h às 18h – Oficina: Literatura “Narrativa Visual: Caminhos da Leitura” (Luciano Pontes).
14h às 18h – Oficina: Cinema “Desenvolvimento de Argumento para documentário” (Tuca Siqueira).
14h às 17h – Oficina: Fotografia Conceitual “Sentidos da Pele” (Gal Oppido).
14h às 17h – Oficina: Artes Visuais “Desenho, Pintura e Instalação” (José Spaniol).
14h às 18h – Oficina: Teatro “Mergulhando no Teatro” (Guilherme Leme).
14h30 às 17h30 – Oficina: Quadrinhos “Quadrinizando o Nonsense” (João Lin).
18h às 21h – Workshop “Visage - Paisagens Improváveis” (Márcio Almeida e Daniel Acosta). Local: Hangar
21h – Show: Adiel Luna. Local: Pátio de Eventos

Sábado (25/11)
9h às 17h – Exposição: “Rurais” (Joãomiguel Pinheiro e Francisco Baccaro). Local: Ônibus
9h às 17h – Exposição: “TemporilizAções” (Paulo Brusky). Local: Escritório
9h às 11h30 – Passeios Turísticos e Circuitos Culturais no Jardim Botânico
14h30 às 17h - Passeios Turísticos e Circuitos Culturais no Jardim Botânico
19h – Show: Samba de Matuto. Local: Pátio de Eventos
21h –Show: Chico César. Local: Pátio de Eventos

 

Veja também

Mayra Cardi diz que se arrepende de expor traições de Arthur Aguiar
Famosos

Mayra Cardi diz que se arrepende de expor traições de Arthur Aguiar

Site traz mapeamento de artesãs têxteis em Pernambuco
Artesanato

Site traz mapeamento de artesãs têxteis em Pernambuco