Danrley, do BBB 19, diz que 'não queria sair do BBB como o favelado que faz merda'

Danrley deixou o reality com 61,21% dos votos

Danrley, ex-participante do BBB 19Danrley, ex-participante do BBB 19 - Foto: Reprodução/Instagram

O ex-BBB Danrley Ferreira respondeu a algumas perguntas de seus seguidores do Twitter neste domingo (21), e explicou que optou por um jogo mais cauteloso dentro da casa pois estava apreensivo com a imagem que passaria para os espectadores.

"Você estava preocupado com sua reputação dentro da casa?", perguntou um seguidor. Morador da Rocinha (favela na Zona Sul do Rio de Janeiro), Danrley respondeu: "Eu entrei com o nome da favela, não queria sair de lá como o favelado que faz merda (sic). Já sofremos muito com estigmas e não queria ser a causa de mais um."

O ex-BBB deu o exemplo de que foi "julgado demais por algumas coisas que acredito serem bobas". "Vi gente fazendo coisas na casa que passaram batidas, mas que se fosse eu iam cair em cima", acrescentou.

Leia também:
Paula vence o BBB 19 com 61,09% dos votos e leva para casa prêmio de R$ 1,5 milhão
BBB 19: 'Preferimos ser amigos', diz Alan sobre relacionamento com Hana
Susana Vieira é criticada por votar em Paula, vencedora do BBB 19


Oitavo eliminado do BBB 19, o jovem deixou o reality com 61,21% dos votos em uma disputa com Paula e Carolina, duas das três finalistas. Outro internauta quis saber sobre o grupo da Gaiola, composto pelos amigos que Danrley fez dentro da casa. "Como é ver acontecer aqui fora vários dos planos que você fez com a Gaiola dentro da casa?", perguntou um seguidor.

"Eu já sabia que a gente cumpriria. Lá dentro já sabíamos que era algo muito verdadeiro, não teria como ficar separado aqui fora", respondeu Danrley. O jovem respondeu a outros questionamentos sobre o futuro, dizendo por exemplo que ainda não tem planos para ser modelo.

Veja também

Djamila vai ao Ministério Público questionar lucro do Twitter em ofensa a mulher negra
Racismo

Djamila vai ao Ministério Público questionar lucro do Twitter em ofensa a mulher negra

Brasil deve enviar pelo menos seis toneladas de mantimentos ao Líbano
Líbano

Brasil deve enviar pelo menos seis toneladas de mantimentos ao Líbano