Coronavírus

Em tempos de quarentena, confira oito filmes vencedores do Oscar na Netflix

A reportagem da Folha de Pernambuco separou uma lista de filmes vencedores do Oscar, principal circuito da sétima arte mundial, que estão disponíveis na Netflix, uma das plataformas de streaming mais populares do País

Moonlight, um dos títulos vencedores disponíveis no streamingMoonlight, um dos títulos vencedores disponíveis no streaming - Foto: Divulgação

Em meio à pandemia do novo coronavírus, salas de cinema, espetáculos e shows foram cancelados, como uma medida de proteção à população pernambucana. As opções culturais ficaram restritas e a única forma de acessá-las, de maneira segura, tem sido a televisão, streaming e serviços de assinatura. É nesta proposta que a reportagem da Folha de Pernambuco separou uma lista de filmes vencedores do Oscar, principal circuito da sétima arte mundial, que estão disponíveis na Netflix, uma das plataformas de streaming mais populares do País.

Moonlight, sob a luz do luar (2016)

 

Vencedor do Oscar de Melhor Filme, em 2017, o longa-metragem narra a vida de Charli, um jovem que tenta melhorar de vida enquanto descobre os desafios de ser um homem negro e gay de uma periferia estadunidense. Com direção de Barry Jenkins, Moonlight levou outros dois troféus na edição.



Birdman (2014)



Do diretor mexicano Iñarritu, a película conseguiu a estatueta principal, em 2015, e além de outros três prêmios na noite. O longa destrincha a história de Riggan Thomson, um ator de Hollywood famoso por interpretar um super-herói chamado Birdman e que caiu no ostracismo.



Roma (2018)



O diretor mexicano Alfonso Cuarón traz uma crônica familiar em meio a história turbulenta do país latino-americano nos anos 1970. A produção conseguiu três troféus da Academia, incluindo Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Diretor.



Divertidamente (2015)



A animação foca na vida de Riley, com 11 anos de idade, e tem alteração nas emoções após a mudança de cidade. Elas são causadas por uma confusão na sala de controle do seu cérebro, que deixa a Alegria e a Tristeza de fora, afetando a vida de Riley radicalmente. O longa venceu o prêmio de Melhor Animação na edição 2016.



La la Land (2016)



O musical é escrito e dirigido por Damien Chazelle. No elenco, estrelam Ryan Gosling e Emma Stone, interpretando um pianista de jazz e uma aspirante a atriz que se conhecem e se apaixonam em Los Angeles. Ao todo, foram seis estatuetas para o longa, incluindo o de Melhor Atriz.



Sociedade dos Poetas Mortos (1989)



Um professor, interpretado por Robin Williams, ensina os seus alunos a como aproveitar a vida e o aprendizado do que realmente importa. Considerado um clássico, o filme dirigido por Peter Weir ganhou quatro prêmios da Academia.



O Regresso (2015)



O primeiro Oscar do ator Leonardo Dicaprio veio após a interpretação de um caçador de pele dos anos 1820. Na história, ele luta para sobreviver em meio a um plano de vingança de um mercenário que o deixou à beira da morte. A produção foi indicado a 12 categorias, levando três na premiação.



Absorvendo o Tabu (2018)



 

O vencedor de Melhor Documentário de curta-metragem na edição de 2019 narra o estigma da menstruação na parte rural da Índia, onde mulheres produzem absorventes a baixo custo em busca de liberdade financeira e do corpo.


Leia também: 

Festival de Cannes adia edição de 2020 em meio à pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Polícia portuguesa faz buscas relacionadas ao desaparecimento de Madeleine McCann
mistério

Polícia portuguesa faz buscas relacionadas ao desaparecimento de Madeleine McCann

Luvas e máscaras da pandemia invadem os grandes rios europeus, alerta ONG
LIXO AMBIENTAL

Luvas e máscaras da pandemia invadem os grandes rios europeus, alerta ONG