Fãs chegam cedo ao Classic Hall para ver Sandy e Júnior de perto

Para passar o tempo na fila os fãs se ocupam com jogos de dominó e cantam músicas de toda discografia da dupla

Lucicleide Alvez, primeira a chegar ao Classic Hall na quinta (11) às 14:30. Lucicleide Alvez, primeira a chegar ao Classic Hall na quinta (11) às 14:30.  - Foto: Julya Caminha/ Folha de Pernambuco

A estreia da turnê Nossa História está programada para começar às 21h30, mas os fãs de Sandy e Júnior já estão na fila do show desde a tarde de ontem. A volta da dupla, que não se apresenta há 12 anos, é esperada por mais de 11 mil pessoas, que esgotaram os ingressos há 4 meses. E para aproveitar o show pertinho da dupla, teve até quem dormiu na fila.

A estudante Lucicleide Alves, 32, chegou na fila mais de 24 horas antes do começo do show. A fã, que é a primeira da fila, resolveu chegar às 14h30 da quinta-feira (11) para “aproveitar tudo de pertinho”. “É uma emoção muito forte e a ansiedade é grande”, disse Lucicleide, que é fã desde os 10 anos.

Leia também:
Cartazes são proibidos no show de Sandy e Junior no Recife
Universal lança box com obra completa de Sandy e Júnior após pedido de fãs da dupla


Para passar o tempo na fila os fãs se ocupam com jogos de dominó e cantam músicas de toda discografia da dupla. Dani Melo, 27, fala que o retorno aos palcos “desperta fortes sentimentos” em todos os fãs. “Só acreditei quando eles [Sandy e Júnior] anunciaram que voltariam”, disse a Designer, diz que acompanha a carreira dos irmãos desde criança. O nome da turnê (Nossa história) também significa muito para Dani: “Cada um tem sua história, mas também é uma história que é de todos os que estão aqui”.

Jeniffer Figueira, 30, foi uma das primeiras a chegar na fila. Segundo ela, as músicas da dupla fazem parte de todos os momentos da sua vida. “Só quem é fã sabe o quanto essa turnê significa para nós”, disse Jeniffer, que fez uma tatuagem com o símbolo da turnê. “Independente de como seja o show, a volta deles já é muito marcante”.

Teve também quem cruzasse o oceano atlântico para ver a estreia da turnê. Élcio Lima, 29, deu uma pausa nas atividades de recepcionista na Alemanha para ver mais um show da dupla. Para ele, que viu todas as apresentações de Sandy e Júnior em Recife, “a ficha ainda não caiu e só vai cair quando eles subirem no palco”.

Além dos fãs que esperam ansiosamente a abertura dos portões, os ambulantes também chegaram cedo para aproveitar a movimentação. João Paulo Tavares, 22, levou bonés, faixas, copos e chaveiros. Os produtos (não oficiais) com estampas que remetem à turnê custam a partir de R$10. “Espero vender tudo porque o show está bem falado, vem muita gente”, disse João Paulo.

Os portões do Classic Hall abrem às 19h30, mas a organização do show recomenda que o público chegue ao local com antecedência. O show de Olinda será o primeiro da turnê. Na sequência, a dupla deve seguir para se apresentar em Salvador (BA).

Veja também

Ludmilla é internada após uma de suas próteses de silicone apresentar problema
Música

Ludmilla é internada após uma de suas próteses de silicone apresentar problema

Karina Bacchi diz que ter posado nua é um dos maiores arrependimentos de sua vida
Celebridade

Karina Bacchi diz que ter posado nua é um dos maiores arrependimentos de sua vida