Morre Toni Morrison, primeira negra a ganhar o Prêmio Nobel, aos 88

Ela ficou conhecida por obras que descrevem os obstáculos políticos e sociais enfrentados pela comunidade negra ao longo da história americana

Escritora Toni MorrisonEscritora Toni Morrison - Foto: Francois Guillot / AFP

A escritora Toni Morrison, vencedora do Nobel de Literatura de 1993, morreu na noite de segunda-feira (5), aos 88 anos. Ela foi a primeira mulher negra a ganhar o prêmio.

A informação foi confirmada pela sua editora, em uma publicação no Twitter. "Sua narrativa e sua prosa hipnotizante deixaram uma inegável marca em nossa cultura", escreveu.

Nascida no estado de Ohio, ela ficou conhecida por obras que descrevem os obstáculos políticos e sociais enfrentados pela comunidade negra ao longo da história americana.

Leia também:
Escritora portuguesa (re)descobre o Nordeste e o Brasil por meio da literatura
Site de literatura Angústia Criadora completa oito anos
 

Em "O Olho Mais Azul", seu romance de estreia publicado em 1970 nos EUA, Morrison conta a história de uma moça negra que sonhava em ser loira e de olhos azuis como a atriz Shirley Temple.

Com sua ficção sobre as conflituosas relações de negros e brancos no país, ganhou o apelido de Pantera Negra, em analogia ao grupo que inseriu com força o debate das questões raciais na sociedade americana. Ela também escreveu livros como "Amada" e Canção de Salomão". 

Veja também

Após desfalcar The Voice Kids, Claudia Leitte volta como jurada em versão sênior do programa
disputa musical

Após desfalcar The Voice Kids, Claudia Leitte volta como jurada em versão sênior do programa

Com A Fazenda, Record fica à frente da Globo pela terceira vez em uma semana
televisão

Com A Fazenda, Record fica à frente da Globo pela terceira vez em uma semana