Quais foram as primeiras séries de TV?

No século XIX o que mais se aproximava do formato adotado pelas séries eram os chamados folhetins

"I Love Lucy"  foi o programa mais assistido da televisão americana"I Love Lucy" foi o programa mais assistido da televisão americana - Foto: Reprodução

A série “Friends” é, para a maioria das pessoas que amam maratonar seriados, um dos programas mais reprisados pelo público. Enquanto escrevo, neste momento, consigo lembrar pelo menos três amigas que não conseguem escolher uma nova produção para começar e acabam sempre voltando para um episódio do sitcom americano. Histórias como as de “La Casa de Papel”, “Stranger Things” e “Game Of Thrones” também se tornaram populares e acabaram caindo no gosto dos fãs. Mas quando isso começou?

Grandes produções estão sendo lançadas quase semanalmente pelas emissoras de TV fechada e pelos serviços de streaming, mas a cultura das séries começou lá atrás, discretamente, por volta do século XIX. Entre as décadas de 1920 e 1930, por exemplo, tinha-se o rádio como principal fonte de notícia e entretenimento. A TV, embora não totalmente formada e disseminada, começava a aparecer em processos experimentais e pouco aproveitáveis.

Leia também:
Sexta-feira 13: 'monstros reais' são retratados nas séries
Downton Abbey será adaptada para o cinema

Naquela época, o que mais se aproximava do formato adotado pelas séries de TV eram os folhetins. Neles eram publicadas pequenas parcelas de histórias, geralmente acabando com um “gostinho de quero mais” para que, no dia seguinte, as pessoas pudessem saber o que aconteceria com os personagens. Os capítulos eram vendidos diariamente, no impresso. Com a popularização do rádio, vieram as novelas radiofônicas e, mais tarde, a TV ganhou espaço para a dramaturgia.

O início das séries para a televisão

Há quem negue que “The Television Ghost” (1931-1933) foi uma das primeiras séries de TV americana, já que na época ela foi transmitida por uma estação de televisão que ainda era muito experimental. Pessoalmente, considero que ela foi uma das pioneiras. Ora, se a história era transmitida em vídeo – embora não haja registro deles – e separada por episódios, se encaixa na definição de ficção seriada. A proposta da trama, que também ia ao ar pela rádio, apresentava fantasmas de pessoas que haviam sido assassinadas narrando a própria morte.

Em 1946, com o sistema de televisão mais consolidado, surge a série britânicaPinwright's Progress”, dessa vez considerada um dos primeiros seriados, com 13 episódios contando a história de J Pinwright (James Hayter) gerenciando uma loja e superando a dificuldade colocada pelos seus inimigos.

Também merece destaque a série “I Love Lucy”, de 1951, por ser o sitcom que fez crescer a audiência da emissora CBS como nenhuma outra tinha feito até aquele ano. Com 194 episódios distribuídos em seis temporadas, a comédia ganhou cinco Emmys durante seu tempo de transmissão.



Séries Brasileiras

No Brasil, as séries de TV começaram a aparecer em 1952 com a adaptação da literatura de Monteiro Lobato, o “Sítio do Picapau Amarelo”, na TV Tupi. As histórias de Pedrinho, Narizinho e da boneca Emília fizeram tanto sucesso que renderam novas versões com o passar dos anos. Na TV Cultura, Mundo da Lua, outro marco infantil, chegou às telinhas entre 1991 e 1992, totalizando 52 episódios.



No mundo, séries como As aventuras de Rin tin tin (1954), A Feiticeira (1962), A Família Addams (1964), Star Trek (1966) e Família Dinossauro (1991) entraram para a história do universo dos seriados. E se você lembra de outra série antiga que não foi citada aqui, conta aqui nos comentários!

*Fernando começou a assistir a séries de TV e streaming em 2009 e nunca mais parou. Atualmente ele acompanha mais de 180 produções e já assistiu mais de 6 mil episódios. A série mais assistida - a favorita - é 'Grey's Anatomy', à qual ele reassiste com qualquer pessoa que esteja disposta a começar uma maratona. Facebook: Uma série de Coisas. Instagram: @umaseriedecoisas.

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Morre o escritor Antonio Bivar, aos 81, em São Paulo, com Covid-19
Luto

Morre o escritor Antonio Bivar, aos 81, em São Paulo, com Covid-19

Morre Martha Rocha, a primeira Miss Brasil
Luto

Morre Martha Rocha, a primeira Miss Brasil