Semana Santa sem encenações da 'Paixão de Cristo' por causa do coronavírus

Espetáculos tradicionais, como a 'Paixão de Cristo de Nova Jerusalém' precisaram ser remarcados para o segundo semestre

Hemerson Moura na pele de Jesus Cristo Hemerson Moura na pele de Jesus Cristo  - Foto: Gustavo Glória/Arquivo Folha de Pernambuco

Os espetáculos teatrais que encenam a “Paixão de Cristo” fazem parte da programação da Semana Santa em Pernambuco há muitos anos. Diante do avanço do novo coronavírus ao redor do mundo, essa tradição precisou ser repensada. Eventos com datas já confirmadas foram adiados ou cancelados, respeitando o isolamento social defendido por especialistas como principal forma mais eficaz de evitar a rápida disseminação da doença.

No caso da “Paixão de Cristo de Nova Jerusalém”, maior e mais famosa apresentação de Páscoa do Brasil, as sessões já foram remarcadas. Elas serão realizadas entre os dias 2 e 7 de setembro, na expectativa de que o feriado do Dia da Independência traga de volta os turistas que representam 40% do público. O elenco principal, que conta com o ator Caco Ciocler no papel de Jesus, além de Edson Celulari, Sergio Marone, Thaynara OG e Christine Fernandes, está confirmado. Em 53 anos de história, essa é a primeira vez que o maior espetáculo a céu aberto do mundo ocorrerá fora da Semana Santa.

Outras encenações conhecidas ainda não possuem novas datas acertadas, mas os produtores confirmam a sua realização. É o caso da “Paixão de Cristo de José Pimentel”, que leva o nome do ator e diretor que interpretou o papel de Jesus por mais de 40 anos e morreu em 2018. Lilian Pimentel, atual produtora da montagem, conta que quase tudo estava pronto para as apresentações, que ocorreriam de ontem até este domingo, em Olinda, na Praça do Carmo. “Estamos decidindo, junto com a prefeitura, se a mudança será para setembro ou a partir de 6 de agosto, que é feriado municipal, devido ao Dia de São Salvador do Mundo, padroeiro da cidade. A escolha vai depender de qual será o comportamento da pandemia daqui para frente”, revela.

Leia também:
Paixão de Cristo 2020 ganha nova data
Famosos confirmam participação na Paixão de Cristo em setembro


Lilian conta que o adiamento não causou nenhum grande prejuízo financeiro, uma vez que todos os patrocinadores se mostraram dispostos a continuar apoiando a produção. Também não houve baixa no elenco, que segue ensaiando por meio de videochamadas organizadas pelo diretor José Francisco Filho. Sobre a encenação não ocorrer na época típica, a produtora aposta na compreensão do público. “As pessoas já estão acostumadas a seguir um calendário cultural, mas eu creio que a história de Cristo cabe em qualquer época do ano. Talvez, a emoção seja ainda maior, por estarmos todos saindo de uma pandemia. Depois de passarmos por todo esse processo, ouvir a mensagem do filho de Deus, que é de amar ao próximo, é tudo o que precisamos”, pontua.

Bruno Garcia é a estrela de 'Jesus, a luz do mundo'

Bruno Garcia é a estrela de 'Jesus, a luz do mundo' - Crédito: Divulgação



A quarentena provocada pelo Covid-19 também pegou de surpresa os organizadores da “Paixão de Cristo: Jesus, a Luz do Mundo”, montada no Marco Zero, no Bairro do Recife. Embora ainda aguarde uma definição sobre a realização do espetáculo em 2020. “Estamos gravando uma nova trilha, fazendo algumas modificações, cada um na sua casa. Apenas relaxamos um pouco mais, já que temos mais tempo”, diz Paulo de Castro, um dos produtores da atração. O ator Bruno Garcia, que interpreta Jesus, assim como o restante do elenco, confirmou participação, caso as sessões sejam confirmadas.

As peças teatrais selecionadas pelo edital Pernambuco de Todas as Paixões, do Governo do Estado, foram todas adiadas para setembro. O projeto financia apresentações nas cidades do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, Camaragibe, Goiana, Caruaru, Limoeiro, Serra Talhada, Águas Belas, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista e Araripina. No município de Moreno, na Região Metropolitana do Recife, a “Paixão de Cristo do Moreno - Pelos Olhos das Marias” será na primeira quinzena de setembro, dentro das comemorações do aniversário da cidade. Já em Triunfo, no Sertão, a prefeitura preferiu cancelar o espetáculo.

Veja também

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista
Coronavírus

Classes mais altas têm maior potencial de contaminação em repique de casos, diz infectologista

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria
internacional

Protestos contra violência policial deixam 56 mortos e fecham escolas na Nigéria