‘Servant’: Suspense da AppleTV+ entrega mais perguntas que respostas

Série tem participação de Rupert Grint, o Rony de "Harry Potter"

"Servant" é a primeira série de suspense do streaming AppleTV+"Servant" é a primeira série de suspense do streaming AppleTV+ - Foto: Reprodução

Não é novidade que a Apple entrou na onda do streaming e lançou sua plataforma de conteúdo audiovisual em novembro do ano passado. Junto com o serviço, várias séries originais foram lançadas, incluindo a primeira do gênero de suspense psicológico, “Servant”, já disponível no catálogo. A coluna desta sexta-feira fala um pouco sobre ela, sem spoilers.

“Servant” é escrito por Tony Basgallop e dirigido pelo cineasta indiano M. Night Shyamalan, diretor de “A Visita” (2015) e “O Sexto Sentido” (1999). Seguindo o mesmo tom bizarro de seus filmes, Shyamalan desenvolve a série da Apple em torno de um trauma vivido pelo casal Dorothy e Sean Turner. Após o ocorrido, ambos contratam uma nova babá, Leanne, para seu filho recém-nascido. Os dias se passam e a rotina da casa se torna cada vez mais sombria e nada parece ser normal.

Os atores Lauren Ambrose (A Sete Palmos) e Toby Kebbell (Black Mirror) interpretam o casal principal, uma jornalista agitada e um chef de cozinha meticuloso. A babá tímida e desconfiada é vivida por Nell Tiger Free (Game Of Thrones). Há, ainda, Jerrika Hinton (Grey’s Anatomy) no papel de uma terapeuta e Rupert Grint, o eterno Rony da saga Harry Potter, como irmão da matriarca.

Leia também:
Mitos e verdades na nova adaptação de ‘Drácula’ da Netflix
Série ‘Spin Out’ apresenta bipolaridade em atletas de patinação artística

A construção do suspense psicológico que vemos em “Servant” é a espinha dorsal dessa história. A direção de Shyamalan se preocupa principalmente em criar uma atmosfera tensa e esquisita, sem fazer uso de violência, sangue ou sustos. Nesse sentido, a paranoia fabricada funciona nos primeiros episódios, deixando os telespectadores na dúvida sobre quem está causando os dissabores bizarros na casa, o casal desajustado ou a babá estranha.

Porém, a linha tênue entre um roteiro inteligente e um trabalho monótono é perigosa quando se opta pela idealização de mais perguntas e quase nenhuma resposta. Ao final dos episódios, as poucas conclusões são tiradas com base em suposições de pequenos acontecimentos, sustentados pela curiosidade do público de querer terminar a temporada, graças aos questionamentos e sensação de ameaça permanente durante a série que faz lembrar vagamente o desconforto de “O Bebê de Rosemary” (1968).

Para o público impaciente, a série pode desagradar um pouco, mas para os curiosos amantes de cinematografia, “Servant” é tecnicamente impecável e já está renovada para a segunda temporada. Assista ao trailer:



*Fernando começou a assistir a séries de TV e streaming em 2009 e nunca mais parou. Atualmente ele já maratonou mais de 300 produções, totalizando aproximadamente 7 mil episódios. A série mais assistida - a favorita - é 'Grey's Anatomy', à qual ele reassiste com qualquer pessoa que esteja disposta a começar uma maratona. Acesse o Portal, Podcast e redes sociais do Uma Série de Coisas neste link.

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas.

Veja também

Deborah Secco diz que transava dez vezes por dia com marido antes de ter filha
celebridades

Deborah Secco diz que transava dez vezes por dia com marido antes de ter filha

Arraiá da Musa, com Priscila Senna, será em novo horário
Roberta Jungmann

Arraiá da Musa, com Priscila Senna, será em novo horário