Bolsa brasileira volta a fechar às 17h a partir desta segunda

As Bolsas americanas operam sempre entre 10h30 e 17h (no horário de Brasília)

Bolsa de Valores de São PauloBolsa de Valores de São Paulo - Foto: Arquivo/ Rovena Rosa/Agência Brasil

A Bolsa brasileira volta a fechar no horário regular, às 17h, a partir desta segunda-feira (9), acompanhando o começo do horário de verão nos Estados Unidos.

Os americanos adiantaram os relógios em uma hora neste domingo (8) e, com isso, agora Nova York está apenas uma hora atrás no horário de Brasília. O horário de verão americano vai até novembro.

Leia também:
Bolsa de Valores atinge 1 milhão de investidores pessoa física
Bolsa de Valores abre em queda e dólar sobe para R$ 3,69


Com isso, a B3 terá negócios entre as 10h e as 17h. A mudança de horário também reabre o after market, que são negócios realizados entre 17h30 18h. Durante o verão brasileiro esse mercado fica suspenso.

As Bolsas americanas operam sempre entre 10h30 e 17h (no horário de Brasília).
Mercado brasileiro segue o americano, que entrou em horário de verão no domingo; abertura continua às 10h.

A alteração no pregão da Bolsa brasileira ocorre todos os anos e tem o objetivo de acompanhar o horário de funcionamento do mercado nos EUA. Cerca de metade do volume negociado no Ibovespa diariamente ainda é de investidores estrangeiros, em sua maioria americanos.

Isso se mantém apesar do forte fluxo de saída de recursos neste ano.

Como a Folha de S.Paulo mostrou na sexta-feira (6), até o dia 4 de março os estrangeiros retiraram o recorde de R$ 44,8 bilhões da B3. O volume superou o montante sacado em todo o ano passado.

A convergência de horários aumenta a liquidez de Bolsas menores, como a brasileira, dado que os mercados financeiros tendem a se mover em direções semelhantes.

As últimas semanas do mercado acionário foram marcadas por fortes quedas disseminadas pelo mundo, reflexo do temor de investidores por um possível impacto do coronavírus sobre a economia global.

Apenas na B3, o tombo foi de 5,9% na semana passada.

Quando a atividade econômica desacelera, companhias têm potencial de lucro reduzido, o que pressiona o valor das ações em Bolsa.

Veja também

Mega-Sena acumula e vai a R$ 40 milhões
Loteria

Mega-Sena acumula e vai a R$ 40 milhões

Câmara conclui apreciação de MP sobre reembolso de passagens aéreas
Consumidor

Câmara conclui apreciação de MP sobre reembolso de passagens aéreas