Bolsonaro deve levar pessoalmente texto da Previdência ao Congresso

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, a ideia é que, no início da tarde, ele entregue o texto nas mãos do presidente da Câmara, Rodrigo Maia

Jair BolsonaroJair Bolsonaro - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro deve ir na quarta-feira (20) ao Congresso levar pessoalmente o texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência.

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, a ideia é que, no início da tarde, ele entregue o texto nas mãos do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Bolsonaro ainda não definiu o formato do pronunciamento à nação que pretende fazer no mesmo dia. Inicialmente, ele havia sido convencido a fazer um discurso em cadeia nacional de rádio e televisão.

Agora, passou a considerar a possibilidade de fazer uma live nas redes sociais, formato que adotou durante toda a campanha eleitoral. Na semana passada, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, anunciou que a proposta vai prever idades mínimas para aposentadoria de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Leia também: 
Citi estima economia de R$ 500 bi com reforma da Previdência
Após proposta para Previdência, Ibovespa opera acima de 97 mil pontos

O requisito, no entanto, não será aplicado imediatamente. Há um período de transição para que a idade mínima alcance esse patamar. No caso dos homens, ele será de 10 anos e para mulheres será de 12 anos, o que torna a proposta mais dura do que a apresentada ex-presidente Michel Temer (MDB) e que sofreu ajustes na Câmara. A intenção do governo é ainda enviar um texto que aumenta o tempo de serviço mínimo exigido para militares de 30 para 35 anos.

Veja também

Onda de coronavírus em frigoríficos suspende exportações para China
Coronavírus

Onda de coronavírus em frigoríficos suspende exportações para China

Polícia Federal deflagra operação para investigar fraudes no INSS
INSS

PF deflagra operação para investigar fraudes no INSS