Brasil e China querem criar 'Netflix dos Brics'

Os novos canais utilizariam a tecnologia streaming, em que o telespectador escolhe o que vai assistir e quando

Brasil sedia pela terceira vez encontro do BricsBrasil sedia pela terceira vez encontro do Brics - Foto: Divulgação/Brics

Os governos brasileiro e chinês estão discutindo a criação de dois canais de filmes: um de produções feitas nos países dos Brics (Brasil, Índia, China e África do Sul) e outro apenas de vídeos brasileiros e chineses.

O assunto foi debatido entre o ministro da Cidadania, Osmar Terra, e autoridades chinesas durante as reuniões preparatórias para a visita do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que chega nesta quinta-feira (24) a Pequim.

Leia também:
'O Brasil não quebra mais', comemora ministro da Casa Civil após reforma da Previdência
Bolsonaro decide indicar Nestor Forster para embaixada nos Estados Unidos

Os novos canais utilizariam a tecnologia streaming, em que o telespectador escolhe o que vai assistir e quando. Segundo Terra, o objetivo é estimular co-produções de Brasil e China, atraindo capital chinês para o cinema brasileiro, além de abrir um mercado de 600 milhões de chineses que assistem vídeos sob demanda.

Questionado se a censura chinesa seria um problema, já que o país é comunista e controlado por um partido único, o ministro afirmou que não. "Os chineses vão decidir que projetos querem financiar e nossos produtores vão se submeter ou não. O que queremos é abrir esse mercado", afirmou.

Na opinião de Terra, o cinema brasileiro é muito "dependente" dos recursos do fundo setorial, que chegam a cerca de R$ 1,5 bilhão por ano.

O surgimento do canal dos Brics dificilmente será anunciado durante a visita de Bolsonaro a China. O mais provável é que o assunto continue sendo discutido em novembro no encontro de países do bloco em Brasília, para o qual está prevista a presença do presidente chinês Xi Jiping.

Veja também

Ministério cria Comitê Gestor de Proteção de Dados Pessoais
lei

Ministério cria Comitê Gestor de Proteção de Dados Pessoais

Dólar fecha em leve alta em dia de feriado nos EUA
BOLSA DE VALORES

Dólar fecha em leve alta em dia de feriado nos EUA