Caixa abrirá aos sábados para saque do FGTS

Os trabalhadores com contas ativas e inativas no fundo poderão retirar até R$ 500

Caixa Econômica FederalCaixa Econômica Federal - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal abrirá aos sábados para liberar os saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Também haverá dias em que o banco abrirá duas horas mais cedo.

Os trabalhadores com contas ativas e inativas no fundo poderão retirar até R$ 500, a partir de setembro, conforme calendário divulgado pelo banco nesta segunda-feira (5). O pagamento vai até 31 de março de 2020.

De acordo com a Caixa, não são todas as agências que estarão abertas. Além disso, há sábados específicos para atendimento. O cidadão poderá consultar a lista das que funcionarão aos sábados no site www.fgts.caixa.gov.br.

Leia também
Caixa e BB iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep em agosto
Baixa adesão faz Caixa prorrogar até dezembro renegociação de dívidas
Caixa reduz juros para pessoas físicas e empresas e vai lançar app para baixa renda

Pelo calendário do banco, em setembro, as agências funcionarão nos sábados 14 e 28. Em outubro, estarão abertas nos dias 19 e 26, em novembro será em 9 e 23 e, em dezembro, nos sábados 7 e 21.

Quem tem conta-poupança na Caixa recebe o dinheiro antes. O depósito é automático para quem abriu conta até o dia 24 de julho deste ano. Para os demais trabalhadores, os valores começarão a ser sacados somente em outubro. O trabalhador que tiver até R$ 100 por conta para retirar pode fazer o saque nas lotéricas, utilizando CPF e documento de identificação com foto.

Valores até R$ 500 por conta podem ser sacados nas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, utilizando documento de identificação e Cartão do Cidadão com senha. Também é possível sacar a grana nos caixas eletrônicos, com CPF e a senha Cidadão. Quem não tem o cartão pode fazer a solicitação na Caixa.

O banco também liberou o saque da grana das cotas do PIS. Ao todo, serão beneficiados mais de mais de 106 milhões de trabalhadores com a retirada dos recursos, que injetarão R$ 42 bilhões na economia até 2020.

Veja também

Ministro do STF propõe validar imposto sobre heranças transmitidas no exterior
impostos

Ministro do STF propõe validar imposto sobre heranças transmitidas no exterior

Economia repassa R$ 60 milhões para o Ministério do Meio Ambiente
governo

Economia repassa R$ 60 milhões para o Ministério do Meio Ambiente