Ceia natalina: trinta produtos estão mais caros

Trinta dos 34 produtos mais procurados pelo consumidor pernambucano subiram de preço em relação ao ano passado

Ceia de NatalCeia de Natal - Foto: Alfeu Tavares/Arquivo Folha

Os consumidores pernambucanos vão gastar mais com a ceia natalina este ano em relação a 2018. Pesquisa realizada pelo Procon de Pernambuco mostra que subiram de preço 30 dos 34 produtos mais procurados para a ceia. O campeão da inflação foi o pernil suíno com osso, que teve aumento de 73,43% - o o quilo passou de R$ 7,49 para R$ 12,99. Depois veio o chester, cujo preço subiu 42,92%..

Entre os 34 produtos mais procurados, nenhum manteve o preço do ano passado, mas quatro ficaram mais barato. O queijo provolone foi o que mais caiu de preço - em 2018, o quilo custava R$ 66,69 e, atualmente, sai por R$ 49,90, uma queda de 25,18%. Os outros produtos foram azeitona verde (-14,49%), queijo do reino (-5,35%) e frutas cristalizados (-2,11%).

Os fiscais do Procon-PE pesquisaram 67 produtos em 11 estabelecimentos distribuídos no Recife e Olinda, divididos nas seguintes categorias: queijos e salames; panetones; carnes e peixes; biscoitos, bolos e chocolates; frutas em caldas e secas e vinhos e espumantes. O item com maior diferença de preço entre um estabelecimento e outro foi o espumante, que pode ser encontrado por R$ 6,89 e também por R$ 34,50. Já o quilo do bacalhau foi encontrado por R$ 26,90 e R$ 50,99, uma diferença de 89,55%.

“Essa pesquisa é mais uma importante ferramenta que o Governo de Pernambuco coloca à disposição da população. A regra que segue ainda é a clássica: pesquisar muito antes de comprar”, afirmou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Veja também

PF apreende cigarros e celulares sem notas fiscais no Aeroporto do Recife
Flagrante

PF apreende cigarros e celulares sem notas fiscais no Aeroporto do Recife

Bandidos explodem caixa eletrônico em Tacaimbó, no Agreste
Crime

Bandidos explodem caixa eletrônico em Tacaimbó, no Agreste