CES 2020: Toyota apresenta projeto de cidade aos pés do Monte Fuji

Com carros autônomos e espaço para inovações, empresa japonesa mira o futuro

Cidade da Toyota, apresentada na CES 2020Cidade da Toyota, apresentada na CES 2020 - Foto: Toyota/Divulgação

A Toyota apresentou na última segunda-feira (6) planos de uma cidade futurística aos pés do Monte Fuji, no Japão. A novidade foi divulgada durante a Consumers Electronics Show 2020, maior feira de tecnologia do mundo, realizada em Las Vegas, Estados Unidos.

Com mais de 700 mil metros quadrados, a Woven City deve ser construída a partir de 2021, tendo um um ecossistema totalmente conectado, alimentado por células a combustível de hidrogênio.

Concebida como um "laboratório vivo", a Woven City servirá de lar para residentes e pesquisadores em tempo integral que poderão testar e desenvolver tecnologias como autonomia, robótica, mobilidade pessoal, casas inteligentes e inteligência artificial de maneira real.

"Construir uma cidade completa desde o início, mesmo em pequena escala como essa, é uma oportunidade única de desenvolver tecnologias futuras, incluindo um sistema operacional digital para a infraestrutura da cidade. Com pessoas, prédios e veículos todos conectados, eles estarão se comunicando por meio de dados e sensores. Poderemos testar a tecnologia de IA conectada tanto no mundo virtual quanto no físico maximizando seu potencial ", disse o presidente da Toyota Motor Corporation, Akio Toyoda.

A Toyota fará um convite aberto para colaborar com outros parceiros comerciais e acadêmicos e convidará cientistas e pesquisadores interessados ​​de todo o mundo a trabalhar em seus próprios projetos nesta incubadora única do mundo real.

Para o projeto de Woven City, a Toyota contratou o arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, diretor executivo do Bjarke Ingels Group (BIG). Sua equipe na BIG criou muitos projetos de destaque: do World Trade Center 2, em Nova York e da Lego House na Dinamarca, até a sede do Google em Mountain View e Londres.

"Um enxame de diferentes tecnologias está começando a mudar radicalmente a maneira como habitamos e navegamos em nossas cidades. Soluções de mobilidade conectadas, autônomas, livres de emissões e compartilhadas estão fadadas a criar um mundo de oportunidades para novas formas de vida urbana. Com a amplitude das tecnologias e indústrias com as quais pudemos acessar e colaborar com o ecossistema de empresas da Toyota, acreditamos ter uma oportunidade única de explorar novas formas de urbanidade com a Woven City, que poderiam abrir novos caminhos para outras cidades explorarem”, explicou o Fundador e Diretor de Criação da BIG, Bjarke Ingels.

Design da cidade

O plano diretor da cidade inclui as designações para uso na rua em três tipos: somente para veículos mais rápidos, para uma mistura de velocidade mais baixa, mobilidade pessoal e pedestres, e para um passeio parecido com um parque apenas para pedestres.

Esses três tipos de ruas se entrelaçam para formar um padrão de grade orgânica para ajudar a acelerar os testes de autonomia.

A cidade está planejada para ser totalmente sustentável, com edifícios feitos principalmente de madeira para minimizar a pegada de carbono, usando marcenaria japonesa tradicional, combinada com métodos de produção robótica.

Os telhados serão cobertos por painéis fotovoltaicos para gerar energia solar, além da energia gerada por células a combustível de hidrogênio. A Toyota planeja tecer ao ar livre por toda a cidade, com vegetação nativa e hidroponia.

As residências serão equipadas com as mais recentes tecnologias de suporte humano, como a robótica doméstica, para ajudar na vida diária. As residências usarão a IA baseada em sensor para verificar a saúde dos ocupantes, cuidar das necessidades básicas e melhorar a vida cotidiana, criando uma oportunidade de implantar tecnologia conectada com integridade e confiança, de forma segura e positiva.

Leia também:
CES 2020: Sony surpreende e apresenta carro elétrico
CES 2020: Samsung apresenta teclado invisível
CES 2020: confira os principais lançamentos da Acer

Veículos e mobilidade

Para deslocar os moradores pela cidade, apenas veículos totalmente autônomos e com emissão zero serão permitidos nas principais vias. Em toda a cidade de Woven, Toyota e-Palettes autônomas serão usadas para transporte e entregas, bem como para o varejo móvel mutável.

Os parques do bairro e um grande parque central para recreação, bem como uma praça central para reuniões sociais, são projetados para reunir a comunidade. A Toyota acredita que incentivar a conexão humana será um aspecto igualmente importante dessa experiência.

A Toyota planeja preencher Woven City com funcionários da Toyota Motor Corporation e suas famílias, casais aposentados, varejistas, cientistas visitantes e parceiros do setor. O plano é que 2000 pessoas comecem, adicionando mais à medida que o projeto evolui.

Veja também

Indústria pernambucana se recupera na pandemia
Indústrias

Indústria pernambucana se recupera na pandemia

Banco do Nordeste terá linha de crédito voltada para serviços de saúde
Crédito

Banco do Nordeste terá linha de crédito voltada para serviços de saúde