Em PE, empresas de telefonia e telecomunicação lideram denúncias no Procon

Ranking das reclamações geradas no primeiro semestre deste ano foi divulgado nesta quarta-feira (9)

CelularCelular - Foto: Agência Brasil

Apesar de a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) ser a campeã de queixas no Procon estadual, empresas de telefonia e telecomunicação figuram entre as dez que mais geraram reclamações de consumidores no primeiro semestre de 2017. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (9) pelo órgão, vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH). Veja abaixo a lista completa.

Nos seis primeiros meses do ano, o Procon-PE abriu 10.401 reclamações, 137 a menos que o mesmo período de 2016. A Celpe gerou 452 notificações em todo o estado. A maioria das reivindicações é referente às cobranças indevidas e ou abusivas, além da ineficiência do Sistema de Atendimento ao Cliente (SAC) da empresa. O consumidor diz que são insuficientes as informações repassadas pelo canal. Ainda no ranking do Procon, a Motorola Connect (332) aparece em segundo lugar, a Telemar- Oi Fixo (303) em terceiro, a Oi Móvel (268) em quarto e a Samsung (139) em décimo.

Em nota, a Celpe disse que o ranking divulgado pelo Procon Pernambuco tem como referência números absolutos, sem considerar a quantidade de clientes atendidos por cada empresa e a procedência das reclamações. A companhia destacou que as 452 queixas registradas pelo órgão representam 0,00012% do universo de mais de 3,6 milhões de consumidores. Por fim, informou que mantém um canal de comunicação aberto com o órgão para dirimir dúvidas e solucionar os casos relatados pelos consumidores.

Fiscalização
A equipe de fiscalização do órgão de defesa do consumidor realizou 1.298 ocorrências no primeiro semestre deste ano. Deste número, 216 foram autos de constatação, que apresentaram algum tipo de irregularidade; 12 autos de apreensões, na sua maioria produtos vencidos; 137 notificações, reclamações que chegam ao órgão através do consumidor ou Ministério Público de Pernambuco, oito pesquisas de preços e 233 autos de infração.

Em 692 fiscalizações, não se encontrou nenhum tipo de irregularidade, o que o Procon-PE atribui às ações educativas realizadas pelo órgão, que conta com 52 unidades espalhadas em todo o Estado.

Veja o ranking de reclamações (Janeiro a Junho de 2017)
1º Celpe - 452
2º Motorola Connect - 332
3º Telemar- Oi Fixo - 303
4º OI Móvel - 268
5º Compesa- 244
6º Caixa Econômica Federal 209
7º Banco Itaucard 202
8º TIM Nordeste 189
9º Banco Bradesco 156
9º Cardif do Brasil 156
10º Samsung - 139

Veja também

Beneficiário do Bolsa Família pode contestar auxílio até 30 de novembro
bolsa família

Beneficiário do Bolsa Família pode contestar auxílio até 30 de novembro

Ações do Carrefour caem mais de 5% após assassinato de homem negro
Beto Freitas

Ações do Carrefour caem mais de 5%