Então é Natal

Em um mundo cada dia mais digital, as relações pessoais e verdadeiras tornam-se ainda mais importantes em nossa vida diária.

Internet Internet  - Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Então é Natal...

Em um mundo cada dia mais digital, as relações pessoais e verdadeiras tornam-se ainda mais importantes em nossa vida diária.

Com tantas dificuldades e incertezas, precisamos fortalecer nossa “musculatura emocional” para enfrentar os desafios e extremismos que temos pela frente.

Da mesma forma, as empresas e os gurus do futuro precisam parar de justificar as demissões usando como desculpa a automação e a Inteligência Artificial.

Ora, o componente social existe e é indivisível do empreendedor e do empreendedorismo. Antes de demitir, desenvolva um projeto para capacitar, orientar, baseado nas profissões e qualificações do futuro que tantos ouvimos por aí. E não apenas um PPA, Plano de Preparação para a Aposentadoria.

A Diplomacia Econômica, tema desta coluna há mais de dois anos, já abrange o conceito social nas relações comerciais entre dois países, regiões/blocos. Essa visão e conceito é muito diferente da tradicional forma de ver o Comex – Comércio Exterior que vislumbra apenas as relações comerciais sem se preocupar com a sustentabilidade e o impacto social.

Tabela


Precisamos falar não apenas de diversidade, mas também de inclusão. Os dois conceitos se complementam.

Em diversos eventos, ainda vejo apresentações sobre “cases” de diversidade e inclusão, destacando que “uma área física adaptada” para deficientes não é um diferencial, mas, sim, uma obrigação.

O termo “chato” do ano, campeão de audiência, foi o tal ”mindset”. Cansei de ouvir que precisamos mudar o nosso “mindset” para o mundo 4.0. Vejam que o Brasil tem 230 milhões de smartphones em uso. Entre smartphones, computadores, notebooks e tablets, cada brasileiro tem dois dispositivos, em média. (Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).

A maioria dos internautas brasileiros segue influenciadores digitais, diz Ibope. Portanto, pergunto: Quem tem que mudar o “mindset”? As empresas que, em sua maioria, são menos digitais que os seus funcionários ou o inverso?

“Se pensarmos na faixa etária de 55 ou mais, 1 a cada 4 já segue algum influenciador digital. E desses, mais da metade afirma já ter comprado algum produto ou serviço baseado na indicação de 1 influenciador digital”, afirma o diretor do Ibope.

Vamos contemplar o horizonte com mais leveza e evitar a histeria que alguns adoram espalhar, com ações e não discursos alarmistas, com lideranças efetivas e reais e não messiânicas.

Olho para 2020 com esperanças renovadas.

Um Feliz Natal e um próspero Ano Novo.

 

Veja também

Uruguai assume presidência do Mercosul em plena pandemia
Mercosul

Uruguai assume presidência do Mercosul em plena pandemia

Produção industrial avança 7% após tombo na pandemia
Indústria

Produção industrial avança 7% após tombo na pandemia