Fernando de Noronha se prepara para voos noturnos

Obras de iluminação do aeroporto serão tocadas pelo Estado com repasse de R$ 4,6 milhões do Governo Federal

Fernando de Noronha Fernando de Noronha  - Foto: Reprodução

As operações de voos noturnos para Fernando de Noronha estão próximas de acontecer. O Governo de Pernambuco publicou o edital de licitação para contratar a empresa que vai executar as obras de iluminação necessárias para a liberação da pista à noite. Com investimento de R$ 4,6 milhões, a expectativa da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra-PE) é que até o fim do ano o Aeroporto Governador Carlos Wilson já esteja preparado para as demandas noturnas, que serão apenas de operações emergenciais.

De acordo com a Seinfra-PE, serão realizados os serviços de iluminação da pista de pouso e dos morros que contornam o aeroporto. “Em dois meses, a licitação deve ser concluída, ou seja, já estará selecionada a empresa que executará os serviços. Depois, serão cerca de seis meses para concluir as obras. Desses seis meses, três serão para a logística de levar os materiais necessários para realizar as intervenções”, explicou a secretária de Infraestrutura, Fernandha Batista.

Leia também:
Noronha conscientiza população sobre decreto que restringe uso de plástico
Mais de 700 golfinhos-rotadores já foram fotoidentificados em Noronha


O trabalho de intervenção vai implantar um Sistema de Luzes de Aproximação Simples (SLAS) e do Sistema de Luzes de Obstáculos (SLO), alimentados por energia solar e tecnologia em LED. Com isso, o terminal será liberado para receber voos noturnos de operações de salve aéreo, ou seja, emergências que ocorrem no arquipélago. Não há incremento de voos turísticos.

O repasse dos recursos de R$ 4,6 milhões para realização dos serviços será feito pelo Governo Federal. “Apresentamos o projeto à Secretaria Nacional de Aviação Civil e foi feito um convênio com eles”, informou a secretária.

Petrolina

As empresas e consórcios interessados em estudar os 22 aeroportos brasileiros que entrarão na próxima rodada de concessões do Governo Federal, que inclui o Aeroporto de Petrolina, entregaram a documentação para a Secretaria de Aviação Civil (SAC). Segundo o Ministério da Infraestrutura, dez empresas manifestaram interesse em realizar os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental. Agora, a SAC está avaliando os documentos para selecionar as empresas que serão habilitadas a estudar os terminais. Não há data de divulgação dos selecionados.

Com formato em bloco, o Aeroporto de Petrolina será concedido junto com os terminais de Goiânia (GO), Palmas (TO), Teresina (PI), São Luís e Imperatriz, no Maranhão. A expectativa é que o leilão ocorra no próximo ano.

Veja também

Onda de coronavírus em frigoríficos suspende exportações para China
Coronavírus

Onda de coronavírus em frigoríficos suspende exportações para China

Polícia Federal deflagra operação para investigar fraudes no INSS
INSS

PF deflagra operação para investigar fraudes no INSS