Google lança no Brasil aplicativo único para sistemas de pagamentos

Para usar a ferramenta, o usuário deve salvar seus cartões de crédito ou débito na sua conta Google

GoogleGoogle - Foto: Josh Edelson/AFP

O Google anunciou nesta terça-feira (20) a chegada do Google Pay ao Brasil, aplicativo que unifica os serviços do Pagar com Google (Google Wallet), voltado para compras on-line, e do Android Pay, de pagamento por aproximação em lojas físicas.

Para usar a ferramenta, o usuário deve salvar seus cartões de crédito ou débito na sua conta Google. O aplicativo não compartilha, porém, o número de cartão real na hora de efetuar o pagamento. Ao cadastrar o cartão, ele usa um número virtual criptografado e diferente do original do plástico.

O Google Pay registra ainda dados sobre compras recentes, indica lojas próximas ao usuário e conta com informações sobre programas de fidelidade e vales-presente.

Leia também:
Google lança ferramenta de emprego
Aplicativo promete agilizar atendimento em hospitais


O Google anunciou também uma nova categoria que terá acesso a seus serviços de pagamento: correntistas do Bradesco que possuem cartão de crédito Visa. Demais instituições habilitadas podem ser consultadas no site do Google Pay.

A corrida das empresas de tecnologia pelo setor de pagamentos brasileiro tem se acirrado. O Google lançou o Android Pay em novembro do ano passado. Na sexta-feira (16), a Apple trouxe ao Brasil o Apple Pay, seu sistema de pagamento por aproximação, com quatro anos de atraso em relação aos Estados Unidos. Cinco dias após o anúncio da Apple, a Samsung, pioneira em pagamentos por aproximação no país, informou que o Samsung Pay passou a ser compatível também com cartões-alimentação, refeição e cultura.

Como funcionam os principais aplicativos
1)
O consumidor deve ter seus cartões -de crédito e débito e vales, como alimentação e cultura- cadastrados no aplicativo
2) O pagamento é feito ao aproximar o smartphone da máquina de cartão
3) Os celulares devem ter tecnologia NFC; a Samsung tem também a MST, que emula um cartão magnético e permite o uso em todas as máquinas

Apple Pay
Quando chega:
neste ano
Bancos cadastrados: Itaú Unibanco, por enquanto
Com que funciona: com iPhone e Apple Watch
Como a compra é confirmada: por autenticação pelo sensor biométrico do celular ou relógio inteligente

Android Pay
Quando chegou:
em novembro de 2017
Bancos cadastrados: BB, Caixa, Bradesco e Banco Neon, além dos cartões Visa e Porto Seguro
Como funciona: em smartphones com aplicativo Android Pay e sistema operacional KitKat 4.4 ou superior
Como a compra é confirmada: com o desbloqueio do celular

Samsung Pay
Quando chegou: em julho de 2016
Bancos cadastrados: Bradesco, BB, Caixa, Banrisul, Santander, Neon, Banco Inter, Brasil Pré-Pagos e Porto Seguro além das bandeiras Visa, MasterCard
Como funciona: com os aparelhos Samsung compatíveis com o serviço
Como a compra é confirmada: com o desbloqueio do celular, autenticação pelo sensor biométrico, scanner de íris ou senha

Veja também

Brasil retoma da produção de urânio na Bahia
Urânio

Brasil retoma da produção de urânio na Bahia

Facebook vai pagar por notícias no Reino Unido
Negócios

Facebook vai pagar por notícias no Reino Unido