RenovaBio pode ser votado no Senado na próxima terça-feira (12)

Projeto estabelece uma Política Nacional de Biocombustíveis

Senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB)Senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) - Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O Projeto de Lei que cria a Política Nacional de Biocombustíveis - RenovaBio deve ser votado no começo da próxima semana no Senado. Se for aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), o relator do texto, o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) pretende colocar o projeto em votação no mesmo na próxima terça-feira (12). A intenção seria permitir a sanção do texto pelo presidente Michel Temer ainda este ano.

“Esta é uma política de Estado que reconhece o papel estratégico de todos os tipos de biocombustíveis na matriz energética brasileira, tanto para a segurança energética dos consumidores quanto para a redução de emissões de gases causadores do efeito estufa. O Renovabio também dará a melhor direção ao Brasil no processo de transição para tecnologias futuras, a exemplo do carro elétrico”, analisou o senador em material divulgado pela sua Assessoria de Imprensa.

Leia também:
Câmara dos Deputados aprova o RenovaBio
RenovaBio é incentivo aos biocombustíveis e à sustentabilidade, diz Petrobras


A aprovação do programa que incentiva a produção de biocombustíveis no Brasil é aguardada por setores produtivos, com o sucroalcooleiro, desde o ano passado. Na última terça-feira, representantes dos produtores de biocombustíveis, entre eles o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha, além de representantes do Sindaçúcar Alagoas, da União da Indústria de Cana de Açúcar (Única) e do Sindicato da Indústria do Açúcar no Estado de Minas Gerais (Siamig), se reuniram com Bezerra Coelho para pedir celeridade na tramitação do projeto no Senado.

O RenovaBio traz dispositivos que estimulam a redução de emissões de gás carbônico, remunerando melhor a produção de combustíveis mais limpos. Especialistas avaliam que o programa é um passo importante para que o Brasil conquiste suas metas de descarbonização, assumidas no Acordo do Clima de Paris.

Veja também

Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
combustível

Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras

Sindicatos acatam decisão do TST e greve dos Correios chega ao fim
Correios

Sindicatos acatam decisão do TST e greve dos Correios chega ao fim