Adriano diz que volta ao Flamengo só depende da diretoria

Em entrevista a canal no Youtube, Imperador se declarou ao time rubro-negro, onde foi criado e virou ídolo

Adriano em entrevista ao canal Papo de EstiloAdriano em entrevista ao canal Papo de Estilo - Foto: Reprodução/Youtube

Adriano não esconde que voltaria ao Flamengo. Depois de fazer gol no retorno ao Maracanã, no Jogo das Estrelas, o atacante mantém a simplicidade que sempre foi sua característica e nutre o sonho de vestir novamente a camisa rubro-negra.

Leia também:
Adriano diz que quer voltar ao futebol em 2018
'Ele era um animal', diz Ibra sobre Adriano Imperador


"Eu faço uma preparação. Até para ter ritmo em janeiro, jogo uma pelada com os amigos. Vamos ver, só depende agora da diretoria e do presidente (do Flamengo). Não tem como explicar, a nação rubro-negra é emocionante. Não tem como explicar, eles sabem da minha trajetória no Flamengo, sabem o carinho que realmente tenho pelo Flamengo", disse Adriano.

A entrevista foi feita pela estilista Adriana Rosa e publicada no canal Papo de Estilo, no YouTube. Durante a conversa, o Imperador voltou a dizer que se incomoda quando vê inverdades a seu respeito na mídia, mas afirmou que o assédio dos fãs não é um problema. "É até bom, me dá autoestima", divertiu-se. Ele também revelou com quais nomes do futebol mantém amizade.

"Contato eu não tenho mais porque vivo trocando de telefone, mas tem vários. Tem Ronaldo, Ronaldinho, Emerson, Beto, Djair, Djalma, Edmundo, tem vários. Eu sou meio que o xodózinho deles, me chamam de Didico. Ainda mais aqui no Rio, a gente tem essa proximidade. Lá fora é mais complicado", explicou.

Com uma básica camiseta cinza, o ídolo flamenguista foi bastante questionado sobre suas preferências de moda e estilo. Foi essa a deixa para que Adriano destacasse sua maneira tranquila de levar a vida. "O Adriano é uma pessoa normal, todo mundo sabe da minha simplicidade, sabe como sou, gosto de me divertir e de fazer tudo o que uma pessoa faz hoje", comentou, referindo-se a si mesmo na terceira pessoa.

"Eu sei que tem coisas que não posso fazer porque nego fica no pé, mas tento me sentir bem. Que seja eu, não gosto de fugir muito do ego Adriano. Adoro estar com a minha família, meus amigos. Antigamente gostava muito mais de sair de casa, hoje já prefiro ficar e ter mais privacidade, ficar mais protegido. O Adriano, hoje, é uma pessoa normal como todo mundo. Gosta de andar descalço, sem camisa, não dou muita bola para essas coisas", descreveu.

Veja também

No retorno aos ringues, Tyson empata com Roy Jones Jr.
Boxe

No retorno aos ringues, Tyson empata com Roy Jones Jr.

Com arbitragem polêmica, Náutico perde para o Juventude e se afunda no Z4
Série B

Com arbitragem polêmica, Náutico perde para o Juventude e se afunda no Z4