Atleta russo é pego no doping em PyeongChang

Russos competem nos Jogos Olímpicos sob bandeira neutra em razão da suspensão da federação russa por doping

Delegação russa compete sob bandeira neutraDelegação russa compete sob bandeira neutra - Foto: AFP

Um atleta russo que participa dos Jogos Olímpicos de PyeongChang está envolvido em um caso de doping por Meldonium, um produto que figura na lista de substâncias proibidas, segundo fonte da AFP próxima ao caso.

Um total de 168 atletas russos competem nos Jogos Olímpicos, mas sob bandeira neutra, em razão da suspensão do Comitê Olímpico russo por envolvimento no esquema de doping institucional no país durante os Jogos de Sochi-2014.

A amostra A do atleta revelou a presença de Meldonium, segundo uma fonte próxima ao caso. A amostra B deverá ser analisada "segunda-feira às 13h00" locais de PyeongChang (01h00 de Brasília).

O Meldonium é um produto que figura na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada) e estava na orgiem da suspensão da tenista russa Maria Sharapova, em 2016.

Contactado pela AFP, a Corte Arbitral do Esporte (CAS), que está sediada temporariamente em PyeongChang durante os Jogos e é a entidade responsável por determinar as suspensões dos atletas, afirmou que não estava ciente "de nenhum caso novo até domingo à noite", segundo um porta-voz.

Após a descoberta de um sistema de doping institucional na Rússia, o Comitê Olímpico Internacional suspendeu o Comitê Olímpico Russo em 5 de dezembro.

Devido a esta suspensão, somente 168 atletas russos foram "convidados" a participar dos Jogos de PyeongChang.

O patinador de velocidade japonês Kei Saito se tornou o primeiro caso de doping oficial nos Jogos sul-coreanos.

Kei Saito foi pego por uso de Acetazolamida, um diurético mascarante, explicou o CAS, informando que o atleta aceitou ser "provisoriamente suspenso" e deixasr a Vila Olímpica.

Veja também

Fernando de Noronha confirma mais seis casos de Covid-19
Coronavírus

Fernando de Noronha confirma mais seis casos de Covid-19

Carro-bomba mata 30 membros das forças de segurança afegãs
Atentado

Carro-bomba mata 30 membros das forças de segurança afegãs