Atletas querem renegociar salários direto com clubes, diz Sindicato

Jogadores que atuam em Pernambuco não aceitaram a segunda proposta da Comissão Nacional dos Clubes, que tinha como objetivo reduzir o vencimento dos profissionais em 25%

RamonRamon - Foto: Anderson Stevens/Arquivo Folha de Pernambuco

Pela segunda vez, a Comissão Nacional de Clubes teve as propostas de redução salarial e reorganização de férias negadas pelo Sindicato dos Atletas de Pernambuco. De acordo com o presidente da entidade, Ramon Ramons, os jogadores que atuam no futebol local não aceitaram a sugestão de diminuição salarial de 25%. Antes, eles já haviam se posicionado contra a indicação de um decréscimo ainda maior nos vencimentos (50%). Os profissionais querem negociar seu contratos diretamente com seus respectivos clubes. Os campeonatos estaduais, regionais, nacionais e internacionais estão parados por conta da pandemia do novo coronavírus.

"Os atletas não querem resolver tudo de uma forma geral, mas sim com cada clube. Repassamos isso para a Fenapaf (Federação Nacional de Atletas Profissionais) e estamos aguardando o que eles vão decidir. O Sindicato está do lado dos jogadores e queremos que tudo se resolva da melhor forma", afirmou Ramon. A entidade ouviu atletas de Sport, Santa Cruz e Náutico sobre o assunto.

A Comissão Nacional de Clubes sugeriu em sua segunda proposta conceder férias de 20 dias aos atletas, entre 1º e 20 de abril. Os dias restantes de descanso seriam dados no final do ano, entre o Natal e o começo de 2021. A remuneção seria reduzida em 25%, levando em consideração o artigo 503 da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho), que cita possibilidade da mudança contratual em "casos extremos e de força maior".

Por meio de uma rede social, o presidente da Fenapaf, Felipe Augusto, comentou o assunto. "Sobre a proposta apresentada pela Comissão Nacional de Clubes da sequência do cumprimento das obrigações contratuais durante o período da paralisação, informamos que a posição colhida dos sindicatos de classe e da grande maioria dos atletas, e remetidas à esta Federação, foi enviada oficialmente ao representante da Comissão, Mário Bittencourt. Reiteramos que o momento é de união de todos, pois juntos iremos ganhar este campeonato da saúde e da vida, nosso bem maior", publicou.

Na nova proposta da Fenapaf, os atletas pedem 30 dias de férias (entre 1 e 30 de abril), com pagamento integral do período e o terço constitucional até o dia 4 de maio, além de uma licença remunerada de dias 10 entre Natal e Ano Novo.

Leia também:
Sindicato dos atletas de PE tentará paralisação do Estadual
Sindicato dos atletas de PE rejeita proposta de redução nos salários

Veja também

Justiça vê fraude após Corinthians comprar atacante em situação irregular
Irregularidade

Justiça vê fraude após Corinthians comprar atacante em situação irregular

Wagninho ressalta confiança da comissão em atletas da base
Futebol

Wagninho ressalta confiança da comissão em atletas da base