Dal Pozzo aguarda Wilian e Matheus para jogo contra o Sampaio

Dupla não treinou nesta sexta (9), mas não está descartado para o próximo jogo pela Série C 2019

Dal Pozzo, técnico do NáuticoDal Pozzo, técnico do Náutico - Foto: Léo Lemos/Náutico

Escalar a equipe do Náutico que enfrenta o Sampaio Corrêa, segunda (12), nos Aflitos, pela 16ª rodada do Grupo A da Série C 2019, será um trabalho parecido com o de montar um quebra-cabeça. Ao todo, o time tem dois desfalques confirmados e duas dúvidas para o jogo que pode assegurar matematicamente à classificação dos alvirrubros para as quartas de final da competição – dependendo, claro, do tropeço de outros clubes do G4.

Os primeiros problemas começaram no início da semana. Os atacantes Paulinho e Thiago sofreram lesões na coxa e ficarão fora do confronto. Jhonnatan e Álvaro treinaram nas vagas dos contundidos. Depois, a preocupação ficou por conta das situações clínicas do meia-atacante Matheus Carvalho e do lateral-esquerdo Wilian Simões. O primeiro teve um incômodo na panturrilha, enquanto o segundo está com dores no tornozelo.

"Eles não treinam hoje por precaução, mas temos uma expectativa muito boa de poder contar com esses dois atletas", apontou o técnico Gilmar Dal Pozzo. Caso Wilian seja vetado, Erick Daltro será o substituto. Na frente, o treinador terá as opções de Jefferson Nem, Neto ou até mesmo Wallace Pernambucano.

Leia também:
Náutico lança terceiro uniforme inspirado na Croácia
Náutico tem bom desempenho contra times do G4

O Náutico é segundo colocado do Grupo A, com 24 pontos, enquanto o Sampaio Corrêa lidera a chave, com 30. Os maranhenses já garantiram vaga no mata-mata, enquanto o Timbu pode assegurar isso nesta rodada. Para tanto, porém, precisam torcer pelo tropeço de outros times que também tentam chegar ao G4.

A combinação ideal já pode começar no sábado (10). O Globo (8º, com 16 pontos) precisa derrotar o Botafogo (4º, com 21). Depois, é a vez de o ABC (9º, com 14) vencer o Imperatriz (5º, com 21). No domingo, a torcida é pelas derrotas de Ferroviário (4º, com 23) e Santa Cruz (7º, com 21), para Treze, lanterna da chave, com 12 pontos, e Confiança (3º, com 24), respectivamente.

Com esse cenário, somado ao triunfo do Náutico, o G4 terá o Sampaio Corrêa ainda no topo, com 30. O Timbu seria o segundo, com 27, seguido por Confiança, com a mesma pontuação, e o Ferroviário, em quarto, com 23. Imperatriz (5º), Botafogo (6º) e Santa Cruz (7º) estariam logo abaixo, todos com 21.

“O Náutico precisa vencer o jogo, tendo bom desempenho. A equipe está preparando bem, sabendo da importância do jogo, independente da colocação do adversário. Estando em primeiro ou último, nós precisamos da vitória", afirmou. "Estamos resgatando o orgulho do torcedor. Não 100%, mas posso afirmar que, quando cheguei aqui, havia mais desconfiança do que agora. Antes iam três, quatro mil torcedores aos jogos. Nos últimos dois jogos foram quase dez mil”, citou o técnico.

Veja também

Santa tem responsabilidade de manter desempenho equilibrado dentro e fora de casa
FUTEBOL

Santa tem responsabilidade de manter desempenho equilibrado dentro e fora de casa

Santa Cruz estende o contrato de três jogadores até o fim da Série C
Futebol

Santa Cruz estende o contrato de três jogadores até o fim da Série C