Dal Pozzo comemora empate diante do Paysandu

Treinador destacou apenas que o Náutico poderia ter encaixado melhor o contra-ataque para sair vencedor do Mangueirão

Gilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico Gilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico  - Foto: Léo Lemos/Náutico

Na visão do técnico do Náutico, Gilmar Dal Pozzo, o empate da equipe em 0x0 com o Paysandu, neste último domingo (1°), no Mangueirão, pelo jogo de ida das quartas de final da Série C 2019, foi positivo para os pernambucanos. O treinador elogiou o empenho do time no Pará, lamentando apenas a falta de precisão nos contragolpes.

"Nos 20 minutos iniciais, nós controlamos o jogo, com quatro escanteios. A partida toda teve 10 finalizações de cada lado, sendo que eles tiveram duas situações claras de gol, com a vila na trave do Vinícius e outra com Nicolas que terminou em uma boa defesa de Jefferson. Aqueles 15 minutos do segundo tempo, o Paysandu foi melhor, mas o Náutico soube se defender", afirmou. "Não conseguimos encaixar o contra-ataque porque o Paysandu fez uma pressão alta, tirando o bom passe de Josa e Jimenez. Mesmo assim, eu acho que foi um bom resultado", completou.

Mesmo contente com o resultado, o treinador manteve os discurso pés no chão para o jogo da volta, no próximo domingo (8), nos Aflitos. Um novo empate leva a decisão para as penalidades. Quem vencer comemora o acesso à Série B.

"Está em aberto. Paysandu tem uma bela equipe. Sabe jogar fora de casa. Eles fazem uma marcação forte e têm jogadores de qualidade e velocidade. Temos que jogar de forma inteligente para não proporcionar o contra-ataque", apontou.

Leia também:
Náutico já tem 6.500 ingressos vendidos para decisão
[Vídeo] Assista melhores momentos de Paysandu 0x0 Náutico

Veja também

Náutico contrata volante Antonio Bustamante
Futebol

Náutico contrata volante Antonio Bustamante

Na Arena, Sport perde para o Flu e amarga quinta derrota seguida
Brasileiro sub-20

Na Arena, Sport perde para o Flu e amarga quinta derrota seguida