Defesa de Guerrero traça estratégia para absolvição total

Peruano teve pena reduzida, mas defensores recorrerão à Corte Arbitral dos Esportes para isentar o jogador

Paolo Guerrero, atacante peruano do FlamengoPaolo Guerrero, atacante peruano do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza/Divulgação

O Flamengo terminou o ano de 2017 com a situação do atacante Paolo Guerrero ainda pendente. Inicialmente punido por um ano por pelo uso de benzoilecgonina, um metabólito comum à cocaína e folha de coca, o camisa 9 teve sua pena reduzida para seis meses, o que garante sua presença na Copa do Mundo.

Mas a absolvição total do jogador, um dos mais importantes do elenco do time da Gávea, ainda é tratada como possível pelos advogados do peruano, que traçarão a estratégia definitiva nos primeiros dias de 2018.

De posse da fundamentação da decisão do Comitê de Apelação da Fifa, o estafe de Guerrero traçará a linha de defesa para a audiência decisiva na Corte Arbitral dos Esportes (CAS, na sigla em inglês), instância na qual tentarão isentar o jogador de punição.
Este capítulo final deverá ocorrer ainda em janeiro e, em caso de sucesso, o Rubro-negro poderá utilizar o seu astro imediatamente. Caso a decisão seja mantida, ele só estaria apto a jogar em maio. Com o Mundial muito próximo, o centroavante, cujo contrato termina em agosto, muito pouco poderia ajudar seu clube, que teria de ir ao mercado encontrar um substituto.

"A fundamentação é a decisão em si. Antes nos anteciparam apenas o resultado, mas agora nos entregarão as razões da decisão. Estamos muito confiantes numa absolvição total de Guerrero", disse Bichara Neto, um dos responsáveis pela defesa do jogador.

A estratégia que resultou na redução da pena do atacante Guerrero contou com um elemento inusitado. Suspenso por um ano pelo uso de benzoilecgonina, um metabólito comum à cocaína e folha de coca, o jogador do Flamengo teve o "auxílio" de três múmias encontradas nas Cordilheiras dos Andes em 1999.

"Isso ajudou a compor os argumentos da defesa. Por si só não seria decisivo, mas somado às outras provas foi valioso", completou Bichara. Guerrero soma 108 jogos e 42 gols pelo clube. Com a camisa do Flamengo, o atacante levantou o Campeonato Carioca de 2017.

Veja também

Satisfeito, Hélio dos Anjos afirma que 'busca por competitividade' provocou mudanças
Náutico

Satisfeito, Hélio dos Anjos afirma que 'busca por competitividade' provocou mudanças

São Paulo tem gol anulado 2 vezes, empata com Ceará e perde chance de ser líder
Futebol

São Paulo tem gol anulado 2 vezes, empata com Ceará e perde chance de ser líder