Dívida e nova realidade do Sport: Bivar explica nova cota

Presidente Milton Bivar revelou que o Sport receberá apenas R$ 6 milhões pela Série B. Dívida de adiantamento segue em aberto

Novo presidente do Sport, Milton BivarNovo presidente do Sport, Milton Bivar - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Parece interminável a faxina que o atual presidente do Sport, Milton Bivar, vem tentando fazer no clube. Herdeiro de uma herança problemática da gestão antiga, o atual mandatário vai ter que disputar o Brasileirão da Série B com os mesmos R$ 6 milhões que os demais, quando a expectativa era que ele ganhasse R$ 8 milhões + cota de pay per view, que praticamente dobraria esse valor, segundo previsão.

Além disso, caso consiga o acesso para a Série A do ano que vem, de cara o Sport terá abatido do valor a receber, que girava em torno de R$ 50 milhões anuais (cota fixa de R$ 35 milhões + pay per view), uma dívida de R$ 18 milhões com a Rede Globo, pelo adiantamento de cota concedida às gestões anteriores.

Em conversa por telefone com a Folha de Pernambuco, o presidente Milton Bivar, que esteve no Rio de Janeiro nesta semana para negociar diretamente, explicou a situação sobre a cota a ser paga pela participação da Série B deste ano. “O contrato de Série A foi firmado com a Globo. Com a Série B, nosso acordo é diretamente com a CBF. O Sport tem essa dívida de R$ 18 milhões com a Globo por adiantamento de cotas. O que nos foi colocado na mesa era optar por seguir os moldes do que temos com a Globo, que foi um contrato fechado em 2016 e vai até 2024, quando ainda éramos Série A, e usar o que tínhamos a receber para abater essa dívida, que sobraria nada no final das contas para gente, ou aceitar receber os R$ 6 milhões no acordo com a CBF e empurrar essa dívida com a Globo para depois, quando nos subirmos de divisão, por exemplo. Optamos pelo acordo da CBF e vamos recebermos igual aos outros clubes”, revelou Milton.

Para o presidente, só haveria condições de quitar essa dívida de adiantamento com a Globo caso o Sport ainda estivesse disputando a Série A, quando recebia cerca de R$ 50 milhões pelos direitos de transmissão por ano. “Não faz sentido eu assumir uma dívida como se ainda recebêssemos como Série A quando estamos na Série B. Imagina eu receber R$ 16 milhões, como estão falando que seria o total, e ter que pagar R$ 18 milhões. Ou seja, eu não receberia nada neste ano e ainda continuaria devendo”, explicou Milton.

Leia também:
Sander é vetado no Sport e Lazaroni ganha chance de ouro
Sport faz promoção para mulher e na cerveja para decisão
No aguardo da justiça, Sport estuda dois adversários para mata-mata
Com 100%, Guto tem o melhor começo no Sport desde 2014

Pelo contrato da CBF com os clubes da Série B, a Rede Globo tem o direito de transmitir todos os jogos dos 20 clubes. “Tenho certeza que o Sport terá o maior número de jogos transmitidos, mas aceitamos o que estava ao nosso alcance atualmente”, finalizou Bivar.

Com todos esses problemas financeiros, o Sport não deve fazer grandes contratações para a disputa da Série B. O foco agora é conseguir manter em dia os salários dos jogadores do atual grupo.

Veja também

Com hepta de Amandinha, Brasil domina premiação do futsal mundial
Futsal

Com hepta de Amandinha, Brasil domina premiação do futsal mundial

CBF confirma datas e horários das finais da Série D do Brasileiro
Futebol

CBF confirma datas e horários das finais da Série D do Brasileiro