Em 2019, Santiago sediará 1ª final da Libertadores em jogo único

A Conmebol confirmou também que a decisão da Copa Sul-americana do mesmo ano será disputada em jogo único, em Lima (Peru)

Grêmio é o atual campeão da LibertadoresGrêmio é o atual campeão da Libertadores - Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A final da Libertadores de 2019 vai ser disputada pela primeira vez em jogo único, em Santiago, segundo anúncio da Conmebol nesta terça-feira.

É a primeira vez que a decisão vai ser realizada sem jogos de ida e volta, desde que o torneio foi criado em 1960. A confederação confirmou também que a decisão da Copa Sul-americana do mesmo ano será disputada em jogo único, em Lima.

Deste modo, a Conmebol adotou o mesmo critério utilizado pela Liga dos Campeões e Liga Europa.

O Conselho da Conmebol "tomou duas decisões históricas: Santiago (Chile) vai sediar a final única da Conmebol Libertadores 2019, e a disputa da final da Copa Sul-americana 2019 também será um jogo único, em Lima (Peru)", indicou a entidade do futebol sul-americano em comunicado.

Leia também:
Folha em Campo debate Libertadores e clubes no Nacional
Conmebol confirma VAR a partir das quartas da Libertadores
Para argentinos, Coronel Nunes traiu a Conmebol
Conmebol anuncia final da Libertadores com jogo único

Até a atual edição das duas competições, o campeão se consagra em jogos de ida e volta. Se for necessário, com prorrogação e pênaltis no segundo confronto.

"Estas decisões obedecem o objetivo estratégico de potencializar o desenvolvimento esportivo do futebol sul-americano mediante maiores recursos, mais investimento e melhores standards em todo nível", disse o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

O dirigente considerou que essa resolução adotada será uma "grande oportunidade para a América do sul dar um grande salto em infraestrutura esportiva, organização de eventos, controles de segurança, comodidade e atenção nos estádios, além da promoção regional e mundial de nossos torneios, clubes e jogadores".

Santiago, Lima e Montevidéu foram as três cidades postulantes para sediar a final no ano que vem, mas a capital uruguaia desistiu da candidatura.

O presidente da Federação de Futebol do Chile, Arturo Salah, ressaltou "a história que une o Estádio Nacional com o torneio e por essa capacidade organizativa que queremos seguir demonstrando para receber os vistantes do continente como sabemos".

A escolha foi realizada após missões de inspeção durante mais de dois dias, incluindo estádios, aeroportos, campos de treinamento, hotéis, zonas de fãs e outros espaços.

Veja também

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'
Manifestação

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'

Champions League abre nova década com favoritismo espanhol no passado
Futebol

Champions League abre nova década com favoritismo espanhol no passado