Etiene Medeiros conquista prata nos 50m costas

A pernambucana buscava o bicampeonato da prova no Mundial de Natação, dessa vez disputado em Gwangju

Etiene Medeiros festeja no pódioEtiene Medeiros festeja no pódio - Foto: OLI SCARFF / AFP

Etiene Medeiros conquistou a prata nos 50m costas, no Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju. A pernambucana buscava o bicampeonato da prova e o perdeu por apenas 11 centésimos. A medalha de ouro ficou com a norte-americana Olivia Smoliga.

A brasileira largou muito bem e parecia que ganharia a prova, mas Olivia se recuperou e conseguiu bater o recorde de seu país, com o tempo de 27s33. Etiene ficou em segundo e fez 27s44.

Kathleen Baker, que tinha feito o melhor tempo da semifinal, era a principal concorrente da pernambucana, mas a norte-americana ficou apenas com o sexto melhor tempo e não subirá no pódio.

Ainda na manhã desta quinta-feira (25), os brasileiros Marcelo Chierighini, 28, e Breno Correia, 20, ficaram em quinto e oitavo, respectivamente, na prova dos 100 m livre. Eles fizeram os tempos de 47s93 e 48s90. O ouro ficou com o norte-americano Caeleb Dressel, (46s96), a prata com o australiano Kyle Chalmers (47s08) e o bronze com o russo Vladislav Grinev (47s82).

Leia também:
Etiene, Chierighini e Breno se classificam para a final
Em boa fase, Etiene Medeiros festeja 11 anos de seleção
Troféu Brasil: Etiene vence 100m costas e destaca retomada


Essa foi a sexta medalha do Brasil neste mundial, a segunda de prata. Na última quarta-feira (24), os brasileiros Felipe Lima, 34, e João Gomes, 33, conquistaram prata e o bronze, respectivamente, nos 50 m peito ao fazerem os tempos de 26s66 e 26s69. Na última segunda-feira (22), o veterano Nicholas Santos, de 39 anos, ficou com o bronze nos 50 m borboleta ao terminar a prova em 22s80.

Na maratona aquática, o país também faturou dois ouros com Ana Marcela Cunha, 27, nas provas dos 5 km e dos 25 km. Ela é a maior medalhista em mundiais na história das provas em águas abertas

Veja também

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos
Náutico

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time
Liga dos Campeões

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time