Faro de gols garante a Pipico melhor fase da carreira

Jogador tem sido peça-chave para a boa fase do Santa Cruz, que manteve a invencibilidade na nova era Milton Mendes contra o Náutico, no Arruda

Pipico comemora gol contra o Confiança/SEPipico comemora gol contra o Confiança/SE - Foto: Paullo Allmeida/FolhaPE

São 14 gols em 25 partida. Artilheiro é a palavra que define bem o momento vivido pelo atacante Pipico no Santa Cruz. Tendo já passado por clubes como Vasco/RJ e Bahia, sem sombra de dúvidas o camisa 9 vive, no Arruda, a melhor fase de sua carreira. A alcunha de "matador", intitulada pela torcida Coral, ganhou dimensão e hoje repercute Brasil afora. O objetivo do centroavante é chegar a uma média de 20 a 30 gols na temporada. Número difícil de alcançar? Talvez não para um jogador que está sempre de prontidão para dar o bote na hora certa. Entre tantos outros jogos, o Clássico das Emoções do último sábado foi mais um exemplo disso, quando o goleador aproveitou o recuo de bola mal executado pelo zagueiro alvirrubro Fernando Lombardi e marcou o único gol da partida, aos 18 minutos do segundo tempo. O bom momento não se limita às quatro linhas. O técnico Milton Mendes já garantiu que Pipico é importante também fora dos gramados.

Contudo, diante do Náutico, o atacante levou cartão amarelo por reclamação e está fora do jogo contra o Treze/PB, na abertura do returno do Campeonato Brasileiro da Série C, nesta quinta-feira, em Campina Grande. Após declarar amor à torcida Tricolor, de um jeito ou de outro, a ausência de Pipico será sentida no próximo jogo. Por isso, apesar de contar com jogadores com características diversas no elenco, Milton Mendes deve ter certa dificuldade para decidir quem entra no lugar do camisa 9.

"Pipico não é só um atleta dentro de campo, mas também um líder fora dele", disse o técnico ressaltando a importância do jogador para a equipe. "Temos até quinta para decidirmos. Temos jogadores com características boas." O comandante Coral colocou Guilherme Queiroz, Elias Carioca e Warley, que fez bom jogo contra o Náutico, como opções. Milton não descartou Augusto, que ainda não foi utilizado pelo técnico desde que ele assumiu o comando da equipe. Ao mesmo tempo em que deu indicativos para a substituição de Pipico para o jogo de quinta, o treinador foi cauteloso e garantiu que a estratégia primeiro é observar como funciona a equipe do Treze/PB e depois escolher quem entra em campo.

No momento, o Santa Cruz ocupa a segunda posição no Grupo A, com 16 pontos. A vice-liderança, no entanto, pode não durar muito tempo, já que o Sampaio Corrêa/MA joga nesta segunda (24), contra o Imperatriz/MA, fora de casa, e, se vencer, a Cobra Coral retorna à terceira posição.

Leia também:
Dal Pozzo diz que Santa mereceu vitória no clássico
Pipico aproveita falha do Náutico e dá vitória ao Santa

Veja também

Patric analisa reencontro com Atlético/MG e diz que é "tempo de sacrifício" no Leão
Futebol

Patric analisa reencontro com Atlético/MG e diz que é "tempo de sacrifício" no Leão

Experiente, Kieza assume missão de "blindar" elenco do Náutico
Futebol

Experiente, Kieza assume missão de "blindar" elenco do Náutico