Itamar Schülle prevê evolução do time e aponta lacunas do elenco

Treinador elogiou preparação do Tricolor, mas lamentou falta de peças perto do começo da temporada

Itamar Schulle, técnico do Santa CruzItamar Schulle, técnico do Santa Cruz - Foto: Leo Malafaia/Folha de Pernambuco

O amistoso desta noite contra o Campinense foi a última oportunidade do técnico Itamar Schülle para observar e realizar testes antes da estreia no Campeonato Pernambucano, contra o Petrolina, no próximo sábado. Em coletiva após o duelo, o comandante tricolor avaliou positivamente as experiências durante a preparação, mas apontou as lacunas que o elenco possui no início da temporada.

“Jogos-treino e amistosos são sempre válidos para que a gente faça as avaliações necessárias. São parâmetros. Temos algumas dificuldades, onde temos que improvisar. Em algumas posições, temos só um atleta. Vamos ter que iniciar a competição dessa forma”, declarou. Para Schülle, o atacante de beirada é uma posição que precisa ser reforçada. “Se você tem um, vai precisar tirar para manter o ritmo de jogo, já acaba mudando a características. Precisamos de mais do que uma contratação para esse setor. Um meia também. São necessidades que temos”, completou.

Leia também:

Em amistoso morno, Santa Cruz fica no empate diante do Campinense

Epopeia do Santa na Copinha ganha novo capítulo 

Apesar das dificuldades para encontrar brechas, o setor defensivo encurtou espaços e não permitiu chegadas do Campinense. Ainda assim, o treinador acredita que há espaço para evoluir. “Mostraram bastante segurança, deram poucas oportunidades ao adversário. Mas temos coisas para melhorar, uma evolução mais rápida. Isso também se treina, mas não posso mudar característica de atleta”, ressaltou.

O nível de competitividade também agradou o treinador, que crê encontrar nível similar ao longo do Pernambucano. “O Campinense fez outros amistosos, é uma equipe que está em evolução. Vamos enfrentar equipes no Pernambucano com essa disposição, com esse estilo de jogo. Temos que crescer, melhorar. Isso está bem claro para mim e minha comissão técnica".

Questionado sobre Didira - que tem retorno previsto para a próxima segunda-feira -Schülle não deu certeza sobre a volta, mas espera contar com ele para o jogo contra o Bahia, pela Copa do Nordeste, no dia 25. “Estava muito feliz com a vinda dele. O Santa Cruz ficou triste com a saída. Se ele retornar, vai se preparar. O problema é que se ele voltar na segunda-feira, não posso contar com ele contra o Bahia. O trabalho tem que ser conjunto para tê-lo em condições”, disse.

Veja também

Dal Pozzo elogia espírito da equipe e projeta evolução
Futebol

Dal Pozzo elogia espírito da equipe e projeta evolução

Náutico fica no 0x0 com o Operário/PR
Futebol

Náutico fica no 0x0 com o Operário/PR