Justiça dos EUA descarta acusar Cristiano Ronaldo de estupro

Segundo promotoria, provas são insuficientes para abrir acusação contra o jogador

Cristiano Ronaldo, jogador da JuventusCristiano Ronaldo, jogador da Juventus - Foto: MARCO BERTORELLO / AFP

O craque português Cristiano Ronaldo não vai responder a acusações por uma denúncia de estupro na cidade americana de Las Vegas, informou nesta segunda-feira (22) a promotoria em um comunicado.

"Baseado na revisão da informação apresentada, as alegações de abuso sexual contra Cristiano Ronaldo não podem ser provadas para além de qualquer dúvida razoável", destacou o texto.

Kathryn Mayorga, hoje com 35 anos, assegurou que o cinco vezes ganhador da Bola de Ouro a forçou a fazer sexo anal em 13 de junho de 2009 em seu quarto de um hotel de Las Vegas, apesar de ela ter rejeitado as investidas dele e de proteger os genitais com as mãos.

O atacante da Juventus de Turim e ex-do Real Madrid sempre negou estas acusações.

A Polícia de Las Vegas chegou a pedir às autoridades italianas um exame de DNA do jogador. 

Leia também: 

Acusado de estupro, Cristiano Ronaldo promete fazer exame de DNA 

 Cristiano Ronaldo nega estupro e acusa 'espetáculo midiático'

Americana acusa Cristiano Ronaldo de estupro em 2009, diz revista 

Veja também

Álvaro celebra retorno nos gramados e diz que Náutico ainda mira o acesso
Futebol

Álvaro celebra retorno nos gramados e diz que Náutico ainda mira o acesso

Mais caro, Fifa 21 muda pouco em relação à edição passada do game
Esports

Mais caro, Fifa 21 muda pouco em relação à edição passada do game