Liderança e G4: metas de Náutico e Santa na reta final da 1ª fase

Timbu está de olho na liderança do Grupo A, enquanto o Santa Cruz busca uma das vagas no G4 para chegar ao mata-mata da Série C

Clássico das Emoções pela Copa do BrasilClássico das Emoções pela Copa do Brasil - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Com 30 pontos, o Náutico chega à rodada final do Grupo A da Série C com a vantagem assegurada de decidir o segundo jogo das quartas de finais em casa. Com chances de terminar na liderança da chave. O Santa Cruz, com 25, ainda precisará definir seu futuro em um duelo local ante outro time do estado. Cenário que explica a edição 2019 do torneio, mas que também relembra como estavam tricolores e alvirrubros na partida derradeira da primeira fase em 2018. Um ano se passou, contudo, as equipes vivem situação praticamente idêntica. No próximo fim de semana, nos Aflitos, os pernambucanos se encontrarão. Confira o que pode acontecer de melhor (ou de pior) na reta decisiva da temporada.

Segundo colocado do Grupo A, o Náutico pode terminar em primeiro se vencer o clássico, somado ao empate ou derrota do líder Sampaio Corrêa, com 31 pontos, para o Imperatriz/MA, no Castelão. Se empatar o jogo diante do Santa Cruz, o topo da chave só será do Timbu se a Bolívia Querida for derrotada. As equipes teriam a mesma pontuação, mas os alvirrubros levariam vantagem no saldo de gols.

Em caso de derrota, o Náutico não terminará a liderança, mas também não terá seu segundo lugar ameaçado. Isso porque os demais times que brigam por uma vaga no G4, casos de Imperatriz/MA, Confiança, Santa Cruz, Ferroviário e Botafogo/PB, não alcançarão a pontuação do Timbu. Em 2018, a equipe vermelha e branca terminou a primeira fase com 31 pontos, ficando com a primeira colocação.

Na quinta posição, o Santa Cruz não depende apenas de si para ocupar uma das vagas do G4. Um dos grandes problemas é o número de vitórias. O time tem seis, enquanto Imperatriz (3º), Confiança (4º) e Ferroviário (6º) possuem sete. Uma derrota tira o Tricolor do páreo. Se estivesse empatado com os demais clubes na quantidade de triunfos, a Cobra Coral poderia passar até mesmo com uma derrota.

Leia também:
[Vídeo]Assista aos melhores momentos de Botafogo 0x1 Náutico
Pipico desfalcará Santa no Clássico das Emoções


O Santa Cruz teria que perder por um placar mínimo e torcer pelos tropeços de Ferroviário/CE, Botafogo/PB e Imperatriz/MA. Os cearenses encaram o Confiança, os paraibanos jogam perante o Treze e os maranhenses duelam com o Sampaio Corrêa. Nesse cenário, vale dizer que o Cavalo de Aço precisaria ser derrotado por sete tentos de diferença. O Tricolor ficaria em quarto por conta do saldo de gols.

Voltemos à realidade. Há dois caminhos para a classificação coral. Primeiro e mais complicado: um empate no Clássico das Emoções. Se isso acontecer, será preciso torcer por um empate ou derrota do Botafogo/PB e um revés do Imperatriz/MA. No confronto entre Confiança e Ferroviário, o resultado não alteraria a vida do Santa Cruz, que de todas as formas ficaria na quarta colocação.

Vencendo o Náutico, o Santa Cruz pode se classificar dependendo apenas de uma combinação entre duas possibilidades. A primeira seria um empate ou derrota do Confiança. Se os sergipanos vencerem, o secador se voltará para um empate ou derrota do Imperatriz. Com um dos dois casos ocorrendo, o Tricolor fica em quarto. Se ganhar e tiver toda a rodada ao seu favor, a Cobra Coral pula para terceiro.

Por não depender apenas de si, o Santa Cruz corre o risco de ficar fora do G4 mesmo vencendo o Náutico. Isso aconteceria se Imperatriz e Confiança ganhassem seus respectivos jogos - novamente o critério de vitórias seria o calo dos pernambucanos. Em 2018, com os mesmos 25 pontos na ocasião, o Tricolor cravou sua classificação ao vencer o Salgueiro, no Arruda, encerrando a fase com 28.

Veja também

Santa Cruz estende o contrato de três jogadores até o fim da Série C
Futebol

Santa Cruz estende o contrato de três jogadores até o fim da Série C

Martelotte e dois jogadores do Santa Cruz testam positivo para a Covid-19
Futebol

Martelotte e dois jogadores do Santa Cruz testam positivo para a Covid-19