Lutador ex-UFC é atropelado e morre após briga em Belém

Atleta se envolveu em uma confusão com um motorista de aplicativo na capital paraense, no último domingo

Rodrigo chegou a participar de dois eventos do UFC Rodrigo chegou a participar de dois eventos do UFC  - Foto: Reprodução/Instagram

O professor de jiu-jitsu e lutador de MMA Rodrigo Guaiana Lima, conhecido como Rodrigo "Monstro", morreu ontem (21) à noite após se envolver em uma briga com um motorista de aplicativo em Belém (Pará). A vítima foi atropelada por volta das 21 horas (de Brasília) e não resistiu aos ferimentos.

O caso aconteceu na avenida Júlio César, que fica na região de Val-de-Cans. Rodrigo estava com mais quatro pessoas no carro quando teve início uma discussão. De acordo com relatos de uma testemunha, o motorista teria se irritado com o tom de voz de um dos passageiros e pediu silêncio. O lutador desaprovou a reação e desferiu socos no suspeito.

Os passageiros desceram do carro e foram em direção a um posto de gasolina. Nesse momento, o motorista acelerou o veículo e atropelou o professor de jiu-jitsu, que morreu na hora. Segundo o delegado da Polícia Civil de Belém, Eduardo Rollo, o suspeito já foi identificado, mas ainda não há uma ordem de prisão.

Rodrigo "Monstro" tinha 28 anos e teve um histórico de nove vitórias e três derrotas como lutador profissional. Ele chegou a participar de dois eventos do UFC entre 2014 e 2015, mas perdeu os dois combates. A última vitória aconteceu em junho de 2018, no Shooto Brasil. Ele era irmão do também lutador do UFC Michel Trator.

Veja também

Última foto pública de Maradona causou polêmica entre médico e familiares
Luto

Última foto pública de Maradona causou polêmica entre médico e familiares

Enterro de Maradona será nesta quinta em cemitério da periferia de Buenos Aires
Luto

Enterro de Maradona será nesta quinta em cemitério da periferia de Buenos Aires