Matemática alimenta sonhos de Náutico e Santa

Enquanto Timbu pode selar classificação contra Botafogo/PB, Tricolor encara cálculo difícil na Série C, mas mantém esperança

Santa e Náutico no Clássico das EmoçõesSanta e Náutico no Clássico das Emoções - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

Classificado para as quartas de final ou mais um ano na Série C. No meio desses dois destinos, 180 minutos. Metade deles envolvendo um Clássico das Emoções. Esse é o cenário de Náutico e Santa Cruz faltando duas rodadas para o término da primeira fase. Segundo o site "Chances de Gol", o Timbu tem 88,6% de possibilidades de passar de fase, enquanto o Tricolor está com 11,8%. Diante deste cenário, a Folha de Pernambuco analisou o que cada clube precisa fazer para seguir vivo em busca do acesso à Série B.

Segundo colocado do Grupo A, com 27 pontos, o Náutico precisa apenas de um empate no próximo jogo, contra o Botafogo/PB, no Almeidão, para se classificar ao mata-mata. Caso consiga, a equipe chegará aos 28, podendo permanecer na vice-liderança ou cair uma posição, se o Confiança (3º) vencer o Treze (9º), no Batistão.

A vaga estará garantida porque o Belo, hoje em quinto, estacionaria nos 25 pontos e não teria como passar o Timbu na rodada final mesmo se vencer seu confronto posterior, somado ao tropeço do concorrente no clássico contra o Santa Cruz - os alvirrubros levariam vantagem no critério do número de vitórias. Na pior das hipóteses, os comandados do técnico Gilmar Dal Pozzo encerrariam a participação na quarta colocação.

Leia também:
Novo mascote do Náutico vira meme nas redes sociais
Náutico não terá Jiménez para jogo contra o Botafogo/PB

Caso perca para o Botafogo, o Náutico não sairá do G4, podendo cair somente para quarta. Mas a situação ficaria delicada se os demais concorrentes vencerem seus confrontos. Casos de Confiança (3º), Imperatriz (4º) e Santa Cruz (6º). Para não depender de outros clubes, o Timbu teria que vencer o Santa, nos Aflitos, para não passar mais uma temporada longe da Série B. Se não superar o Tricolor, a classificação só viria com o tropeço dos demais times que brigam no pelotão de cima.

No caso do Santa Cruz, a matemática não é tão simples. Primeiro, o clube não tem possibilidade de se classificar já na próxima rodada. Sétimo colocado, com 22 pontos, o time encara o Globo/RN, no Arruda, para seguir com chances de entrar no G4. O melhor cenário para o Tricolor no fim de semana seria um triunfo, além das derrotas de Confiança (3º) para o Treze (8º) e Botafogo/PB (6º) para o vice-líder Náutico. Tudo isso somado ao empate entre Imperatriz/MA (4º) e Ferroviário (6º), que fazem confronto direto no Frei Epifânio.

Com essas combinações, o Santa chegaria ao jogo final ocupando a quinta posição, com o mesmo número de pontos de Confiança, que cairia para quarto, e Imperatriz, que subiria para terceiro. O Tricolor ainda não poderia depender apenas de si para se classificar. Além de vencer o Náutico, o clube teria que secar maranhenses ou os sergipanos. Se a dupla também ganhar, a Cobra Coral cai fora do páreo por ficar com uma vitória a menos. Caso o Clássico das Emoções termine empatado, o secador seria ainda maior. Os pernambucanos precisariam contar não somente com os tropeços do Cavalo de Aço e do Dragão, como também por um empate ou derrota do Botafogo/PB no duelo local ante o Treze, no Amigão.

Veja também

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'
Manifestação

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'

Champions League abre nova década com favoritismo espanhol no passado
Futebol

Champions League abre nova década com favoritismo espanhol no passado