Mercedes fornecerá esta semana os primeiros respiradores ao NHS

Aparelho foi desenvolvido e homologado em duas semanas, com a ajuda do University College de Londres, dentro da operação "Project Pitlane"

No centro técnico da Mercedes em Brixworth (centro da Inglaterra), a equipe consegue produzir mil aparelhos por diaNo centro técnico da Mercedes em Brixworth (centro da Inglaterra), a equipe consegue produzir mil aparelhos por dia - Foto: JAMES TYE / UNIVERSITY COLLEGE LONDON (UCL) /

A Mercedes anunciou, nesta terça-feira (7), que durante esta semana entregará os primeiros aparelhos respiradores ao Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido, como parte da luta contra a pandemia do novo coronavírus.

O aparelho foi desenvolvido e homologado em duas semanas, com a ajuda do University College de Londres (UCL), dentro da operação "Project Pitlane", no qual também colaboram outras escuderias da Fórmula 1, como Red Bull, McLaren, Williams, Racing Point, Haas e Renault.

Os aparelhos de pressão positiva contínua das vias aéreas (CPAP) estão destinados principalmente aos pacientes vítimas de uma infecção pulmonar e para os quais as máscaras de oxigênio não são suficientes.

O governo britânico encomendou 10.000 respiradores. No centro técnico da Mercedes em Brixworth (centro da Inglaterra), a equipe consegue produzir mil por dia.

Leia também:
Diretor da McLaren diz que quatro equipes poderiam sumir da F-1
Coronavírus deixou F-1 em estado muito frágil, afirma chefe da McLaren


"Desde o anúncio do projeto, nós recebemos um número incrível de pedidos sobre o aparelho CPAP, de todo o mundo", afirmou Andy Cowell, diretor do centro.

Quase 40 máquinas, que produzem regularmente turbocompressores e outras peças para carros da Fórmula 1, agora se dedicam à produção de respiradores.

A Mercedes tornará os planos para os dispositivos públicos e gratuitos.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Em reunião virtual com Fernández, Biden diz querer 'relação sólida' com América Latina
América

Em reunião virtual com Fernández, Biden diz querer 'relação sólida' com América Latina

Empresa de comunicação do governo veta caso Beto Freitas em mídias sociais da Agência Brasil
Veto

Empresa de comunicação do governo veta caso Beto Freitas em mídias sociais da Agência Brasil