Naomi Osaka se esquiva de polêmica com ex-técnico

Segundo ex-treinador, pai da atleta assinou contrato que lhe dá direito a 20% do faturamento da número 1 do mundo

Naomi Osaka exibe troféu conquistado no US OpenNaomi Osaka exibe troféu conquistado no US Open - Foto: Eduardo Munoz Alvarez/AFP

A japonesa Naomi Osaka, líder do ranking WTA, afirmou não querer se envolver na disputa com um de seus ex-técnicos, que processa a tenista para receber 20% de seu faturamento na carreira. Christopher Jean, técnico de Osaka até o ano passado, pede pelo menos US$ 2 milhões US$ 10 milhões que a tenista recebeu até hoje em premiação.

Leia também:
Osaka ganha o Aberto da Austrália e vira líder do ranking
Naomi Osaka sobe 12 posições no ranking após US Open
Naomi Osaka vence Serena Williams e faz história no US Open

O ex-técnico garante que o pai de Naomi Osaka, Leonard François, assinou um contrato concordando com esses termos em 2011 em troca do desenvolvimento do potencial esportivo de Naomi e sua irmã, Mari. A tenista afirmou à AFP que "não pode falar nada" sobre o andamento do processo, embora fontes próximas à jogadora afirmam não temer o resultado e acreditam que o assunto será resolvido em breve.

Quando questionada sobre a dificuldade de lidar com a fama de ter se tornado a número 1 do mundo, Naomi Osaka admitiu que ainda está em fase de aprendizado. "Ainda sou relativamente nova com isso, então realmente não sei dizer", declarou aos jornalistas presentes no Hard Rock Stadium, onde serão disputados o Premier e o Masters 1000 de Miami a partir desta semana. "Mas, à medida que o tempo passar, talvez eu consiga compreender melhor a situação", concluiu.

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'