No aguardo do DM, Santa muda rotina e fecha treino

Pela segunda vez na temporada, o técnico Júnior Rocha opta pela privacidade às vésperas do Clássico das Multidões

Estádio do Arruda, casa do Santa CruzEstádio do Arruda, casa do Santa Cruz - Foto: Santa Cruz/Divulgação

Simples e objetivo, o técnico Júnior Rocha não é de fazer mistério sobre a escalação do Santa Cruz. No dia a dia, abre todos os treinamentos para a imprensa e na maioria das vezes adianta o time titular. Mas em clássicos prefere optar pela privacidade. A única vez que o treinador havia comandado um treino secreto na temporada foi às vésperas de enfrentar o Náutico, pela 7ª rodada do Campeonato. Para o duelo contra o Sport, os tricolores fecharam os portões no trabalho apronto.

Leia também: 

Santa Cruz tem três dúvidas, mas já define substitutos 

Missão do Santa na Ilha é evitar clássico nas quartas de final 

Luiz Otávio vê rival favorito no clássico contra o Santa 

“Acabou sendo uma decisão dos nossos departamentos. Preciso respeitar a todos. Nunca tinha feito isso, não vou passar como mentiroso... Tenho que me adaptar às normas do clube", comentou o treinador coral.

Júnior Rocha depende da avaliação diária do departamento médico para escalar o Santa. O zagueiro Genilson, o lateral-esquerdo Henrique Ávila e o volante Jorginho são dúvidas. Apesar da indefinição, a tendência é que a formação seja a seguinte: Ricardo Ernesto; João Ananias, Genilson (Renato Silveira), Augusto Silva e Henrique Ávila (Paulo Henrique); Luiz Otávio, Jorginho (Salino), Daniel Sobralense e Hericles; Robinho e Fabinho Alves.

O Clássico das Multidões está marcado para a quarta-feira (7), na Ilha do Retiro, às 21h45, pela 11ª rodada e última da primeira fase do Campeonato Pernambucano.

Veja também

Satisfeito, Hélio dos Anjos afirma que 'busca por competitividade' provocou mudanças
Náutico

Satisfeito, Hélio dos Anjos afirma que 'busca por competitividade' provocou mudanças

São Paulo tem gol anulado 2 vezes, empata com Ceará e perde chance de ser líder
Futebol

São Paulo tem gol anulado 2 vezes, empata com Ceará e perde chance de ser líder