No limite, Santa Cruz sente carência técnica no elenco

Técnico Júnior Rocha lamenta deficiências dos seus comandados, mas sabe das dificuldades para qualificar o grupo

Sport x Santa Cruz, na Ilha do RetiroSport x Santa Cruz, na Ilha do Retiro - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Além de lamentar a eliminação nas quartas de final do Campeonato Pernambucano - ao perder por 3x0 para o Sport, na Ilha do Retiro -, o treinador Júnior Rocha evidenciou a falta de qualidade técnica do elenco. Mesmo com a carência de jogadores mais cascudos no Santa Cruz, ele em nenhum momento culpou a diretoria de futebol e deixou claro nas entrelinhas que assumiu o clube sabendo das limitações.

“Temos problemas de elenco e dificuldades para contratar. Estamos respeitando um limite e não podemos passar dele. Sei que há necessidades técnicas e de qualidade, mas temos que tirar de um limão muitas limonadas. Não tem o que fazer, até porque eu vim pra cá sabendo disso”, declarou.

Leia também: 

Júnior Rocha lamenta gol no início e reconhece limitações 

Direção do Santa promete contratar dois centroavantes 

O nível de concentração e a maturidade dos atletas foram pontos questionados pelo técnico. Sua colocação foi crítica em relação aos dois aspectos, ambos citados como defeitos que custaram a derrota no Clássico das Multidões, o último da temporada. “Fomos muito aquém de uma decisão e logo num mata-mata único. Sei que faz parte do amadurecimento do grupo, mas é preciso melhorar essas questões”,

Com o aperto financeiro – folha salarial do futebol girando em torno de R$ 250 mil –, o Santa Cruz montou um grupo recheado de jovens apostas, em sua maioria desconhecidos, e de jogadores da base para 2018. Os mais experientes são o zagueiro Danny Morais, o lateral-direito Vítor, o volante Salino e o meia Daniel Sobralense, enquanto o restante tem pouca rodagem. Apesar da necessidade de contratações mais pontuais, Júnior Rocha reiterou que o maior reforço é a direção de futebol pagar em dia para ganhar credibilidade no mercado.

“A prioridade é o pagamento e sem ele tudo vai por água abaixo. Precisamos trazer peças pontuais (para a sequência da temporada)”, pontuou o comandante.

Veja também

Satisfeito, Hélio dos Anjos afirma que 'busca por competitividade' provocou mudanças
Náutico

Satisfeito, Hélio dos Anjos afirma que 'busca por competitividade' provocou mudanças

São Paulo tem gol anulado 2 vezes, empata com Ceará e perde chance de ser líder
Futebol

São Paulo tem gol anulado 2 vezes, empata com Ceará e perde chance de ser líder