Roberto cita desgaste, mas elogia Náutico após empate

Treinador ressaltou que o Timbu teve as melhores chances do jogo para sair com a vitória no Arruda

Roberto Fernandes, técnico do Náutico Roberto Fernandes, técnico do Náutico  - Foto: Léo Lemos/Náutico/Divulgação

O empate em 0x0 no Clássico das Emoções deste sábado (17), diante do Santa Cruz, no Arruda, pelo Campeonato Pernambucano, foi considerado um bom resultado pelo técnico Roberto Fernandes. Analisando o jogo e a maratona de partidas do Timbu neste início de temporada, o treinador preferiu elogiar o elenco, ressaltando que, embora ainda existam muitos pontos que necessitam evolução, o grupo foi melhor no confronto e poderia ter saído com a vitória.

"Quero parabenizar Júnior Rocha (técnico do Santa) e o time dele pelo jogo. Mas vamos lá: no segundo tempo, qual foi a defesa do bruno? O Santa tem uma forma de jogar e o Náutico outra. Se olharmos os melhores momentos, tivemos chances claras. Santa teve um lance questionado (gol anulado de Augusto), mas nós tivemos três bolas para fazer o gol. As de Camutanga e Medina vão para o 'inacreditável de Almeida'. Fernandinho também teve uma bola no segundo tempo...o Clássico das Emoções, para levar esse nome, só faltou o gol", afirmou o técnico.

Roberto voltou a citar o desgaste de jogos que o Náutico vem sofrendo neste início de temporada - já são 13 partidas em 40 dias, quase três duelos por dia."O desgaste do jogo passado pesou um pouco. Ao menos estamos na liderança e isso é importante. Fizemos um jogo que podíamos produzir mais, mas esse grupo, desde o primeiro jogo do ano, tem carregado a obrigação de vencer todo jogo. Empatamos um clássico fora de casa e ganhamos outro em casa. Meu grupo está de parabéns", frisou.

Reforços

Regularizados na última sexta (16), o volante Wendel e o atacante Ortigoza não foram relacionados para o clássico. Roberto explicou a decisão de poupar a dupla e indicou que um deles pode pintar no duelo da terça (20), perante o Afogados da Ingazeira, na Arena de Pernambuco.

"Vamos aguardar o treinamento de domingo e segunda para dar ritmo de jogo ao Ortigoza. O que falta é isso a ele. Já Wendel ainda precisa passar por um processo de treinamento para depois começar a ter ritmo de jogo", afirmou. O centroavante paraguaio pode ser uma das novidades na escalação da equipe no Estadual, que deve contar com um time inteiramente novo, poupando os jogadores que disputaram o clássico.

Veja também

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos
Náutico

'Poderia ter sido de quatro', exalta Hélio dos Anjos após 1ª vitória no retorno aos Aflitos

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time
Liga dos Campeões

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time