Sem pagar dívida por 2 anos, ex-técnico de Djokovic declara falência

O ex-tenista possuía uma dívida desde outubro de 2015, e não conseguiu negociar com a justiça de Londres

Boris Becker, ex-tenista e ex-treinador de Novak DjokovicBoris Becker, ex-tenista e ex-treinador de Novak Djokovic - Foto: Miguel Medina/AFP

Ex-número 1 do mundo no tênis, Boris Becker declarou falência. O também ex-técnico de Novak Djokovic não pagou uma dívida pendente desde outubro de 2015 e não conseguiu negociar com a justiça de Londres.

O pedido de falência foi feito pelos banqueiros do Arbuthnot Latham & Co. Os advogados de Becker alegaram que havia evidências suficientes para provar que o ex-tenista iria pagar a dívida em breve com um refinanciamento.

O defensor ainda argumentou que ele jamais deixaria de pagar uma dívida até mesmo pela sua imagem. Becker é comentarista de televisão.

"Ele deveria ter pensado nisso há muito tempo. Não é frequente um caso de uma pessoa profissional ter uma dívida pendente desde outubro de 2015. É uma dívida histórica", falou a juíza Christine Derret.

Veja também

Com mais uma atuação fraca, Sport perde para o Atlético/GO e fica perto do Z4
Campeonato Brasileiro

Com mais uma atuação fraca, Sport perde para o Atlético/GO e fica perto do Z4

Eventos esportivos na Inglaterra poderão receber espectadores de forma limitada

Eventos esportivos na Inglaterra poderão receber espectadores de forma limitada